Deficiência aérea no ataque faz Tite pedir para acelerarem estreia de Adriano

Deficiência aérea no ataque faz Tite pedir para acelerarem estreia de Adriano

Por Meu Timão

Com 1,89m de altura, Adriano é a aposta de Tite para superar a falta de gols de cabeça

Com 1,89m de altura, Adriano é a aposta de Tite para superar a falta de gols de cabeça

O Corinthians carece de um cabeceador. Líder do Brasileirão há 17 rodadas e dono do quinto melhor ataque, com 35 gols em 23 partidas, o time alvinegro passa vergonha pelo alto. Anotou apenas dois gols de cabeça no certame e é o pior no fundamento (para se ter uma ideia, Fluminense e Atlético-MG balançaram as redes 12 vezes de cabeça).

Frequentemente, Tite fala sobre a necessidade de um cabeceador para reverter situações adversas, em que o adversário se fecha na defesa, como aconteceu contra o Fluminense, no último domingo.

E a solução está no elenco. É Adriano e o seu 1,89m de altura (Liedson tem 1,75m, Sheik e Willian têm 1,71m e Jorge Henrique tem 1,69m).

O treinador pede para que o novo preparador físico do elenco, Fabio Mahseredjian, acelere a estreia do Imperador, que passou por uma cirurgia no pé esquerdo em abril e vive fase final de recuperação.

“É um pepino que peguei, coloquei na mão do Fabio e falei para acelerar o processo, para pegar o Adriano e colocar dentro de campo. É um atleta de qualidade. É um pepino que ele tem de descascar”, comentou Tite, na última terça-feira, após Mahseredjian ser apresentado à imprensa.

O preparador físico disse que a tendência é o centroavante de 29 anos ser liberado para treinos com bola a partir da semana que vem. A ideia é aprimorar a parte física e técnica concomitantemente, já que não há tempo para trabalhos apenas físicos.

“Estamos no meio de setembro, tem mais dois meses e meio de campeonato. Não dá para fazer um período de pré-temporada”, informou Mahseredjian. “O tempo que vou trabalhar com ele será suficiente para participar de alguns jogos. Quantos jogos? Não sei. Mas com certeza terá condição, não sei se no final de setembro, no começo de outubro ou no meio de outubro.”

A última vez que o Corinthians estufou a rede de cabeça ocorreu em 17 de agosto, na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG, gol de Emerson Sheik. O outro gol foi de Willian, em 12 de junho, no triunfo por 2 a 0 sobre o Fluminense, no Pacaembu.

No último domingo, contra o mesmo Flu, Tite sentiu falta de um bom cabeceador para tentar empatar a partida.

“Faltou um jogador de área, um Adriano para colocar na área com o Liedson. É só isso que eu peço. Quero chegar nas quatro, cinco rodadas finais com o grupo fortalecido”, apontou o técnico gaúcho.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes