Brasil 2 x 1 Bósnia - Mesmo sofrido, Mano consegue quebra de tabu!

Brasil 2 x 1 Bósnia - Mesmo sofrido, Mano consegue quebra de tabu!

A Seleção Brasileira achou uma vitória por 2 a 1 sobre a Bósnia-Herzegovina, nesta terça-feira, em amistoso realizado em St. Gallen, na Suíça. O Brasil jogava mal, mais uma vez não convencia, mas conseguiu o triunfo nos acréscimos do segundo tempo, num gol marcado contra por Papac, após cruzamento de Hulk. O defensor foi tentar cortar e mandou para dentro do próprio gol. Marcelo havia aberto o placar para os comandados de Mano Menezes logo aos três minutos de jogo. Ibisevic empatou pouco depois.

Desde que Mano assumiu a Seleção Brasileira, logo após a Copa do Mundo de 2010, o Brasil já enfrentou cinco seleções que estão entre as 20 melhores do mundo, tal como a Bósnia. Esta foi a primeira vitória. Antes, havia perdido para Argentina, França, Alemanha e empatado com a Holanda. A única exceção foi o triunfo sobre a Argentina, quando os dois times só tiveram jogadores que atuam nos dois países.

Começou bem, mas...
Mano Menezes surpreendeu ao escalar a Seleção Brasileira sem Paulo Henrique Ganso. Depois de esperar por meses até que o meia do Santos se recuperasse de lesões, ele deixou o santista no banco justamente quando o jogador voltou a jogar em alto nível. O treinador preferiu montar a equipe com Sandro, Fernandinho, Hernanes e Ronaldinho no meio-campo.

Logo de cara, pareceu que Ganso não faria falta. Logo aos três minutos, Daniel Alves apareceu como armador na entrada da área e mesmo cercado por seis bósnios, rolou para Marcelo. O lateral do Real Madrid veio de trás, encheu o pé, bateu cruzado de primeira, e abriu o placar para o Brasil.

Dez minutos depois, porém, veio o empate da Bósnia. Ibsevic arrancou pela meia direita e chutou rasteiro, no meio do gol. A bola quicou no gramado e enganou Julio Cesar, que falhou feio e aceitou.

Perdido no meio-campo, o Brasil só respondeu aos 19. Foi quando Fernandinho enfiou boa bola para Leandro Damião. O atacante do Internacional chutou cruzado, o goleiro defendeu e, no rebote, Hernanes quase marcou.

A carência de um armador era clara, principalmente pela ineficiência de Ronaldinho Gaúcho, sempre buscando o drible, quase sempre sem sucesso. Tanto que a única outra boa chance do Brasil no primeiro tempo nasceu dos pés de Daniel Alves, que arriscou de fora da área e viu Begovic fazer boa defesa no canto esquerdo.

A Bósnia também levou perigo. Aos 35, Dzeko passou por David Luiz, foi à linha de fundo e rolou par atrás. Misimovic bateu por cima do travessão. Já aos 44, o atacante do Manchester City tocou para Pjanic, que chutou de bico. Julio Cesar defendeu, mas dando rebote para o meio da área. Sorte dele que a zaga depois tirou.

Sorte canarinha!
A Seleção Brasileira voltou do intervalo sem alterações - nem mesmo táticas. A ineficiência no meio-campo prosseguia e Neymar apanhava para tentar criar alguma coisa. A primeira mudança de Mano foi trocar Sandro por Elias. Ganso só substituiu Ronaldinho aos 18 minutos, quando a Bósnia já mandava no jogo.

A entrada de Ganso (e também a troca de Hernanes por Hulk) fez o Brasil crescer no jogo. Saiu dos pés do santista o bom passe para Marcelo, que limpou a jogada na área, mas preferiu cortar para o pé esquerdo e desperdiçou o lance. Neymar também perdeu boa chance, logo depois. Recebeu pela esquerda, foi para cima da marcação, conseguiu se livrar do zagueiro, e tocou tentando tirar do goleiro. Não conseguiu, e Begovic pegou.

A dez minutos do fim do jogo, Lucas entrou no lugar de Leandro Damião e quase justificou toda a batalha travada pela CBF para contar com ele. O meia do São Paulo girou em meio a quatro marcadores, bateu cruzado, e quase fez. Se os brasileiros não conseguiam, a Bósnia ajudou. Aos 45, Hulk apareceu pela esquerda foi à linha de fundo e cruzou para o meio da área, tentando encontrar alguém. Papac estava lá e marcou contra.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Wladimir será o mais novo colunista do Meu Timão

    Herói de 77 será colunista do Meu Timão

    ver detalhes
  • Dudu revelou que jogadores do Palmeiras tinham conhecimento de confusão feita pelo árbitro no clássico

    Atacante palmeirense diz por que não avisou árbitro de erro em expulsão de Gabriel

    ver detalhes
  • Jadson treinou nesta quinta-feira e não será problema para final no Moisés Lucarelli

    Jadson volta, e Carille ensaia escalação do Corinthians para primeira decisão do Paulista

    ver detalhes
  • Fiel esgotou bilhetes colocados à venda no Fiel Torcedor

    Em menos de uma hora, torcida do Corinthians esgota ingressos para decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes