Reservas corintianos valorizam empate na Ilha do Retiro

Reservas corintianos valorizam empate na Ilha do Retiro

245 visualizações 1 comentário Comunicar erro

O Corinthians viveu sensações diferentes quanto à possibilidade de um empate na Ilha do Retiro. Antes de a bola rolar, a igualdade no placar era um bom resultado. Diante da superioridade do Sport no primeiro tempo, o empate passou a ser excelente. Mas, depois que Liedson abriu o placar, o gol de empate dos pernambucanos, com um jogador a menos, acabou sendo uma ducha de água fria. Ainda assim, os corintianos acreditam terem conquistado um bom resultado.


'Tínhamos o jogo na mão, mas bobeamos no lance final. Pelo que eles apresentaram no primeiro tempo, o placar foi justo. Foi bom para nós', resumiu o zagueiro Paulo André, que não conseguiu impedir o bombardeio do Sport ao gol de Júlio César no primeiro tempo.

O atacante Liedson, autor do gol do Corinthians, lamentou a pressão que o time sofreu, diante de bom público na casa do Sport. 'É muito difícil jogar na Ilha do Retiro. Sofremos no primeiro tempo, mas melhoramos no final e começamos a jogar com mais inteligência', disse o veterano jogador, que encerrou um jejum de gols que já durava quase três meses.

'É um time que atuou junto poucas vezes e isso pesa diante de um adversário que está jogando em casa. Foi bom para dar confiança para os próximos jogos e melhorar nossa situação na tabela', disse o meia Douglas.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes
  • Renovação, declaração do Balbuena e a posição do Meu Timão

    [Danilo Augusto] Renovação, declaração do Balbuena e a posição do Meu Timão

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez, Roberto de Andrade e Gobbi, últimos presidentes do Corinthians

    Diretor financeiro do Corinthians analisa detalhes do balanço de 2017; leia a entrevista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes