Técnico do Bragantino espera Corinthians agressivo e não esconde empolgação por possível semi

Técnico do Bragantino espera Corinthians agressivo e não esconde empolgação por possível semi

Por Meu Timão

3.3 mil visualizações 65 comentários Comunicar erro

Timão e Bragantino voltam a se enfrentar nesta quinta, na Arena

Timão e Bragantino voltam a se enfrentar nesta quinta, na Arena

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A vitória construída sobre o Corinthians em pleno Pacaembu faz o Bragantino acreditar que é possível, mesmo para um time do interior, estar entre os finalistas do Campeonato Paulista. Para isso, a equipe de Marcelo Veiga terá de segurar o Timão dentro da Arena Corinthians, em Itaquera. Uma tarefa que promete ser árdua, mas, a essa altura do torneio, só serve de motivação para o clube de Bragança.

“Não existe motivação melhor do que jogar com 40, 35 mil pessoas. É o atual campeão brasileiro e paulista. Podemos tirar um time favorito ao título. Não existe motivação melhor. Todo mundo procura um momento como esse”, afirmou o treinador Marcelo Veiga em entrevista à rádio 102 FM, de Bragança Paulista.

Leia também:
Com São Paulo classificado, veja possíveis duelos do Corinthians caso a equipe avance no Paulistão
Jogo contra o Bragantino será o 22º de mata-mata na Arena; Corinthians venceu a maioria

No início do Paulistão, o Bragantino sequer aparecia entre os cotados para disputar o título de fato. De quebra, o time venceu apenas quatro das doze rodadas iniciais, mas viu o Ituano, que também somou 17 pontos, ficar fora das quartas de final por conta dos critérios de desempate.

Quando começou o Paulista, teve alguns que gozaram quando falei que iríamos brigar para estar entre os dois. Sempre falei isso. Conseguimos com trabalho e dedicação. Teve tropeços durante o campeonato, mas conseguimos. Hoje, podemos eliminar o campeão brasileiro e atual paulista dentro do local de trabalho deles. Essa é a motivação”, acrescentou Veiga.

Agora, a um empate das semifinais, ele espera que o Bragantino possa conter o ímpeto corinthiano, que promete ser maior do que foi no Pacaembu. “A gente não pode se omitir. Oportunidades vão aparecer. Acho que o Corinthians não vai mudar da água para o vinho. Eles devem manter a postura, mas podem ser mais agressivos. Nesse primeiro jogo eles jogaram praticamente em casa. Estavam no Pacaembu. Se tivermos a mesma postura, temos grande possibilidade de dificultar. Isso que temos que ter em mente. Concentração vai fazer a diferença”, avisou, antes de reiterar a força de sua equipe:

“A qualidade do Corinthians é grande. Mas o Bragantino também tem qualidade. Se tiver entrega, suportar a pressão no começo do jogo, temos grandes chances de conquistar um bom resultado. Vão existir contra-ataques, faltas... Temos que estar atentos aos detalhes”, concluiu.

O Corinthians precisa de uma vitória por dois gols de diferença nesta quinta-feira para conquistar a classificação. Triunfo por um gol leva a decisão para as penalidades máximas. A bola rola às 20h.

Veja mais em: Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Jogadores treinaram na tarde desta sexta-feira no CT Joaquim Grava

    Jair Ventura não esboça time titular para encarar o Vitória; trio não vai a campo e lateral é dúvida

    ver detalhes
  • Diego Tardelli está há três temporadas no Shandong Luneng

    Corinthians recebe aceno positivo de 'concorrido' Tardelli por retorno ao Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians lotou Arena para finalíssima da Copa do Brasil

    Salvo padrão Fifa, Arena Corinthians tem seu maior ganho líquido de renda na final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Cássio falou com o jornalistas na tarde desta sexta-feira no CT do clube

    Cássio critica agente de Pedrinho após postagem: 'As coisas se resolvem aqui, não falando fora'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes