Técnico do Bragantino espera Corinthians agressivo e não esconde empolgação por possível semi

Técnico do Bragantino espera Corinthians agressivo e não esconde empolgação por possível semi

Por Meu Timão

3.3 mil visualizações 65 comentários Comunicar erro

Timão e Bragantino voltam a se enfrentar nesta quinta, na Arena

Timão e Bragantino voltam a se enfrentar nesta quinta, na Arena

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A vitória construída sobre o Corinthians em pleno Pacaembu faz o Bragantino acreditar que é possível, mesmo para um time do interior, estar entre os finalistas do Campeonato Paulista. Para isso, a equipe de Marcelo Veiga terá de segurar o Timão dentro da Arena Corinthians, em Itaquera. Uma tarefa que promete ser árdua, mas, a essa altura do torneio, só serve de motivação para o clube de Bragança.

“Não existe motivação melhor do que jogar com 40, 35 mil pessoas. É o atual campeão brasileiro e paulista. Podemos tirar um time favorito ao título. Não existe motivação melhor. Todo mundo procura um momento como esse”, afirmou o treinador Marcelo Veiga em entrevista à rádio 102 FM, de Bragança Paulista.

Leia também:
Com São Paulo classificado, veja possíveis duelos do Corinthians caso a equipe avance no Paulistão
Jogo contra o Bragantino será o 22º de mata-mata na Arena; Corinthians venceu a maioria

No início do Paulistão, o Bragantino sequer aparecia entre os cotados para disputar o título de fato. De quebra, o time venceu apenas quatro das doze rodadas iniciais, mas viu o Ituano, que também somou 17 pontos, ficar fora das quartas de final por conta dos critérios de desempate.

Quando começou o Paulista, teve alguns que gozaram quando falei que iríamos brigar para estar entre os dois. Sempre falei isso. Conseguimos com trabalho e dedicação. Teve tropeços durante o campeonato, mas conseguimos. Hoje, podemos eliminar o campeão brasileiro e atual paulista dentro do local de trabalho deles. Essa é a motivação”, acrescentou Veiga.

Agora, a um empate das semifinais, ele espera que o Bragantino possa conter o ímpeto corinthiano, que promete ser maior do que foi no Pacaembu. “A gente não pode se omitir. Oportunidades vão aparecer. Acho que o Corinthians não vai mudar da água para o vinho. Eles devem manter a postura, mas podem ser mais agressivos. Nesse primeiro jogo eles jogaram praticamente em casa. Estavam no Pacaembu. Se tivermos a mesma postura, temos grande possibilidade de dificultar. Isso que temos que ter em mente. Concentração vai fazer a diferença”, avisou, antes de reiterar a força de sua equipe:

“A qualidade do Corinthians é grande. Mas o Bragantino também tem qualidade. Se tiver entrega, suportar a pressão no começo do jogo, temos grandes chances de conquistar um bom resultado. Vão existir contra-ataques, faltas... Temos que estar atentos aos detalhes”, concluiu.

O Corinthians precisa de uma vitória por dois gols de diferença nesta quinta-feira para conquistar a classificação. Triunfo por um gol leva a decisão para as penalidades máximas. A bola rola às 20h.

Veja mais em: Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians de Fagner não conseguiu estufar as redes do Barradão nesta quarta

    Corinthians aposta na defesa, sai ileso do Barradão e segue vivo na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Ralf deixou campo aos prantos no Barradão

    Ralf sofre luxação no Corinthians, e cirurgia não está descartada

    ver detalhes
  • Jadson teve atuação aquém na estreia do Corinthians na Copa do Brasil

    Jadson, Clayson, Carille... Empate em Salvador rende notas vermelhas a corinthianos

    ver detalhes
  • Roger vai viajar a Belo Horizonte

    Treinador do Corinthians confirma Roger na viagem a Belo Horizonte, mas faz uma ressalva

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes