Corinthians x Grêmio

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai perdendo do Grêmio

Acompanhe ao vivo

Vic Albuquerque denuncia omissão da Conmebol em caso de racismo contra Adriana na Libertadores

940 visualizações 15 comentários

Por Giovana Duarte, Andrew Sousa e Vitor Chicarolli

A conquista do tricampeonato da Libertadores Feminina pelo Corinthians foi marcada, também, por um caso de racismo contra a atacante Adriana na semifinal da competição. Na chegada ao Brasil, Vic Albuquerque criticou a postura omissa da Conmebol diante da situação.

"A gente tentou fazer o possível para que tivesse alguma providência. A atleta que praticou o racismo ela tentou pedir desculpas para a gente. Foi bem difícil ter que aceitar isso, mas a gente não teve nenhuma resposta, foi um pouco de omissão da Conmebol. A gente fica triste por isso. Mas o que tínhamos para fazer, nós fizemos. Fizemos nossos protestos, nossas falas foram ditas e nossa parte, pelo menos, a gente fez, e estou orgulhosa por isso", disse Vic em entrevista à Twitch do Meu Timão durante o desembarque no Aeroporto de Guarulhos, na última terça-feira.

O caso de racismo aconteceu no duelo contra o Nacional, do Uruguai, por uma vaga na grande decisão. O Corinthians goleou as uruguaias por 8 a 0 e, após o sexto gol, marcado numa cobrança de pênalti por Adriana, uma das adversárias chamou a atacante de macaca. A ofensa foi escutada por Vic Albuquerque, que denunciou o ocorrido imediatamente.

"Foi uma situação bem difícil, bem complicada. Fui eu quem ouvi as palavras que foram ditas, não foram contra mim e eu senti uma dor profunda na alma. Mesmo não sendo comigo, foi bem difícil eu permanecer no campo depois do episódio. Eu tive muita vontade de chorar, foi bem triste mesmo. Em respeito às minhas companheiras, à comissão técnica, eu continuei em campo", relembrou a camisa 17, antes de destacar que o episódio deu ainda mais força para o time buscar a taça.

"E isso foi mais um motivador sim para a gente seguir com mais força para buscar o título. Queríamos honrar nosso trabalho independente de orientação sexual, nossa cor, do que acreditamos, das nossas crenças, da religião. Acho que o trabalho ele é coroado pelo que fazemos e foi o que aconteceu. Fizemos acontecer dentro do campo e, com certeza, essa Libertadores vai ficar marcada na minha vida por esse episódio ter sido, também, um motivado a mais para que a gente conquistasse o título", finalizou.

Veja mais em: Victória Albuquerque, Adriana, Libertadores da América e Corinthians Feminino.

Veja Mais:

  • Corinthians x Grêmio

    Corinthians recebe Grêmio em busca de garantir vaga direta na Liberta 2022; acompanhe em tempo real

    ver detalhes
  • Renato Augusto é titular no Corinthians contra o Grêmio

    Corinthians divulga escalação com mudanças para jogo contra o Grêmio; veja o time

    ver detalhes
  • Cartolouco faria projeto com o Corinthians

    Corinthians suspende projeto com Cartolouco após reclamações da Fiel; veja nota oficial

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o Grêmio neste domingo na despedida da Neo Química Arena em 2021

    Confira as três opções para assistir ao jogo entre Corinthians e Grêmio neste domingo

    ver detalhes
  • Carlos Brazil deve deixar o Corinthians e retornar o Vasco

    Gerente da base do Corinthians encaminha acordo para assumir futebol profissional do Vasco

    ver detalhes
  • Na Neo Química Arena, a equipe Sub-17 feminina do Corinthians perdeu a final do Paulistão

    Corinthians perde para o São Paulo e fica com o vice-campeonato do Paulistão Feminino Sub-17

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x