FIFA: Guerrero: 'Não vim para ficar no banco'

FIFA: Guerrero: 'Não vim para ficar no banco'

FIFA: Guerrero: 'Não vim para ficar no banco'

FIFA: Guerrero: 'Não vim para ficar no banco'

Contratado pelo Corinthians em julho deste ano junto ao Hamburgo (Alemanha), o atacante Paolo Guerrero afirmou que não pretende ficar entre os reservas na disputa da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, competição na qual o clube alvinegro estreia em 12 de dezembro. Em entrevista no Centro de Treinamento Joaquim Grava, nesta segunda-feira, o atleta peruano afirmou que seguirá se empenhando para garantir um lugar entre os titulares da equipe comandada por Tite.

'Futebol é competência. Não vim aqui para ficar sentado no banco. Um jogador que pensa em ser reserva, não pode fazer parte deste esporte. Vim aqui para ser titular. Estou fazendo meu trabalho, tenho que melhorar muita coisa e a decisão é do treinador', frisou.

Guerrero marcou quatro gols nas 13 partidas que disputou desde que chegou ao clube paulista, sendo o último deles na goleada por 5 a 1 sobre o Coritiba, neste sábado. O atacante reconheceu que ainda pode aumentar o nível de suas atuações, mas destacou que é capaz de ser a principal referência no setor ofensivo do time alvinegro.

'O processo de entrosamento no Corinthians foi muito bom e rápido. Sempre joguei como nove. Estou acostumado a jogar na seleção como único centroavante. Por isso, já conheço a posição. Atuei sempre assim. Estou contente, mas ainda quero melhorar muita coisa e trabalhar com concentração para o Mundial', completou.

Aos 28 anos, Guerrero soma passagens por clubes como Bayern de Munique e Hamburgo, da Alemanha, país em que atuou na divisão principal entre 2004 e 2012. Em território europeu, o atacante peruano se acostumou a exercer pressão sobre os defensores adversários, além de contribuir ofensivamente. Por isso, o centroavante acredita que o aspecto físico é fator fundamental para se manter entre os titulares do Corinthians.

'Estou acostumado. Na Alemanha se joga muito assim, com todos os jogadores precisando trabalhar muito defensivamente. As equipes modernas precisam correr, marcar e jogar futebol. Demonstramos contra o Coritiba que aguentamos  90 minutos com muita intensidade', encerrou.

Bom trabalho
Sobre a preparação para o Mundial, Guerrero disse ver o time em forma e pronto para a batalha. 'A preparação está sendo muito boa. Estamos fazendo um grande trabalho físico, com muita intensidade?, disse.

Para a competição realizada em território japonês, o Corinthians ainda não tem o adversário da estreia definido. O rival da equipe alvinegra na fase semifinal pode ser o Auckland City (Nova Zelândia), o campeão japonês ou o vencedor da Liga dos Campeões da África. Em uma possível final, o clube paulista pode enfrentar Chelsea (Inglaterra), Monterrey (México) e Ulsan Hyundai (Coreia do Sul).

'Vamos jogar um campeonato de um nível muito difícil, por isso estamos trabalhando mais do que o normal. Estamos concentrados e jogando futebol, que é o que mais queremos', completou o centroavante.

Fonte: FIFA

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes