Anderson
Anderson

25 anos , de Itaúna - MG

Anderson de Amorim Ferreira

Torcedor do site número: 636.470, cadastrado desde 07/05/2018

Aqui é Corinthians

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 10/05/2019 às 14h03

Ranking do Fórum

Faltam 16 posts para o Anderson entrar no ranking do Fórum

Ver Ranking

Ranking de comentários

Faltam 50 comentários para o Anderson entrar no ranking

Ver Ranking

0 Comentários

4 Posts

100% de aprovação

4 Tópicos

Atividades do Anderson no Meu Timão

Última interação no site em 10/04/2019 às 14h34

  • Anderson

    Anderson postou em Análise dos jogos, no tópico "Boselli x Gustavo - Estilos diferentes, qual se encaixa melhor?"

    há 6 meses

    Gustavo começou o ano de forma espetacular, mostrando um faro de gol absurdo e fazendo mais do que se esperava dele. O time jogava em função dele, buscando o jogo em cima dele e o aproveitamento do Gustavo era muito bom. Mauro Boselli entrava no decorrer dos jogos e, devido ao seu perfil distinto do de Gustavo, sofreu com as bolas longas (chutões) que vinham em sua direção, quase sempre com ele isolado sem companhia. Com a lesão do Gustavo, Boselli começou os jogos e o time se adaptou a ele, com toques curtos, triangulações, aproximação. Por mais que ele não tenha feitos os gols que dele se esperava, ele melhorou o time, pois seu jogo fora da área é mais produtivo.

    Hoje o time está jogando mais próximo, com toques rápidos e de forma mais agressiva (exceção esse jogo contra o Santos, onde o time se acovardou e jogou de forma pífia), facilitando assim o jogo para o Boselli.

    Gustavo fora da área tem dificuldades, isso é notório, erra algumas coisas bobas, mas sabemos que dentro da área ele sabe muito fazer gol. O dilema é, manter o Gustavo e tentar fazê-lo melhorar fora da área, já que o time não joga em função dele mais ou dar chance ao Boselli, agora que o time tá mais entrosado e jogando melhor, para que ele mostre sua qualidade?

    Ou, uma outra situação, dos dois juntos, revezando e se completando, dando assim mais poder de fogo ao ataque?

    Eu particularmente escalaria os dois, ao menos 45 minutos, buscando resolver o jogo sem confiar tanto em um jogo de volta.

    Afinal, tanto o Love quanto o Pedrinho não contribuem tanto assim defensivamente, a ponto de falar que se tirar para colocar o Boselli o time fica muito exposto.

    Salve Fiel!

    detalhes do post
  • Anderson

    Anderson postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "2019 pode ser melhor"

    há 11 meses

    Pode parecer bobeira, mas estava pensando em como o Corinthians tem se saído melhor em anos ímpares.

    2011,2013,2015,2017...

    Com exceção de 2012, que foi um ano mágico, os anos pares não foram muito bons, haja vista 2016,2018.

    Pode ser algo completamente bobo, mas vai que é verdade? Kkk

    Se seguir a regra, ano que vem tem tudo pra ser melhor.

    Fé não falta kk

    detalhes do post
  • Anderson

    Anderson postou em Análise dos jogos, no tópico "Reclamam do Corinthians ter jogado na defesa, mas na Europa consagram isso"

    há 1 ano

    Estão falando tanto do Corinthians ter jogado retrancado, só se defendendo, criticando a maneira que o time jogou, mas na Europa isso é consagrado. A maioria dos times tem jogado em 3-5-2 que se defende em um 5-3-2 e congestiona a frente da área. Mourinho e Simeone fazem isso todo tempo, fecham a defesa e jogam no contra-ataque. O nosso time, repleto de mudanças não pode? A mídia critica o Corinthians não pelo modo de jogo, mas pela capacidade de ganhar títulos acima dos demais adversários, isso eles não aceitam.

    Com o time melhor treinado, com as ideias mais claras e adaptadas, o time vai melhorar muito os contra-ataques e vamos ter mais força ofensiva.

    Vai Corinthians!

    detalhes do post
  • Anderson

    Anderson postou em Análise dos jogos, no tópico "Jogo contra o Vitória será um bom teste para o Carille"

    há 1 ano

    O Corinthians tem um sistema de jogo bem claro, onde suas linhas são próximas e joga de forma compacta. Os gols saem de jogadas exploradas, mas muito pela paciência e calma que o time impõem no ritmo da partida. Não temos um time ofensivo, que parte pra cima, que sufoca o adversário todo tempo e faz muitos gols. E não temos esse time faz tempo já. Nossa maneira de jogar é eficiente, por isso alcançamos sucesso. Contra o Vitória necessitamos propor o jogo contra um adversário que joga no contra-ataque e que explora bem isso. Vai ser um teste para a capacidade do Carille de trabalhar em cima de análise e solução, tendo em vista que jogaremos em casa e só a vitória nos interessa.

    Espero que o time se recupere dessa maratona desgastante que passou, que coloque a cabeça no lugar e possa render o melhor futebol. Acredito muito na nossa força, principalmente com a nação gritando todo tempo.

    Bora vencer e avançar, pois domingo vamos ganhar do Palmeiras e mostrar ainda mais a força do Timão!

    detalhes do post
`