Tite quer 'reacostumar' o Corinthians a ter três atacantes

Tite quer 'reacostumar' o Corinthians a ter três atacantes

1.3 mil visualizações 12 comentários Comunicar erro

Danilo virou dúvida nesta terça-feira

Danilo virou dúvida nesta terça-feira

A lesão muscular do meia Danilo, que sentiu dores na panturrilha esquerda e não treinou nesta terça-feira, abriu espaço para que Tite voltasse a testasse o Corinthians com três atacantes. O jogador ainda é dúvida para a partida desta quarta-feira contra o Atlético-GO, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas o treinador apontou que a escalação com Guerrero ao lado de Jorge Henrique e Romarinho, trabalhada nesta terça, precisa se tornar uma opção natural para a equipe.


'O departamento médico retirou o Danilo do trabalho, a definição só sai amanhã (quarta). Tendo Danilo, será a mesma equipe, senão é com o Paolo. O time precisa se ajustar a ter um pivô, se desacostumou a ter um homem de referência. Por isso mostrei algumas situações. Usei o treino tático para retomar o padrão que tínhamos com Liedson', declarou, lembrando do esquema utilizado durante o título brasileiro de 2011 e em parte do primeiro semestre deste ano.

Tite ainda apontou que a opção com três atacantes não necessariamente será utilizada desde o início de uma partida, mas que será importante no decorrer da temporada. 'Acredito neste sistema, de atuar com pivô. Eu preparo a equipe, mas se não responder, vamos adaptar. Tem que saber voltar. Se não tenho Danilo, vou trabalhar com ele (Guerrero), acrescentar no treino essa situação', comentou.

Apesar da possibilidade de tornar o time mais ofensivo, o técnico negou que esteja insatisfeito com seu ataque. O Corinthians não marca desde a 12.ª rodada, quando venceu o Cruzeiro por 2 a 0. Para piorar, o último gol de um atacante aconteceu na oitava rodada, no empate por 1 a 1 com o Sport, e foi marcado por Liedson, que nem está mais no clube.

'Quando a equipe faz gol, não é um jogador que faz o gol. Quando a equipe não toma gol, não é o Cássio que não tomou gol. Se não vier passe legal de trás, não sai gol. Ele é construído por 20 pernas, às vezes um bate-rebate. Fico atento à criação, se não criamos isso me preocupa bastante. Quando cria e não faz, vai trabalhar em um treinamento específico', disse.

Quem tem decepcionado neste ponto é Romarinho. Ele não marca desde o empate por 1 a 1 diante do Boca Juniors, ainda na primeira partida da decisão da Libertadores. Tite, no entanto, minimizou a marca, disse que o jogador tem aparecido bem nas partidas e rechaçou tirá-lo da equipe. 'Antes de tomar a decisão, preciso buscar uma série de informações. Dos dez chutes contra o Vasco, quatro foram do Romarinho. Contra o Bahia foram 13 finalizações, sendo quatro dele. Contra o Cruzeiro, 16 do time, e quatro dele', avaliou.

Se Romarinho não estiver rendendo bem contra o Atlético-GO, o treinador terá mais uma opção para o ataque no banco de reservas. O argentino Martínez treinou bem, melhorou a forma física e deve ser aproveitado no decorrer da partida. 'O Martínez está concentrado, com uma condição melhor, e vai para banco. Tem condições para ir para o jogo', afirmou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Fábio Carille exibe a taça de heptacampeão brasileiro; treinador seguirá carreira na Ásia

    Fábio Carille deixa Corinthians e acerta com Al-Wehda, da Arábia Saudita

    ver detalhes
  • Osmar Loss (à esq.) sucede Carille no comando técnico do Corinthians

    Osmar Loss assume Corinthians após saída de Carille; estreia acontece nesta quinta

    ver detalhes
  • Carille, agora ex-Corinthians, acertou com Al-Wehda, do mundo árabe

    Corinthians divulga vídeo de agradecimento a Carille

    ver detalhes
  • Titulares do Corinthians foram a campo nesta terça-feira

    Titulares vão a campo, mas Carille não esboça time; jovem ganha atenção especial no fim do treino

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes