Após cinco dias preso, ex-jogador Viola deixa cadeia em São Paulo

Após cinco dias preso, ex-jogador Viola deixa cadeia em São Paulo

Viola foi detido com uma pistola calibre 380 no sábado, mas foi solto nesta quarta
Na tarde desta quarta-feira, o ex-jogador Viola deixou a Cadeia Pública de Carapicuíba, em São Paulo , depois de passar cinco dias preso por porte ilegal de armas de fogo, desobediência judicial e violência doméstica. Com uma petição de seu advogado, Viola recebeu liberdade provisória do juiz.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"No momento, a única coisa que eu posso fazer é dizer que estou muito cansado. Fiquei todos esses dias sem comer e sem beber. Foi muito emocionante sair da cadeia, porque sou um cara de bem. Hoje mesmo podem ligar para o meu assessor e agendar qualquer tipo de entrevista", desabafou Viola quando saiu da cadeia.

"Todos vão poder falar comigo e escutar minha versão. Pois muitos falam o que não é verdade. Eu vivo com a verdade. Queria agradecer ao apoio do pessoal da delegacia. Fomos tratados como seres humanos. Não matei, não roubei e não estuprei. Tenho bons serviços prestados no país. Todo mundo tem demonstrando carinho. Deus é justo e a verdade vai chegar. E a partir de amanhã", acrescentou.

Na noite da última sexta-feira, um oficial de justiça foi até a casa do ex-atacante, em Tamboré, mas não foi recepcionado. Viola teria descumprido uma ordem judicial que dava a guarda do seu filho à esposa, Andreza Nunes. De acordo com o delegado, o ex-jogador ameaçou sua esposa de morte e falou até em suicídio.

Em sua residência foi achada uma pistola não registrada, além de carregadores e um silenciador. Esta não é a primeira vez que Viola se envolve com porte ilegal de armas de fogo. Em 2006, policiais encontraram uma espingarda calibre 12. A arma estava registrada, mas não para transporte. Andreza Nunes o acusou de tentar buscar o seu filho bêbado.

Fonte: ESP Brasil

Veja Mais:

  • Guilherme Arana é um dos principais jogadores do país em 2017

    Time espanhol trata Arana como prioridade e deve apresentar nova oferta para o Corinthians

    ver detalhes
  • Romero e Balbuena foram convocados pelo técnico Arce

    Lesão não impede convocação de Balbuena; Paraguai libera lista com os jogadores do Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians não vê jogo da equipe na TV aberta há quase um mês

    Fiel só tem uma opção para assistir na TV ao jogo do Corinthians contra Chapecoense

    ver detalhes
  • Elias deixou o Corinthians há um ano para reforçar o Sporting, de Portugal

    Por momento ruim do Atlético-MG, Elias cogita retorno ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Luiz

    Ranking: 2358º

    Luiz 307 comentários

    4º. por @tu.tur

    A vida particular do Viola pouco importa para o corinthiano. Em jogos do Timão ninguém fala dele.

  • Foto do perfil de Herbie

    Ranking: 130º

    Herbie 3231 comentários

    3º. por @herbie

    ELE estava USANDO A 380 PRA CAÇAR PORCO!
    ESSA NOTÍCIA NÃO TEM NADA A VER COM O CORINTHIANS E NÃO DEVIA ESTAR AQUI...
    SÓ FALTA AGORA APARECER UMA notícia FALANDO QUE O BANCO CENTRARL DIMINUIU A SELIC...

  • Foto do perfil de haroldo

    Ranking: 4790º

    Haroldo 127 comentários

    2º. por @haroldinho

    é uma vergonha, um pais que o bandido pode andar armado, e o cidadao de bem não pode ´e ameaçado de prisão pela sociedade, enquanto a bandidagem deita erola em cima de nos trouxas, que temos receio de ir para a cadeia, se portar arma, todos os cidadoes deveriam sim ter su arma para se proteger e proteger a família, desde que fizessem um curso da arma porque se depender da policia não vai dar certo, até os policiais tem receio dos bandidos, quem vai me defender

  • Foto do perfil de Reginaldo

    Ranking: 5172º

    Reginaldo 113 comentários

    1º. por @reginaldo.bispo

    Bobagens e mais bobagens nessa matéria. A imprensa toda noticiou que a pistola era legal, que tinha autorização para tê-la em casa. Que o problema era o silenciador e as munições. Davam conta também que não houve violência doméstica, apenas ameaça segundo a mulher, e que desobediência judicial, não é motivo de encarceramento de ninguém. Paga fiança e sai. Armaram para o Viola, a mulher, a justiça, e a policia. A imprensa deleito-se, pois falta-lhe noticias, morais, pessoais e familiares. Não notícia o que importa mesmo.