Adriano manda SMS, não aparece em treino e tem futuro em xeque

Adriano manda SMS, não aparece em treino e tem futuro em xeque

Adriano mais uma vez mostrou que já se aposentou faz tempo

Adriano mais uma vez mostrou que já se aposentou faz tempo

E Adriano sumiu. De novo. O atacante, que já pedira dispensa do treino de sexta-feira à tarde, não apareceu na atividade marcada para as 9h30m deste sábado, na Gávea. Ele comunicou Zinho que estaria ausente apenas momentos antes de o treino começar. E de uma forma curiosa: o diretor de futebol já estava na Gávea quando recebeu uma mensagem no celular. No texto, o Imperador alegava que não conseguiria chegar a tempo.

Zinho confirmou a falta, a terceira em treinos desde a contratação, disse que o foco é no Fla-Flu deste domingo e que uma solução será tomada na segunda-feira em comum acordo com a comissão técnica. Novamente, o futuro de Adriano no Rubro-Negro está em xeque.
- O momento não é de me preocupar. Adriano não veio ao treino hoje (sábado), vou sentar com a comissão técnica, sentar com Adriano, saber o que aconteceu, na segunda-feira a gente bate papo. O foco é o Fla-Flu. O momento não é de desviar atenção, todo o trabalho está direcionado para os atletas que estão aqui. Nesse momento não tem o que falar. Na segunda batemos um papo sobre isso. Num sábado, véspera de Fla-Flu, não vou falar de outras coisas - afirmou Zinho ao GLOBOESPORTE.COM.

No dia 3 de setembro, uma segunda-feira, Adriano também não apareceu no Ninho do Urubu após viajar com o grupo do Flamengo a Porto Alegre. Na ocasião, não fez qualquer comunicado ao departamento de futebol. Na hora em que deveria estar no Ninho do Urubu, ele foi visto na favela Vila Cruzeiro, onde acabou se envolvendo num choque entre sua BMW e uma moto.

No dia seguinte à falta, ao lado do diretor de futebol Zinho, o atacante se desculpou com colegas de trabalho e torcedores do Flamengo e admitiu que, se faltasse mais uma vez, teria seu contrato rescindido.
O momento não é de me preocupar. Adriano não veio ao treino, vou sentar com a comissão técnica, sentar com Adriano, saber o que aconteceu, na segunda-feira a gente bate papo. Foco é Fla-Flu"
Zinho

- Estou aqui, todos sabem o motivo. Desta vez não fiz como das outras vezes, que não falei com a imprensa. Estou aqui para falar sobre a minha ausência de ontem. Não participei do treino e vou ser punido por estar em vigor o meu contrato. Conversei com o Zinho e pedi desculpas ao grupo, ao Zinho, e peço desculpas aos torcedores. Não faço mal para ninguém, só para mim mesmo. Vou ser multado pelo que fiz e vou fazer de tudo para não agir desta forma. Falei que só tinha uma chance quando cheguei. Se faltar de novo, meu contrato vai ser rompido. Falei isso quando cheguei na apresentação. Falaram até que matei uma pessoa na Vila Cruzeiro, e isso é mentira. Fico chateado, isso me entristece. Espero que vocês (jornalistas) possam apurar o caso, para que eu não fique mal - disse Adriano.

A ausência e a ida à Vila Cruzeiro renderam uma advertência por indisciplina. Zinho, que na ocasião acompanhou a entrevista ao lado de Adriano, demonstrou pensamento contrário ao discurso de que o jogador só fazia mal a si mesmo.

- Ele causa problema para ele, mas respinga em outras pessoas. Uma atitude como contratado do clube afeta o clube, sim. Essa sempre foi a minha preocupação, por isso o Flamengo se protegeu. Vou resumir o meu sentimento: é de tristeza. Estou apostando muito na recuperação de uma pessoa. Não estou preocupado só com o atleta. Quando ele tem uma recaída, eu fico muito triste. Acontecer este episódio com Adriano depois da derrota para o Inter não foi ruim, não. Foi péssimo. Péssimo! - disse então o diretor.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes