Dependência de Clayson e Everaldo 'atrasa' Corinthians: 'Perdi uma semana', diz Carille

Dependência de Clayson e Everaldo 'atrasa' Corinthians: 'Perdi uma semana', diz Carille

35 mil visualizações 688 comentários Comunicar erro

Fábio Carille indicou Corinthians sem muita agressividade para amistoso deste sábado

Fábio Carille indicou Corinthians sem muita agressividade para amistoso deste sábado

Sarah Tonon/Meu Timão

Pode tirar o cavalinho da chuva o torcedor do Corinthians que espera um time mais agressivo neste amistoso de sábado contra o Botafogo-SP em relação ao desempenho da equipe nos últimos meses. O alerta partiu do próprio técnico Fábio Carille, em entrevista concedida nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava, em meio a uma dependência de Clayson e Everaldo.

Leia também:
Fábio Carille afirma que não recebeu nenhuma proposta e diz estar focado na melhora do Corinthians
Ramiro vira baixa, e Corinthians terá Bruno Méndez diante de 'problema triplo' na escalação

Ao ser questionado pelos jornalistas sobre o que o Corinthians apresentará de diferente na noite deste sábado, em Ribeirão Preto, contra o atual vice-líder da Série B do Brasileirão, Carille explicou que seu planejamento de tornar o Timão mais agressivo passa diretamente por Clayson e Everaldo atuando juntos. Ambos, porém, estão entregues ao DM fazendo atividades de reforço muscular e não treinaram em campo nesta primeira semana de intertemporada. Até domingo passado, o elenco estava em folga de dez dias.

"Não (mudará) muita coisa, porque os jogadores que temos para jogar atrás do 9 nenhum é de profundidade, gostam de jogar com a bola no pé e aí fica sem tanta agressividade. Perdi o Jadson também por dor na coxa então inicio com o Régis. A característica que busco não tenho para esse jogo, que tenho esperança com Clayson e Everaldo juntos", argumentou o treinador, que mais cedo já havia indicado, em treino, a escalação do Corinthians.

"Tirei muito tempo dessa parada na casa dos meus pais, em Sertãozinho (SP). Aí cheguei com jogadores no DM, já perdi uma semana de repetir trabalho e treino, principalmente com Everaldo e Clayson juntos, que seria a mudança para sermos mais agressivos. Infelizmente meio que estacionou", admitiu Carille, que ao longo dos últimos meses vinha depositando todas as fichas justamente neste período de pausa do calendário nacional, quando supostamente teria condições de treinar sem a pressão de uma agenda apertada.

Pedrinho treinou como titular pela ponta direita nesta sexta-feira

Pedrinho e Vital treinaram como titulares pelas pontas nesta sexta-feira

Lucas Faraldo / Meu Timão

Sem Clayson e Everaldo à disposição e portanto já diante de um dilema em termos de escalação e proposta de jogo idealizada, Carille também reconheceu a necessidade de o Corinthians ir ao mercado contratar mais jogadores que deem esse toque de agressividade.

"Sinceramente, não sei o que (os torcedores) vão pensar (da atuação do Corinthians nos amistosos). E sim aquilo que determinamos. Vai faltar muita coisa ainda. Não só eu sei disso, mas a diretoria também sabe da necessidade de jogadores com essas características", pontuou o treinador.

Além do Botafogo-SP, o Corinthians também enfrenta o Vila Nova-GO e o Londrina neste início de julho antes da retomada dos jogos oficiais. O Campeonato Brasileiro reinicia para o Timão no dia 14 de julho, contra o CSA, na Arena, pela 11ª rodada. "Trabalho geral está sendo feito para jogar contra o CSA. Amanhã (sábado) vamos bem desconfigurados, mas não tem de lamentar e sim jogar com o que tem", finalizou Carille.

Veja mais em: Fábio Carille, Amistosos do Corinthians, Clayson e Everaldo.

Veja Mais:

  • Ralf teve lesão diagnosticada na coxa direita e será desfalque nos próximos sete jogos

    Ralf tem lesão diagnosticada na coxa e desfalca Corinthians por um mês

    ver detalhes
  • Ralf sentiu dores e não treinou nesta sexta, Gabriel assumiu a vaga e deve encarar o Flamengo neste domingo

    Ralf vira desfalque e Corinthians faz penúltimo treino antes de duelo com Flamengo

    ver detalhes
  • Oferta do Corinthians para permanência de Romero foi de 100 mil dólares

    [Marco Bello] Oferta do Corinthians para permanência de Romero foi de 100 mil dólares

    ver detalhes
  • Por que a torcida do Flamengo paga pau para a do Corinthians

    VÍDEO: Por que a torcida do Flamengo paga pau para a do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia: