Suspeitos de matar William Morais são flagrados em assalto a Lan House em BH

Suspeitos de matar William Morais são flagrados em assalto a Lan House em BH

Câmeras de segurança flagraram três jovens realizando um assalto dentro de uma LAN house, em Belo Horizonte (MG). Eles são suspeitos de terem assassinado o meia William Morais, que pertencia ao Corinthians e estava emprestado ao América-MG, durante uma tentativa de assalto, na madrugada de domingo (6). O crime aconteceu alguns dias antes da morte do jogador.

As imagens mostram o momento que os três rapazes chegam a LAN house e fazem o assalto. Segundo o proprietário, que reconheceu dois dos suspeitos pelas fotos no jornal, um deles estava armado.

Segundo as testemunhas, a morte do jogador poderia ter sido evitada, caso os suspeitos tivessem sido presos após o assalto.

O corpo de William Morais foi enterrado na segunda-feira (7), em Osasco, na Grande São Paulo.

O crime

Por volta de 1h, William saiu do sítio, onde participava de uma comemoração, para conversar com uma das convidadas da festa. Em depoimento prestado na delegacia, a mulher contou que foi buscar uma bolsa no carro junto com uma amiga quando o jogador chegou. Ela conversou com a vítima durante alguns minutos.

Os dois ficaram escorados do lado de fora do veículo, que estava estacionado em uma esquina a cerca de 30 metros da entrada do sítio. Três homens se aproximaram e anunciaram o assalto. Um dos ladrões tentou arrancar uma corrente de prata que estava no pescoço de William. Segundo as duas mulheres que presenciaram o crime, o jogador se assustou e correu em direção ao local onde acontecia a festa.

Nesse momento, Darisson Carlos Ferraz da Silva, 18 anos, teria sacado uma arma e disparou contra William. A bala atingiu as costas do jogador, na altura do tórax, e a vítima caiu na porta do sítio. Os três ladrões fugiram sem levar nada. Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ir ao local, mas o meia-atacante já estava morto.

A PM conseguiu localizar os três presos com a ajuda das duas testemunhas que presenciaram o crime. As mulheres reconheceram Darisson através de um álbum de fotos de criminosos da região. Com o material em mãos, policiais conseguiram levantar o endereço do suspeito.

Enviado por: Matheus Vieira

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes