Andrés admite fazer proposta para ter Adriano no Corinthians

Andrés admite fazer proposta para ter Adriano no Corinthians

Por Meu Timão

Adriano num bar com os amigos

Adriano num bar com os amigos

Na coletiva que concedeu na manhã deste sábado no CT do Parque Ecológico, o presidente Andrés Sanchez disse poderia oferecer a Adriano, ex-Roma, o mesmo salário (R$ 550 mil) que apresentou para Luis Fabiano, em janeiro, quando o Corinthians tentou a contratação do atacante ao Sevilla. Na sexta, o "Fabuloso" foi anunciado pelo São Paulo.

Esta foi a primeira vez, desde novembro, quando começaram as especulações que ligavam o "Imperador" ao Corinthians, que Sanchez disse ser possível contratar o jogador, livre para negociar com qualquer clube depois que rescindiu seu contrato com a Roma. Era justamente o vínculo do jogador com o clube italiano que impedia o Corinthians de fazer uma proposta para tê-lo.

"O Adriano não estava vindo para o Corinthians (antes). Eu posso contratar ele amanhã, mas digo desde 23 novembro que não havia nada. Quem não quer Adriano? O Tirone (presidente do Palmeiras) fala que não quer porque ele não tem dinheiro suficiente. Não negociei nada, falo isso há quatro meses. Qualquer time quer o Adriano, mas tem que ver se tem condições financeiras", disse Sanchez.

"Posso oferecer um salário para o Adriano. O resto eu omito", disse o presidente, sobre a chance de oferecer ao "Imperador" o mesmo valor dos vencimentos que ofereceu a Luís Fabiano.

No final dde 2010, em entrevista coletiva, Ronaldo disse que Adriano seria seu subtituto ideal no Corinthians ao final de 2011, quando a priori se aposentaria. Na época, Andrés ironizou e disse que se o "Fenômeno" "assinasse os cheques", contrataria Adriano.

Fonte: IG

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes