Técnico Adilson Batista

Adílson Dias Batista

Nome: Adílson Dias Batista

Idade: 49 anos

Jogos como treinador: 17 jogos

Scout: 7 Vitórias, 4 Empates e 6 Derrotas

Gols marcados: 32

Gols sofridos: 24

Adílson Dias Batista

Técnico de futebol

Male

Biografia

Nascido no dia 16 de março de 1968, em Andrianópolis (PR), Adilson Dias Bastista é um ex-jogador que se consagrou como treinador de futebol. Atuando como zagueiro ou volante, o comandante passou por grandes clubes brasileiros como Atlético-PR (1986), Cruzeiro (1989), Internacional (1994), Atlético-MG (1995), Grêmio (1997) e Corinthians (2000) – onde atuou por uma temporada antes da aposentadoria, após ganhar o Mundial de Clubes daquele ano com o Timão. Além disso, o ex-defensor também passou pelo futebol japonês, atuando com o Júbilo Iwata, entre 1997 e 1999.

Como treinador, Adilson se destacou pela organização tática. Em 2001, liderou o seu primeiro clube, o Mogi Mirim, onde permaneceu por uma temporada antes de assumir o comando alguns clubes brasileiros – sem atuar muito tempo por eles. Cinco anos depois, transferiu-se para o Júbilo Iwata, do Japão, onde conseguir a quinta colocação do campeonato nacional.

De volta ao Brasil em 2008, o técnico assinou com o Cruzeiro, onde conquistou a taça do Campeonato Mineiro e uma vaga para a Libertadores da América de 2009, além do terceiro lugar no Campeonato Brasileiro. Durante os dois anos e meio que comandou a equipe mineira, Adilson esteve presente em 170 jogos, com 97 vitórias, 34 empates e 39 derrotas em sua conta;

Em julho de 2010, o treinador foi anunciado no comando do Corinthians, após a saída de Mano Menezes da equipe alvinegra rumo à Seleção Brasileira. Apresentado no dia 27 de julho daquele ano, Adilson estreou com um empate de 1 a 1 diante do Palmeiras, no Pacaembu.

Adilson Batista deixou o clube alvinegro no dia 10 de outubro, após uma derrota por 4 a 3 diante do Atlético-GO, que marcou o seu quinto jogo consecutivo sem vitórias para o Timão. Deixou a equipe do Parque São Jorge com 17 jogos, com sete vitórias, quatro empates e seis derrotas, sendo sucedido sucedido pelo técnico Tite.

Em seguida, Adilson esteve à frente de sete clubes brasileiros. São eles: Santos (2010), Atlético-PR (2011), São Paulo (2011), Atlético-GO (2012, Figueirense (2013), Vasco da Gama (2013) e Joinville (2015). Desde então, permanece sem clube.

Adílson Dias Batista

Como foi o Adilson Batista comandando o Corinthians?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes