Corinthians no Japão Mundial de Clubes: confira a tabela e o dia dos Jogos

Corinthians no Japão Mundial de Clubes: confira a tabela e o dia dos Jogos

A torcida Corinthiana vai invadir o Japão

A torcida Corinthiana vai invadir o Japão

Timão é o quarto clube garantido no Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado entre os dias 6 e 16 de dezembro no Japão. Além da equipe brasileira, que fará sua estreia no dia 12 em Toyota, estão classificados Monterrey, do México, Auckland City, da Nova Zelândia, e Chelsea, da Inglaterra. Em 2013 e 2014, o torneio será disputado no Marrocos.

O Mundial terá uma novidade: será a primeira competição oficial em que será utilizada a tecnologia no futebol. Em reunião realizada nesta quinta-feira, na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, os membros da International Board aprovaram por unanimidade o uso do chip nas bolas para confirmação dos gols. O dispositivo emitirá um alerta instantâneo aos árbitros assim que a bola ultrapassar a linha do gol. Se aprovado, será usado na Copa das Confederações 2013, no Brasil.

O principal adversário do Timão na busca pelo título será o Chelsea, que disputará a competição pela primeira vez. Entretanto, antes da oportunidade de enfrentar os ingleses na decisão, o Alvinegro poderá jogar contra um outro Chelsea, o de Gana, que luta para vencer a Liga dos Campeões da África e carimbar o passaporte para a Terra do sol nascente.

CONFIRA A TABELA DO MUNDIAL 2012

6/12YokohamaCampeão japonês x Auckland City
9/12ToyotaQuartas de final (Jogo 1): Campeão japonês/Auckland City x representante da África, Ásia ou Concacaf (será definido em sorteio)
9/12ToyotaQuartas de final (Jogo 2): Haverá um sorteio entre representantes da África, Ásia e Concacaf para definir as duas equipes que se enfrentarão
12/12ToyotaDisputa pelo 5º lugar
12/12ToyotaSemifinais: Corinthians x vencedor do Jogo 1
13/12YokohamaSemifinais: Chelsea x vencedor do Jogo 2
16/12YokohamaDisputa pelo terceiro lugar
16/12YokohamaFinal

O Japão recebeu as edições da Copa Intercontinental entre 1980 e 2004. Com a criação do Mundial de Clubes da Fifa, o país sediou a competição entre 2005 e 2008, ano em que a Fifa decidiu transferir a disputa para os Emirados Árabes no biênio 2009-2010. Em 2011, os japoneses voltaram a ser a sede por mais dois anos. O primeiro Mundial com a tutela da Fifa foi em 2000, no Brasil, e traz boas lembranças para o Corinthians: título em cima do Vasco, no Maracanã. Para o Timão, a edição 2012 é uma oportunidade de calar os rivais, que sempre tratam o Mundial de 2000 com desdém, já que foi um teste da Fifa, que a competição a segundo plano até 2005, quando começou a ser disputada com regularidade.

No ano passado, o Barcelona conquistou a taça na final contra o Santos, em Yokohama. A edição do ano passado também teve jogos na cidade de Toyota. Para 2012, a Fifa estudou a possibilidade de levar partidas para Sendai, um dos locais mais atingidos pelo terremoto que abalou o país no ano passado, mas ficou decidido que as sedes do ano passado serão mantidas (sem Tóquio).

Os campeões da América do Sul e da Europa sempre entram nas semifinais, mas seus rivais são definidos por sorteio (o campeão do Japão, país-sede, abrirá o torneio contra o Auckland City). O sorteio das partidas do Mundial de 2011 aconteceu em novembro e colocou no caminho do Santos o vencedor do confronto entre Concacaf (Monterrey) e o vencedor do jogo de abertura (Kashiwa Reysol).

Fonte: Alagoinhas Noticias

Veja Mais:

  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes
  • Yago volta ao Corinthians na primeira semana de janeiro

    Após empréstimo, zagueiro é reintegrado ao Corinthians; Del'Amore no radar

    ver detalhes
  • Scarpa tem reunião marcada com empresários neste sábado

    Alvo do Corinthians, Scarpa agenda reunião com representantes para decidir futuro

    ver detalhes
  • Promoção da empresa Apito Promocional na camisa durante o Brasileirão 2012

    Corinthians mantém cobrança milionária contra ex-patrocinador; calote chega a cinco anos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes