Vagner Mancini explica ausência de trio e 'sumiço' de meias do Corinthians

4.8 mil visualizações 63 comentários

Por Meu Timão

Cazares e Luan foram dois dos jogadores que tiveram a ausência explicada por Mancini

Cazares e Luan foram dois dos jogadores que tiveram a ausência explicada por Mancini

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

A vitória do Corinthians contra o Guarani marcou a ausência de alguns nomes que vinham sendo opção de Mancini entre os titulares da equipe. Mesmo com a entrada de Otero, o meia Cazares e o zagueiro Jemerson, que negociam sua permanência no clube, não entraram em campo.

Em entrevista coletiva após a partida do último domingo, o técnico Vagner Mancini negou que a ausência dos jogadores tenha sido por questões de negociações. Mancini explicou que a opção pela saída dos atletas foi puramente para tentar deixar a equipe mais leve e com mais intensidade.

"Não é correta a observação. Eles são atletas do Corinthians, os três. O Otero entrou na partida, o Jemerson não entrou por algumas circunstâncias, o Cazares também. Mas, é importante dizer que eles são atletas do Corinthians e enquanto tiverem contrato, eu não sei se até o término do contrato deles haverá algum acordo ou não, eu olho simplesmente a parte técnica", afirmou Mancini.

"A tentativa hoje era exatamente fazer uma equipe mais leve, uma equipe rápida, uma equipe com um pouco mais de intensidade. Então, por isso essa opção. Nada em cima de testes, nada em cima de alguma coisa que extrapole aquilo que eu venho dizendo, que há necessidade da gente dar uma mesclada no time do Corinthians. Até para que a gente tenha também mais jogadores aptos a entrarem e realizarem as funções", completou o treinador.

Outras ausências, como a de Luan e Cantillo, que chegaram com bons status ao clube em 2020, também foram questionadas. Em 2021, Luan entrou em campo em seis oportunidades - três vezes pelo Brasileirão 2020 e outras três pelo Paulistão 2021, sendo titular em apenas duas. Já Cantillo disputou 13 duelos, sendo titular em 11 deles.

"Tivemos dificuldades na criação, de passe, na marcação, em muitos momentos na partida, mas nós também tivemos coisas positivas. Não posso analisar um jogador apenas pelo jogo. Para entrar e entregar o que ele tem condições, ele tem que ter um leque de opções. Equilíbrio emocional, técnico, tático, leitura, criação, bom passe, drible, um contra um... não posso avaliar só em um quesito, ele tem que ser bom em muitas coisas para entrar e o rendimento da equipe melhorar", explicou Mancini.

Veja mais em: Vagner Mancini, Otero, Luan, Cazares, Jemerson e Victor Cantillo.

Veja Mais:

  • Corinthians decide a vaga nas oitavas de final da Libertadores contra o Always Ready

    Corinthians inicia venda de ingressos para jogo contra o Always Ready, na Libertadores; saiba tudo

    ver detalhes
  • Goleiro Cássio mostrou confiança na capacidade da equipe do Corinthians contra o São Paulo

    Cássio rebate pergunta sobre dificuldade do Corinthians contra o São Paulo e valoriza Arena

    ver detalhes
  • Corinthians conheceu maiores detalhes das rodadas 11 a 15 do Brasileirão

    Corinthians conhece jogos de mais cinco rodadas do Campeonato Brasileiro; veja detalhes

    ver detalhes
  • Colombianos passaram tranquilamente pelos bolivianos dentro de casa

    Deportivo Cali vence o Always Ready e assume liderança do grupo do Corinthians na Libertadores

    ver detalhes
  • Du Queiroz comemora o seu gol contra o Boca

    Du Queiroz é o 15º atleta da base do Corinthians a marcar um gol na Libertadores; veja lista

    ver detalhes
  • Róger Guedes durante o último jogo do Corinthians contra o Cuiabá

    Jogo entre Corinthians e Cuiabá pelo Brasileiro sofre alteração de data e horário

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x