Após cinco dias preso, ex-jogador Viola deixa cadeia em São Paulo

Após cinco dias preso, ex-jogador Viola deixa cadeia em São Paulo

Viola foi detido com uma pistola calibre 380 no sábado, mas foi solto nesta quarta
Na tarde desta quarta-feira, o ex-jogador Viola deixou a Cadeia Pública de Carapicuíba, em São Paulo , depois de passar cinco dias preso por porte ilegal de armas de fogo, desobediência judicial e violência doméstica. Com uma petição de seu advogado, Viola recebeu liberdade provisória do juiz.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"No momento, a única coisa que eu posso fazer é dizer que estou muito cansado. Fiquei todos esses dias sem comer e sem beber. Foi muito emocionante sair da cadeia, porque sou um cara de bem. Hoje mesmo podem ligar para o meu assessor e agendar qualquer tipo de entrevista", desabafou Viola quando saiu da cadeia.

"Todos vão poder falar comigo e escutar minha versão. Pois muitos falam o que não é verdade. Eu vivo com a verdade. Queria agradecer ao apoio do pessoal da delegacia. Fomos tratados como seres humanos. Não matei, não roubei e não estuprei. Tenho bons serviços prestados no país. Todo mundo tem demonstrando carinho. Deus é justo e a verdade vai chegar. E a partir de amanhã", acrescentou.

Na noite da última sexta-feira, um oficial de justiça foi até a casa do ex-atacante, em Tamboré, mas não foi recepcionado. Viola teria descumprido uma ordem judicial que dava a guarda do seu filho à esposa, Andreza Nunes. De acordo com o delegado, o ex-jogador ameaçou sua esposa de morte e falou até em suicídio.

Em sua residência foi achada uma pistola não registrada, além de carregadores e um silenciador. Esta não é a primeira vez que Viola se envolve com porte ilegal de armas de fogo. Em 2006, policiais encontraram uma espingarda calibre 12. A arma estava registrada, mas não para transporte. Andreza Nunes o acusou de tentar buscar o seu filho bêbado.

Fonte: ESP Brasil

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Luiz

    Ranking: 1905º

    Luiz 307 comentários

    4º. por @tu.tur

    A vida particular do Viola pouco importa para o corinthiano. Em jogos do Timão ninguém fala dele.

  • Foto do perfil de Herbie

    Ranking: 116º

    Herbie 2970 comentários

    3º. por @herbie

    ELE estava USANDO A 380 PRA CAÇAR PORCO!
    ESSA NOTÍCIA NÃO TEM NADA A VER COM O CORINTHIANS E NÃO DEVIA ESTAR AQUI...
    SÓ FALTA AGORA APARECER UMA notícia FALANDO QUE O BANCO CENTRARL DIMINUIU A SELIC...

  • Foto do perfil de haroldo

    Ranking: 3949º

    Haroldo 127 comentários

    2º. por @haroldinho

    é uma vergonha, um pais que o bandido pode andar armado, e o cidadao de bem não pode ´e ameaçado de prisão pela sociedade, enquanto a bandidagem deita erola em cima de nos trouxas, que temos receio de ir para a cadeia, se portar arma, todos os cidadoes deveriam sim ter su arma para se proteger e proteger a família, desde que fizessem um curso da arma porque se depender da policia não vai dar certo, até os policiais tem receio dos bandidos, quem vai me defender

  • Foto do perfil de Reginaldo

    Ranking: 5430º

    Reginaldo 81 comentários

    1º. por @reginaldo.bispo

    Bobagens e mais bobagens nessa matéria. A imprensa toda noticiou que a pistola era legal, que tinha autorização para tê-la em casa. Que o problema era o silenciador e as munições. Davam conta também que não houve violência doméstica, apenas ameaça segundo a mulher, e que desobediência judicial, não é motivo de encarceramento de ninguém. Paga fiança e sai. Armaram para o Viola, a mulher, a justiça, e a policia. A imprensa deleito-se, pois falta-lhe noticias, morais, pessoais e familiares. Não notícia o que importa mesmo.