Diretoria corintiana vai trabalhando em silêncio

Novos diretores de futebol estão orientados a não confirmarem interesse em nenhum jogador procurado

A diretoria do Corinthians segue em busca de reforços para a próxima temporada, mas trabalha em silêncio. A medida visa evitar um novo caso Adriano, quando se falou muito sobre a sua contratação, inclusive com a confirmação do acerto com o atacante, que acabou não sendo liberado pela Roma (ITA).

Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves, empossados recentemente como diretor e diretor adjunto de futebol, respectivamente, foram orientados pelo presidente Andrés Sanchez a não falarem mais sobre a chegada de reforços.

No caso do Imperador, Roberto concedeu uma entrevista na qual confirmou o acerto com o jogador por um ano. Uma nota oficial no site teve de ser publicada para desmenti-lo, na tentativa de evitar um desgaste desnecessário com a equipe italiana e sua presidente.

A ideia é conversar com os jogadores, acertar as bases salariais, que inclui luvas e premiações em caso de título, e deixar que os próprios atletas consigam ser liberados dos seus respectivos clubes.

– Estamos trabalhando quietinhos. A torcida pode ter certeza que virá coisa boa por aí. Mas não dá para ficar falando, até porque a maioria depende da liberação dos seus clubes – afirmou uma das pessoas ligadas ao presidente Andrés Sanchez, que pediu anonimato.

Foi assim por exemplo que a diretoria fez com o zagueiro Edu Dracena e o atacante Luís Fabiano. Ambos interessam e foram procurados. Porém, como possuem vínculo com Santos e Sevilla (ESP), respectivamente, a diretoria do Corinthians se preocupou em oferecer as cifras e deixou para a dupla tentar sair do atual empregador.

Dracena tem contrato até 2012 com o rival santista. A multa rescisória é de cerca de R$ 2 milhões. Já com Fabuloso, a situação é ainda mais difícil. Apesar de ter gostado do que foi oferecido pelo Timão e de aceitar voltar ao futebol brasileiro, o clube espanhol não demonstra a mínima intenção de liberá-lo. Recentemente, os espanhois recusaram proposta de mais de 15 milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões).

É assim, quietos e com valores altos sendo oferecidos, que Andrés tenta reforçar o elenco do Corinthians na próxima temporada.

Diretoria corintiana vai trabalhando em silêncio

Fonte: Lancenet

Enviado por: Matheus Rodrigues

Diretoria corintiana vai trabalhando em silêncio Diretoria corintiana vai trabalhando em silêncio 0

Veja Mais:

  • Substituto de Cássio, Walter está confirmado no time que tenta encaminhar avanço às semis da Copa BR

    Corinthians é escalado para encarar o Cruzeiro na Arena

    ver detalhes
  • Gustavo irá treinar em dois períodos no Corinthians

    Gustavo pede e Corinthians libera treinamento especial

    ver detalhes
  • Carlinhos era talismã do Corinthians Sub-20 e agora faz parte do elenco profissional

    Artilheiro recém-promovido ganha renovação contratual do Corinthians

    ver detalhes
  • Primeiro jogo das quartas de final acontece nesta quarta; vaga à semifinal será definida na semana que vem

    Na Copa do Brasil, Corinthians enfrenta o Cruzeiro por 'missão semifinal'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes