Castán garante que Timão vai suportar pressão do Vasco

Castán garante que Timão vai suportar pressão do Vasco

A escalada do Corinthians na Libertadores chega a um ponto decisivo para que a bandeira seja fincada no topo da América: a dura batalha contra o Vasco, nesta quarta-feira, no Pacaembu, pelas quartas de final da competição. Próximo ao cume da sonhada taça no torneio, o confiante ‘alpinista’ Leandro Castán entende que a eventual classificação para as semifinais demarcará, definitivamente, o espaço do Timão como o time a ser batido na competição e na América do Sul.

'Acho que sim (a classificação colocará o Corinthians como um dos favoritos) . Se a gente passar pelo Vasco, vai nos dar uma confiança boa. Vai ser um desafio grande, é verdade. Chegar a uma semifinal, a segunda na história do clube, será muito importante. Devagarzinho, a gente vai tentando chegar mais longe. Mas, primeiramente, a gente pensa no Vasco, para depois pensar mais lá na frente. Temos de dar um passo de cada vez agora. Tomara que a gente saia com a vitória', disse Castán, ao MARCA BRASIL.

Apesar do discurso político dos ‘pés no chão’, habitual por todos no Corinthians, Castán reconhece que a confiança do grupo está muito alta para passar pelo Vasco. Porém, segundo ele, nada que transborde para uma perigosa soberba. Sobretudo, se essa segurança tem ajudado o Timão durante sua trajetória, a motivação com a eventual vaga para a semifinal assegurada dará ainda mais o gás necessário para o grupo chegar ao topo da América.

'Se a gente passar, a confiança cresce. Mas cresce para todos adversários também. Temos que ter confiança, mas com cuidado e pés no chão, porque detalhes podem fazer a diferença', concluiu.

Castán garante que defesa vai suportar pressão do Vasco

Para a dura batalha contra o Vasco, Leandro Castán tem uma certeza: o sólido sistema defensivo corintiano terá outra prova pela frente. Porém, nada que a melhor defesa da Libertadores, com apenas dois gols sofridos, não esteja preparada contra o perigoso ataque vascaíno, no duelo desta quarta-feira, no Pacaembu.

O Timão precisa vencer para avançar para as semifinais. Empate sem gols, a decisão vai para os pênaltis. E resultado igual com gols garante o Vasco na próxima fase.

'Pelo que conheço do Vasco, eles não têm o costume de se defender. Então acredito que eles jogarão no ataque contra a gente, até porque é uma das principais armas deles. Estamos preparados e vamos ficar atentos a tudo que eles possam fazer. Vai ser um espetáculo bonito e espero que a gente saia vencedor', destacou o defensor, pilar do sistema defensivo corintiano.

'O fato da nossa defesa ter sofrido poucos gols é um mérito de toda a equipe e do sistema de jogo que o Tite coloca em campo. Se os atacantes não voltassem para marcar, se os volantes não protegessem a zaga ou os laterais não ajudassem, a gente não seria a melhor defesa', concluiu.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes