Por 'matemática simples', Gabriel cobra evolução geral do Corinthians para buscar o tetra

1.1 mil visualizações 19 comentários Comunicar erro

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Gabriel quer melhora de todos os setores para o Corinthians avançar no Paulistão

Gabriel quer melhora de todos os setores para o Corinthians avançar no Paulistão

Daniel Augusto Jr./ AG. Corinthians

Os resultados do Corinthians neste início de temporada não agradam a torcida nem os jogadores. Em 12 partidas, a equipe alvinegra venceu apenas quatro e acabou derrotada em cinco oportunidades. Esse retrospecto negativo tem a ver com o desempenho ruim do ataque, que só fez 15 gols, e da defesa, que já tomou 13.

Por conta disso, o volante Gabriel cobrou uma evolução geral do time comandado por Tiago Nunes, que vem de empate por 1 a 1 com o Santo André, na Arena.

"Chega de tomar gol, lógico, não só não tomar, mas na frente tentar fazer. O jogo é assim, temos que tomar menos e fazer mais para poder vencer. É a matemática fácil de ser feita, o caminho. A gente tenta fazer o melhor, mas faltam detalhes que em início de temporada estamos pecando. Mas estamos perto de chegar no ideal para virem os resultados. A performance é boa, mas faltam resultados, futebol é resultado, ele que vai nos classificar e dar títulos. Vamos trabalhar para buscar o resultado a todo instante", pontuou, em coletiva concedida nesta sexta-feira.

Leia também:
Gabriel sobre uma queda do Corinthians antes do mata-mata: 'Não passa na cabeça, seria uma tragédia'
Corinthians faz o último treino antes de folga dupla; três jogadores não vão a campo

Por sua posição em campo, porém, Gabriel deu mais atenção aos fatores decisivos. Além do enorme espaço que tem dado na maioria dos jogos, o Timão também sofre com a bola aérea dos adversários - foi assim o gol do Santo André em Itaquera.

"Esse jogo tomamos um gol de bola parada, que é um detalhe do jogo que faz diferença, tanto bola parada defensiva como ofensiva. Alguns posicionamentos em campo de fechar espaço, não deixar o adversário com tanta liberdade para jogar, é um detalhe de posicionamento, para se não roubar a bola ao menos atrapalhar o adversários. Coisas a melhorar para não tomar gols e na frente conferir para dentro da rede e poder vencer", explicou.

"Estamos numa colocação que não é digna de Corinthians, temos que trabalhar para mudar isso. Junto com a comissão técnica, vamos encontrar esse ideal o mais rápido possível para arrancar, classificar e no mata-mata nossa força é muito forte. Somos o atual tricampeão, então, vamos buscar esse tetra ainda com força e trabalho. Nosso primeiro passo é classificação, depois pensar no título", concluiu.

Na mesma entrevista, cabe destacar, Gabriel ressaltou sua preocupação com a fase alvinegra no Paulistão. Com risco de terminar a rodada na lanterna do Grupo, o volante classificou uma eventual eliminação como tragédia.

Veja mais em: Gabriel e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Malcom se mostra otimista por sequência do Corinthians em 2020

    Ao Meu Timão, Malcom detalha pandemia na Rússia e diz ser questão de tempo para Corinthians engrenar

    ver detalhes
  • Araos é um dos pedidos de contratação de Sampaoli, do Atlético-MG

    Meia corinthiano entra na mira do Atlético-MG a pedido de Sampaoli, diz portal

    ver detalhes
  • Gabriel Strefezza jogou no Corinthians até chegar na categoria Sub-20

    Ex-Corinthians que faz sucesso na Itália relembra formação nas categorias de base do clube

    ver detalhes
  • Os gols mais emocionantes da Arena Corinthians na visão de quem estava lá

    VÍDEO: Os gols mais emocionantes da Arena Corinthians na visão de quem estava lá

    ver detalhes
  • [Rafael Castilho] Como você faz falta, Corinthians!

    ver detalhes
  • Neto voltou a falar sobre possível demissão de Tiago Nunes

    Neto afasta retorno de Mano do Corinthians, mas volta a citar Tiago Nunes pressionado

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: