Multidão corinthiana lotam espaços na cidade e deixam japoneses impressionados

Multidão corinthiana lotam espaços na cidade e deixam japoneses impressionados

Foi como se a Fiel estivesse chegando ao Pacaembu. Só que a multidão, seguramente mais de dez mil pessoas, vinha das estações de metrô e trens, próximo ao estádio em Toyota, onde o Corinthians enfrenta o Al Ahly, nesta quarta-feira, pelas semifinais do Mundial de Clubes. Em grupo, caminharam cerca de dois quilômetros até a entrada do estádio. Esse trajeto levou 20 minutos, porque andavam devagar e entoando as músicas que habitualmente cantam no Pacaembu.

Torcedores do time que vivem no Japão conversaram com a reportagem e disseram que jamais tinham visto algo parecido. Pelo menos não num jogo de futebol. Segundo eles, não havia sequer comparação com os últimos clubes brasileiros que disputaram o Mundial de Clubes.

A ponte de acesso ao estádio foi parcialmente fechada para os torcedores caminharem da estação de trem e de metrô ao local do jogo. E veio um mar de gente. Japoneses que dirigiam seus carros na pista paralela não acreditavam no que viam. Policias precisaram conter os torcedores para que a outra pista não fosse invadida.

Uma praça de alimentação foi montada na porta do estádio. Tinha comida de estádio brasileiro mesmo: cachorro-quente, sanduíches e churrasquinho e pastel, ao preço médio de US$ 5 (R$ 11,00). Por causa do frio, muitos torcedores trocaram a cerveja pelo uísque. Boas doses. Ídolos do Corinthians também estão no Japão, entre eles Marcelinho Carioca, Ríncón e Vampeta.

Fonte: Estadão Esportes

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes