Anderson Silva explica esquivas e gestos para o corner na luta: 'relaxem, sou um Jedi'

Anderson Silva explica esquivas e gestos para o corner na luta: 'relaxem, sou um Jedi'

10 mil visualizações 20 comentários Comunicar erro

Anderson Silva venceu um adversário da categoria acima do seu peso

Anderson Silva venceu um adversário da categoria acima do seu peso

O campeão dos médios do UFC, Anderson Silva, fez o que quis no octógono no último fim de semana, em mais uma edição do evento no Rio de Janeiro. Lutando de meio-pesado contra Stephan Bonnar, ele baixou a guarda, recostou-se na grade e chamou o rival a lhe bater. E, como lhe é comum, encerrou o show com um nocaute. Para o veterano, a explicação é a confiança de um Jedi.

Em entrevista à Fuel TV após o combate, o Spider falou de sua atuação e comentou os pedidos feitos dentro do octógono em direção ao seu córner, para que seus técnicos “relaxassem”. Na explicação, brincou com a série de filmes Guerra nas Estrelas e com seu apelido.

Questionado se algum dos golpes que Bonnar acertou doeram, o brasileiro admitiu que sim, mas negou ter passado por problemas. “Sim, sim (doeram). Mas eu tenho reflexo, sou o Homem Aranha”, brincou ele.

Anderson também foi perguntado sobre os gestos de calma feitos em direção aos integrantes do seu corner, no meio da luta, enquanto disputava posição com Bonnar na grade.

“Meu técnico Ramon às vezes é técnico, meu pai, minha mãe. Ele falou para eu não ir para aquela posição na grade. Ele falou para eu mudar, mas eu disse: ‘relaxe, fique calmo. Confie em mim, sou um Jedi’, riu Anderson.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Pedrinho vem recebendo chances no segundo tempo de boa parte das partidas do Corinthians

    Pedrinho é sondado por clubes da Série A; Corinthians veta saída e banca plano de carreira

    ver detalhes
  • Zagueiro é quarta opção para setor que já tem dupla titular consolidada

    Corinthians estuda empréstimo para dar rodagem a Léo Santos; três clubes de olho

    ver detalhes
  • Palmeiras cedeu imagens em tentativa de ajudar Kroll na investigação

    Investigadores contratados pelo Palmeiras viram piada entre corinthianos; caso pode parar na Suíça

    ver detalhes
  • Parque São Jorge foi palco da aprovação do balanço financeiro do Corinthians

    Finanças do Corinthians são aprovadas com explicações sobre déficit de R$ 35 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes