Carlos

35 anos , de Araraquara

Carlos Henrique D Avilla

Torcedor do site número: 45.004, cadastrado desde 11/07/2012

Aqui é Corinthians

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 20/09/2018 às 10h14

Ranking do Fórum

1.998º lugar

Ver Ranking

Ranking de comentários

795º lugar

Ver Ranking

1.056 Comentários

88% de aprovação

736 Posts

79% de aprovação

83 Tópicos

31.942 Visualizações

1.681 Views por tópico

Atividades do Carlos no Meu Timão

Última interação no site em 20/09/2018 às 08h50

  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 4 horas

    Olá Marco Aurélio.

    Já que os eleitores do Bolsonaro são os mais escolarizados me explique o porque votarem em um candidato que seguirá o modelo econômico que aumentou a desigualdade no mundo, nos últimos 30 - 40 anos? Fazendo crescer o coeficiente de Gini a ponto de extrapolar a curva de Lorenz.

    Tendo Paulo Guedes como mentor econômico, seguindo as diretrizes do Consenso de Washington que já foi derrubado no início da década de 90 por analistas do próprio FMI e Banco Mundial.

    Em 2016, em artigo publicado em sua principal revista, o FMI (Fundo Monetário Internacional) através de seus principais economistas criticou veladamente a agenda neoliberal. O artigo é o, “Neoliberalism: Oversold? ” (em uma tradução livre; “Neoliberalismo: Superestimado? ”) o artigo demostra um debate bastante interessante em curso no próprio FMI, refletindo sobre os limites e insucesso de políticas neoliberais tão propaladas e executadas, principalmente, a partir dos anos 80, nos chamados países em desenvolvimento.

    Este trabalho avalia, centralmente, dois pontos importantes da agenda neoliberal: a liberalização da conta de capital, ou seja, a liberdade que os capitais, especulativos ou não, possuem em entrar e sair de um país.

    Os autores reconhecem que as políticas implementadas com viés neoliberal resultaram em aumento da desigualdade social e sérios comprometimentos ao crescimento econômico dos países. Muitos economistas estão rediscutindo o papel do Estado na economia capitalista contemporânea, como elemento indutor e regulador do processo econômico.

    'Os benefícios de algumas políticas que são uma parte importante da agenda neoliberal parecem ter sido um pouco exagerados', disseram os economistas no artigo, na edição de junho da revista Finance & Development.

    Pode me explicar também sobre o mesmo Bolsonaro, Paulo Guedes, serem a favor da PEC que congela os investimentos e a favor de continuarmos pagando altos juros para nossa dívida pública? Quando nenhum pais se desenvolveu adotando essa tática, mesmo em momentos de muita crise.

    E a reforma trabalhista que vai na contra mão do que os países com maior crescimento adotaram? Alemanha têm a Industria mais pungente do mundo e é a hora trabalhada mais cara, onde os sindicatos são fortes e os trabalhadores tem representatividade até mesmo dentro do corpo diretor das empresas.

    Você sabe qual é o modelo econômico, adotado a partir da década de 90, que mais resultados positivos teve?

    Até hoje nenhum eleitor escolarizado do Bolsonaro chegou a responder de forma a justificar seu posicionamento frente as minhas argumentações. E olha que essas são as mais simples, se quiser tenho muitas outras.

    Fraterno abraço.



    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 12 horas

    Não vou te falar que concordo 100% com o Ciro, algumas posturas dele me desagradam, algumas, mesmo tempestuosas, me agradam. Porém ainda acho o conjunto de propostas mais condizente com realidade.

    A Marina é uma grande brasileira, certamente se tivesse força seria uma grande presidente. Porém algumas medicas econômicas me desagradam. E como ambientalista, já que é uma área minha de atuação, ela também deixou a desejar em alguns momentos, preferiu manter certo apoio politico do que colocar a boca no trombone. Ficaria feliz em votar nela em um segundo turno.

    Portanto no conjunto da obra eu provavelmente irei de Ciro. Essa postura publica dele não me assusta muito, alias ele não me parece de extrema esquerda, me parece bastante centro esquerda, mas bem para o centro.

    Lembro que quando exerceu seus principais cargos, sim já tenho mais de 35, até que foi tranquilo.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Lindo texto colega Anisio.

    Só para salientar o absurdo que é alguns brasileiros chegarem ao ponto de se acharem mais sábios sobre a história alemã do que os próprios.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Sim. Marina e, na minha opinião, Ciro seriam as propostas mais viáveis para a despolarização.

    Infelizmente teremos mais uma extrema direita Neo Liberal, contra uma Extrema Esquerda Capitalista. E graças a isso, um congresso dividido, interesses sendo protegidos de ambos os lados para ganhar influência e a população achando certo não entender nada de História, Politica, Sociologia, Antropologia e Economia.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Não precisa ser economista caro colega, só precisamos estudar um pouco.

    A JBS e a Odebrecht não são estatais mais são corruptas. A Petrobras até anos atrás era uma das empresas de maior rendimento no mundo, tecnologia de ponta. O mercado Mundial de Petroleo é mais de 75% de estatais e quase 20% de carteis. Você acha certo vendermos nossas reservas, que podem ajudar no investimento em saúde, educação e segurança por menos de 5% do valor avaliado? Foi isso que aconteceu com nossos campos leiloados a uma estatal da Noruega. Se for assim, para ter saúde, segurança e educação de qualidade devemos ter tudo privatizado?

    Paulo Guedes é adapto do Consenso de Washington. Esse modelo não deu certo, é o chamado Neo Liberalismo.

    Em 1990 e pouco, o próprio FMI e o Banco Mundial já expunham relatórios falando do aumento da desigualdade em paises que adotaram esse modelo. Tanto que aumentaram a constante de Gini a ponto de extrapolar a curva do Lorenz.

    Em 2016, em artigo publicado em sua principal revista, o FMI (Fundo Monetário Internacional) através de seus principais economistas criticou veladamente a agenda neoliberal. O artigo é o, “Neoliberalism: Oversold? ” (em uma tradução livre; “Neoliberalismo: Superestimado? ”) o artigo demostra um debate bastante interessante em curso no próprio FMI, refletindo sobre os limites e insucesso de políticas neoliberais tão propaladas e executadas, principalmente, a partir dos anos 80, nos chamados países em desenvolvimento.

    Este trabalho avalia, centralmente, dois pontos importantes da agenda neoliberal: a liberalização da conta de capital, ou seja, a liberdade que os capitais, especulativos ou não, possuem em entrar e sair de um país.

    Os autores reconhecem que as políticas implementadas com viés neoliberal resultaram em aumento da desigualdade social e sérios comprometimentos ao crescimento econômico dos países. Muitos economistas estão rediscutindo o papel do Estado na economia capitalista contemporânea, como elemento indutor e regulador do processo econômico.

    Em 2016, em artigo publicado em sua principal revista, o FMI (Fundo Monetário Internacional) através de seus principais economistas criticou veladamente a agenda neoliberal. O artigo é o, “Neoliberalism: Oversold? ” (em uma tradução livre; “Neoliberalismo: Superestimado? ”) o artigo demostra um debate bastante interessante em curso no próprio FMI, refletindo sobre os limites e insucesso de políticas neoliberais tão propaladas e executadas, principalmente, a partir dos anos 80, nos chamados países em desenvolvimento.

    Este trabalho avalia, centralmente, dois pontos importantes da agenda neoliberal: a liberalização da conta de capital, ou seja, a liberdade que os capitais, especulativos ou não, possuem em entrar e sair de um país.

    Os autores reconhecem que as políticas implementadas com viés neoliberal resultaram em aumento da desigualdade social e sérios comprometimentos ao crescimento econômico dos países. Muitos economistas estão rediscutindo o papel do Estado na economia capitalista contemporânea, como elemento indutor e regulador do processo econômico.

    Leia esse texto com calma e da uma pesquisada.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Infelizmente o ser humano é atraído por polarização e respostas prontas.

    Essas fases precisam sem cumpridas, mas não passam pelo neoliberalismo capitalista com costumes conservador.

    Se passa por um dialogo entre as classes, um investimento público forte em construção civil e saneamento (para gerar empregos e trazer qualidade de vida).

    Passa por reduzir a sanha rentista que busca lucro alto e rápido, investindo pouco e retirando muito.

    Passa por termos nossos recursos viáveis e nacionalizados, para que não venha uma estatal da Noruega e compre nosso petróleo.

    Certamente não passa por um teto de gastos que ataca justamente o que desenvolve um pais, que é investimento, e protege o que causa a sangria.

    Mas e ai? Esse movimento pendular, quando descarrega zerada sua aceleração e inércia, no momento de repouso onde toda sua força é potencial gravitacional, no momento de repouso... Parece não estar tocando os pontos que acredita tocar.

    Parece que exitem forças mais intensas agindo. Nossa democracia é jovem, nossa federação e jovem. Devemos evitar passar pelo que outros já passaram, aprender com os erros alheios.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Joslair. Não estou defendendo nenhum candidato.

    Eu quero falar sobre o que realmente importa, o modelo econômico que seu candidato adotaria? Estou interessado em saber sobre isso, já que quase nenhum eleitor me responde.

    Eu adoraria saber sobre sua opinião referente ao modelo Neo Liberalista do Consenso de Washington, que é a referência do Paulo Guedes.

    Se quiser tratar sobre a PEC dos gastos e a reforma trabalhista também seria muito bom.

    Vamos criar um dialogo respeitoso para que todos nós possamos evoluir com isso.

    Acredito que esse seja um dos pontos mais importantes, mas ninguém quer conversar sobre isso.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Que a tendência ao movimento é pendular eu concordo, porem não vejo nas manifestações mais populares um entendimento de qual modelo econômico foi predominante no Brasil nos últimos 29 anos.

    Tivemos um modelo baseado no consumo, sem controle de câmbio.

    Não devemos nos confundir por uma estampa de esquerda que defendeu bancos e empresários. Eles são os grupos fortes e estão tentando se manter no poder.

    Eu entendi sua linha de argumentação, por´me precisaria de mais dados correlacionados para poder argumentar.

    Se nomear os modelos, ações e executores, eu poderia lhe responder de forma mas concreta.

    Por exemplo: O PT não desenvolveu um modelo Progressista Moderno, foi Capitalismo com Acesso Social ao Consumo. O modelo que mais vejo com sucesso é o Capitalismo ou Social Democracia Nórdica, que é um modelo misto que emprega ferramentas das mais diversas escolas econômicas.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Já que veio se manifestar no meu post o amigo gostaria de construir uma linha argumentativa diferente?

    Estou atrás de um dialogo proveitoso com companheiros de torcida. Entender melhor o que está acontecendo.

    Entender os conhecimentos sobre economia, politica e administração é importante. Dialogar sobre eles é uma forma de construirmos um pais melhor.

    detalhes do post
  • Carlos

    Carlos postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Gavião não vota em ..."

    há 13 horas

    Colega Corintiano. O estado deve ser laico. Não podemos colocar Deus acima de todos.

    Mas gostaria de dialogar sobre as propostas econômicas e administrativas do candidato de sua preferência. Tem algum ou está em dúvida?

    Qual o modelos econômico adotado mundialmente que lhe agrada?

    detalhes do post
`