Corintianos terão que conter gritos no Japão

Corintianos terão que conter gritos no Japão

Atenção, corintianos: o grito e a euforia pela disputa do Mundial de Clubes terão que ser contidos. Pelo menos nas ruas e transportes públicos do Japão. Segundo o Consulado Japonês em São Paulo, o comportamento é vital para manter uma boa relação com os orientais. O “bando de loucos” deve restringir os coros e hinos entoados ao Timão somente nos estádios em que a equipe estiver jogando. Com isso, o “Vai Corinthians” terá que ficar guardado para a hora da partida, na arquibancada.

A orientação é parte de uma lista com dicas de comportamento, feita a pedido do Portal da Band para os corintianos que pretendem se aventurar em terras japonesas durante o Mundial.

Outro alerta é para a coleta seletiva no país. Garrafas, papéis e plásticos em geral devem ser separados conforme as orientações na hora de jogar o lixo. Os bilhetes dos trens também devem ser guardados com cuidado, já que é necessária a apresentação dos comprovantes na hora de embarcar e desembarcar do transporte.

Já os fumantes deverão ficar atentos aos locais permitidos para o uso do cigarro. Lugares abertos podem parecer aptos para fumar, mas o Consulado avisa que céu aberto não significa que o uso do produto seja liberado, por isso se deve tomar cuidado antes de acender um cigarro no Japão. Portanto, o corintiano que quiser fumar no estádio para aliviar a tensão do jogo, terá que se informar primeiro.

O cartão de crédito também pode ser um problema para os brasileiros que estiverem acompanhando o Corinthians na competição, já que muitos estabelecimentos não aceitam cartões emitidos no Brasil.

A “cartilha” informal não tem só restrições. O consulado avisa que, ao contrário do que é feito geralmente no Brasil, ao usar o banheiro, pode-se jogar o papel dentro do vaso sanitário.

O consulado informa que, desde que o Corinthians conquistou a Libertadores, o número de pedidos de visto para o Japão cresceu significativamente, sem precisar quanto.

Em média, leva dois dias para o consulado emitir o visto, que não é dado com mais facilidade aos descendentes de japoneses. Por conta da alta procura, é possível que o prazo seja maior. Por conta disso, é pedido que os interessados não deixem para solicitar a autorização muito em cima da hora.

No ato do pedido, é importante justificar com provas o motivo da viagem. Para isso, a apresentação dos ingressos – caso o torcedor já os tenha comprado – ajuda a agilizar o processo.

Fonte: Band

Veja Mais:

  • Arena Corinthians ganhará grama nova a partir deste domingo

    Lições em Old Trafford e tapete da Premier League: especialista explica troca da grama da Arena

    ver detalhes
  • Carille acredita em crescimento de Marquinhos Gabriel na próxima temporada

    Após sondagens, Corinthians e Marquinhos Gabriel negam possibilidade de empréstimo para 2018

    ver detalhes
  • Alan Mineiro tem contrato com o Corinthians até o fim de 2018

    Após impasse, meia do Corinthians é anunciado como reforço do Fortaleza

    ver detalhes
  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes