Carille vê Corinthians apático e lamenta falta de atitude contra Red Bull: 'Pior jogo'

Carille vê Corinthians apático e lamenta falta de atitude contra Red Bull: 'Pior jogo'

Por Vinícius Souza e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

12 mil visualizações 333 comentários Comunicar erro

Carille não gostou da atuação do Corinthians na derrota desta quarta-feira

Carille não gostou da atuação do Corinthians na derrota desta quarta-feira

Rodrigo Gazannel/Ag. Corinthians

A pior atuação do Corinthians em 2019. Foi assim que o técnico Fábio Carille resumiu o desempenho do Timão na derrota por 2 a 0 para o Red Bull Brasil, sofrida na noite desta quarta-feira, na Arena, pelo Paulistão. Em entrevista coletiva concedida em Itaquera, o treinador admitiu que a equipe esteve apática na maior parte do tempo e foi facilmente dominada pelos visitantes.

“Foi o pior jogo, desde o amistoso contra o Santos. Esperamos evolução sempre, mas não aconteceu. Tudo que planejamos aconteceu, mas faltou concentração e uma atitude melhor do nosso time. Falando do clássico, ele é motivante de qualquer situação. Independente do resultado de hoje, a motivação e a vontade de fazer um jogo desse serão grandes”, analisou Carille.

Leia também:
Carille avalia estreia de Manoel e primeira vez de Boselli entre os 11: 'Apatia do time prejudicou
Torcida do Corinthians lamenta desempenho em derrota em casa e já projeta Dérbi nas redes
Gustavo reconhece atuação ruim do Corinthians, mas diz que é 'hora certa para perder'

Chamou atenção o fato de o Corinthians ter jogado mal os dois tempos do duelo. Nem mesmo as entradas de Danilo Avelar, Pedrinho e Gustagol mudaram o cenário. Pelo contrário: o Red Bull foi às redes com Ytalo e Bruno Tubarão nos minutos finais.

“Foi muito abaixo, muito apático, aceitando os erros. Foram muitos erros simples, de passe, sem deixar o companheiro em uma condição boa de receber a bola. Isso mostra que fomos muitos desconcentrados, aceitando que o Red Bull Brasil controlasse todo o jogo”, acrescentou o técnico corinthiano.

Carille foi questionado sobre uma das substituições que fez na segunda etapa, Gustagol por Jadson. Questionado sobre o porquê teria sacado o camisa 10 justamente quando o time carecia de mais criação, o técnico disse que até o principal meio-campista do elenco não teve uma noite feliz.

“O principal armador sim, mas não gostei do jogo do Jadson. Foi muito abaixo, não conseguiu ser o que esperamos dele pela qualidade de passe. A ideia era ter armadores pelo lado, com Pedrinho e Vital, mas não funcionou. Conseguimos algumas bolas com Gustavo, mas tinha que ter enchido mais a área. A saída do Jadson foi porque, junto com a equipe, ele não estava bem no jogo”, finalizou.

O Corinthians se reapresenta nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. O próximo desafio será sábado, diante do arquirrival Palmeiras, no Allianz Parque, em clássico válido pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Junior Urso está relacionado para seu primeiro jogo pelo Corinthians

    Primeira vez de Junior Urso! Corinthians relaciona 23 jogadores para clássico contra São Paulo

    ver detalhes
  • Forte chuva caiu no Parque Ecológico durante treino do Corinthians deste sábado

    Corinthians finaliza preparação para Majestoso; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Arena Corinthians é a casa do Timão desde maio de 2014

    Fundo da Arena Corinthians abate R$ 260 milhões de dívida com Odebrecht

    ver detalhes
  • Torcedor do Corinthians tem 'compromisso majestoso' na noite deste domingo em Itaquera

    Fiel garante 39 mil ingressos para Corinthians x São Paulo; resta um setor disponível

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes