Presidente do Corinthians muda o tom e já admite tirar Ganso do rival Santos

Presidente do Corinthians muda o tom e já admite tirar Ganso do rival Santos

Por Meu Timão

Ganso sonha em jogar num time grande

Ganso sonha em jogar num time grande

Para quem há algumas semanas sequer admitia a possibilidade de receber Paulo Henrique Ganso, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, mostrou que já pensa diferente ao afirmar nesta segunda-feira que se for por um período mais extenso, pode contar com o jogador do Santos.

Em entrevista à ‘Rádio Bandeirantes’, o dirigente disse que não gostaria de contar com o meio campista por apenas três meses, período que os donos de parte de 45% dos direitos do atleta – a empresa DIS – poderiam repassá-lo antes de vendê-lo para a Europa.

“Realmente estão acontecendo conversas. Mas não posso passar por cima do Santos. O problema é que ele – Ganso - quer ficar três meses no Brasil e ir embora. Isso o Corinthians não vai fazer. Ou ele fica aqui por temporadas, ou continua a vida dele”, declarou Sanchez.

Apesar de liderar as conversas pela diminuição da multa rescisória de Ganso com o Santos e falar publicamente que o jogador pode deixar o Santos no meio ano, a DIS, por meio do seu diretor Thiago Ferro, afirmou à Rádio Estadão/ESPN que não existe nenhuma proposta concreta pelo jogador e que não há negociação com o Corinthians.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes
  • Carille contará com 23 jogadores em Campinas neste domingo

    Corinthians relaciona 23 jogadores para final em Campinas

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes