Justiça recebe denúncia contra torcedor do Boca Juniors após ato racista; consulado é acionado

3.5 mil visualizações 32 comentários

Por Meu Timão

Torcedor do Boca Juniors preso em duelo pela fase de grupos por racismo tem denúncia recebida pela Justiça brasileira

Torcedor do Boca Juniors preso em duelo pela fase de grupos por racismo tem denúncia recebida pela Justiça brasileira

Danilo Fernandes/ Meu Timão

A Justiça de São Paulo recebeu a denúncia do Ministério Público contra o torcedor do Boca Juniors que cometeu atos racistas na Neo Química Arena. O argentino Leonardo Germán Ponzo é acusado de injúria racial contra torcedores do Corinthians no dia 26 de abril, ainda pela fase de grupos da Libertadores.

Conforme publicado pelo UOL Esporte, a decisão do juiz Waldir Calciolari, do dia 15 de junho, diz que estão "presentes os elementos indicativos da autoria criminosa e da existência material da infração". Dessa forma, o magistrado descartou a possibilidade de não aceitar liminarmente a denúncia.

O magistrado ainda destacou que o endereço informado pelo argentino não está completo. Por isso, determinou que fosse expedido um ofício ao consulado da Argentina em São Paulo para solicitar o endereço completo e qualificação do torcedor.

Também foi determinado o envio de outro ofício para a Polícia Federal para que seja informado o endereço que Leonardo Germán Ponzo apresentou para entrar no Brasil. As informações são necessárias para a intimação do argentino através de carta rogatória. Esse instrumento é utilizado pelo meio jurídico para a comunicação entre Justiças de países diferentes.

Vale lembrar que após ser detido pela Polícia Militar na Neo Química Arena, Leonardo Germán Ponzo pagou fiança de R$ 3 mil e responde o processo em liberdade. Após a liberação, o argentino fez piadas sobre o caso nas redes sociais, o que fez o meia Willian, do Corinthians, criticar a impunidade de atos racistas.

Este não foi o único caso de racismo por parte de torcedores do Boca Juniors contra o Corinthians. Na Bombonera, também pela fase de grupos, a torcida local voltou a imitar macacos em direção aos corinthianos. Já na Neo Química Arena, mais recentemente, pelo jogo de ida das oitavas, três argentinos foram detidos pela Polícia. A fiança era de R$ 20 mil para cada um deles.

Em tempo: Corinthians e Boca Juniors se enfrentam nesta terça-feira, às 21h30, pelo jogo de volta das oitavas de final, na Bombonera. Com o empate no jogo de ida, quem vencer avança de fase. Se a igualdade se mantiver no placar, a decisão vai para os pênaltis.

Veja mais em: Corinthians x Boca Juniors, Libertadores da América e Neo Química Arena.

Veja Mais:

  • Vítor Pereira se retratou após declaração polêmica

    Vítor Pereira se retrata e explica declaração sobre medo de demissão no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians venceu o primeiro jogo das quartas de final do Brasileiro Feminino

    Corinthians supera o Real Brasília fora de casa e larga em vantagem nas quartas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians já iniciou os treinos de olho no jogo com o Atlético-GO

    Corinthians se reapresenta após derrota em Dérbi e inicia preparação para decisão na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Corinthians volta a jogar na Neo Química Arena com a partida das quartas de final do Brasileiro

    Corinthians anuncia mudança de jogo decisivo do Brasileiro Feminino para Neo Química Arena

    ver detalhes
  • Bernard falou sobre a possibilidade de jogar no Corinthians

    Bernard se pronuncia após informações de negociação com o Corinthians

    ver detalhes
  • Renato Augusto foi eleito o melhor do Corinthians na noite contra o Palmeiras

    Meia é eleito craque do Corinthians em noite de derrota em Dérbi; lateral é o pior

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x