Kalleb
Kalleb

29 anos , de Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Kalleb Paiva

Torcedor do site número: 437.763, cadastrado desde 30/01/2014

Aqui é Corinthians

male

Estatísticas no Meu Timão

Última atividade no site em 13/05/2018 às 22h03

Ranking do Fórum

Faltam 8 posts para o Kalleb entrar no ranking do Fórum

Ver Ranking

Ranking de comentários

Faltam 50 comentários para o Kalleb entrar no ranking

Ver Ranking

0 Comentários

12 Posts

100% de aprovação

2 Tópicos

757 Visualizações

Atividades do Kalleb no Meu Timão

Última interação no site em 30/08/2017 às 19h15

  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Valeu mesmo pela dica

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Exatamente. Tem que haver uma reforma dessas políticas de passe dos jogadores jovens. Junto com a torcida eles são o maior patrimônio do Corinthians.

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Sim, os dirigentes dos clubes aqui já multiplicam por 3 e pouco as cifras pra ver quanto fica em reais e acham que fizeram uma venda excepcional. Chega na Europa o time que comprou vende por MUITO mais! O futebol daqui só vende barato porque qualquer dinheirinho paga os juros das dívidas!

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Em quais línguas esse livro tem impresso?

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Sim, as pessoas tem que parar de ser tão imediatistas e pensar no futuro.

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    As vezes escapa né (kkk) de ter um jornalista de verdade lá dentro e publicar uma matéria dessas.

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Como assim lavagem de dinheiro? Não entendi a referência...

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Sustentabilidade. Falou tudo. Imagina a Arena Corinthians quitada e a bilheteria sendo usada para o bem? Uma coisa é você pagar um milhão de reais por mês para um 'craque de bola ' aqui no Brasil. Outra é você usar esse mesmo dinheiro e ajudar um bom número de famílias humildes cujo filho está em busca de um sonho. Uma coisa é você pagar 40 milhões num 'craque de bola ' que não tem identidade com o clube e que na primeira deixa pede as contas e sai fora, outra é você usar esse mesmo dinheiro e construir uma infraestrutura de desenvolvimento para o esporte que irá atender gerações e fazer o Corinthians crescer ainda mais. Na verdade clube é uma coisa meio obscura... O balcão de negócios existe porque tem empresário-torcedor (kkk) que é mais 'chegado' dos parça que vivem lá dentro.

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Nada é impossível. Nosso time titular inteiro custa menos que o Borja do Palmares e mesmo assim superamos todas as expectativas nesse ano. Não digo que é um exemplo a ser seguido de imediato, tipo: podemos ir aos poucos aumentando o percentual de jogadores da base ao elenco principal. O Corinthians cansa de revelar jogadores na base, só que eles são extremamente mal aproveitados. O primeiro passo a gente nem percebeu mas sem querer ele aconteceu esse ano: a aposta nos garotos. Um modelo de gestão de molde empresarial aliado a um projeto englobando investimento nas categorias de base, inteligência para garimpar garotos com potencial no Brasil (e América porque não?) seria perfeito. Ah e pra compensar a inexperiência dos jogadores porque não investir na capacitação dos técnicos? Olha o Carille aí. Imagina um treinador que desde a base (no período sem campeonatos) já tem incentivos, vai à Europa e o escambau e já vai fazendo cursos de qualidade? O cara é promovido a técnico do profissional e chega arrebentando. ESCOLA DE TREINADORES!

    detalhes do post
  • Kalleb

    Kalleb postou em Off topic, no tópico "um off que é exemplo e tem tudo a ver com o Corinthians!"

    há 2 anos

    Jean-Michel Aulas, o presidente do Lyon que dominou a França e virou tese de economia

    Entre 2001 e 2008, o Lyon dominou o futebol francês, conquistando sete edições seguidas da Ligue 1 e fazendo boas campanhas na Champions League com uma estratégia ousada, mas que funcionou muito bem: montar um time usando as categorias de base e jovens promessas contratadas a partir de uma ótima rede de scouting (olheiros); vender seu principal destaque por uma quantia absurda ao fim da temporada; contratar mais joias pelo mundo, reforçar a equipe com a base e seguir ganhando títulos.

    Por trás dessa história de sucesso estava um cartola que segue no comando até hoje: Jean-Michel Aulas, presidente e dono do clube desde 1987. E que agora virou o 'inimigo número 1' da gastança do PSG, em filosofia oposta a que o tornou uma celebridade do mercado 'bom e barato'.

    Durante a era de ouro do Lyon, Aulas ganhou fama mundial como um 'mago do mercado da bola'. Afinal, vendeu pratas-da-casa ou atletas contratados por valores ínfimos por montantes exorbitantes, e conseguiu depois manter o mesmo sucesso do time em campo no ano seguinte.

    Só para citar sua maior negociação, houve Karim Benzema, revelado na base do OL e negociado com o Real Madrid por 41 milhões de euros (R$ 156 milhões, na cotação atual), em 2009. Vale lembrar também de Florent Malouda, contratado por 4 milhões de euros (R$ 15,2 milhões) e vendido pelo quíntuplo desse valor ao Chelsea, entre muitos outros nomes de destaque.

    O último case de sucesso foi o de Alexandre Lacazette, prata-da-casa vendido ao Arsenal por 60 milhões de euros (quase R$ 230 milhões). Com essa cartilha, o dirigente saneou as dívidas do Lyon, que nos anos 80 chegou quase a falir, e transformou o clube em um rentável modelo de negócios. Hoje, a equipe é o único time da França a ter ações na bolsa de valores, além de sempre fechar seu balanço no azul.

    'Não sou um dono de clube de futebol tradicional, mas sim um empresário que desenvolveu um novo modelo de negócios para o esporte', definiu o cartola, em uma entrevista ao jornal Le Monde.


    O brilhantismo de Jean-Michel Aulas no mercado da bola chamou inclusive a atenção de economistas de todo o mundo, assim como da mídia especializada. O modelo aplicado pelo cartola foi tema de teses na Harvard Business School, uma das mais conceituadas universidades do mundo, e também de um artigo publicado em 2013 pelo jornal Financial Times, mais importante publicação sobre economia em todo o mundo, além do Le Nouvel Economiste, tradicional jornal econômico francês.

    Além disso, o livro Soccernomics, uma das mais famosas obras sobre esporte e economia, tem um capítulo inteiro dedicado ao Lyon e a Jean-Michel Aulas, citando sua estratégia de ação como o melhor exemplo de como é possível ter sucesso no futebol sem gastar quantias absurdas de dinheiro, como fazem os maiores clubes da Europa.

    Neste capítulo, destaque para o trecho que mostra como Aulas se recusa a gastar dinheiro contratando centroavantes. '[...] Tente não contratar centroavantes. Essa é a posição mais supervalorizada do futebol mundial. [...] A exceção do Lyon foi quando contrataram o brasileiro Sonny Anderson por US$ 19 milhões em 1999. Depois disso, porém, o time se virou sempre com jogadores da base na posição', cita o livro.

    Outra dica: garimpar bem em países sul-americanos, especialmente no Brasil.

    'Diversos bons jogadores brasileiros passaram pelo Lyon. Sonny Anderson, o 'eterno capitão' Cris, os futuros atletas de seleção brasileira Juninho Pernambucano e Fred, além do pentacampeão mundial Edmílson. Todos eram relativamente desconhecidos do futebol mundial quando foram contratados', explica a obra.


    Ultimamente, porém, Jean-Michel Aulas vem chamando a atenção na França por outro motivo: ele se tornou o 'inimigo nº 1' do Paris Saint-Germain, clube que é propriedade de um grupo de investimentos do Oriente Médio e não tem pudor em gastar quantias inacreditáveis de dinheiro em contratações, como os 222 milhões de euros (R$ 844 milhões) torrados em Neymar e os 180 milhões de euros (R$ 684 milhões) que devem ser usados em breve por Kylian Mbappé.

    A gastança desenfreada do PSG, que tirou o Lyon do topo e hoje é a grande potência do futebol francês, vai totalmente na contramão do modelo de futebol defendido por Aulas - e do qual o dirigente já adiantou que não abre mão, mesmo com seu time hoje longe de conseguir disputar o título da Ligue 1. Nos últimos 10 anos, por exemplo, o balanço de transferências do PSG mostra que os parisienses gastaram 800 milhões de euros (R$ 3 bilhões) a mais do que venderam - uma conta que quebraria qualquer empresa.

    No mesmo período, o Lyon vendeu 76 milhões de euros (R$ 289 milhões) a mais do que comprou. Ou seja, fechou no azul, em um cálculo que certamente agradaria o CEO de qualquer grande multinacional do planeta. Por isso, Aulas exige que as regras de fair play financeiro da Uefa sejam cumpridas com firmeza, de forma que haja mais 'justiça' entre os clubes franceses, ao invés do dinheiro 'infinito' do Catar significar diretamente a posição de domínio na Ligue 1.

    Nas últimas semanas, o cartola vem reclamando exaustivamente em entrevistas e também nas redes sociais, onde é muito ativo, da gastança desenfreada do PSG. À France Football, por exemplo, ele disse que, caso a Uefa não regule as finanças dos clubes, o certo seria com que o Governo francês o fizesse.

    'Se o fair play financeiro não cumprir o seu papel no plano europeu, será necessário que o Estado francês o substitua e verifique e controle de onde vem o financiamento', bradou.

    'Contra investidores como o Catar, que gera enormes investimentos ligados à produção de gás, não podemos lutar. Será criado um perigoso sistema de desregulação econômica no qual só Catar e Emirados Árabes podem atuar', completou. Já após a goleada por 6 a 2 do PSG sobre o Toulouse, Aulas usou seu Twitter para elogiar a atuação espetacular de Neymar e já 'jogar a toalha' quanto à disputa do título francês, dizendo que é impossível competir contra tanto dinheiro.

    'Que partida formidável de Neymar do PSG, inquietante para todos os outros times da Ligue 1. Difícil de imaginar uma competição disputada', escreveu o dirigente. Nesta terça-feira, o nível das reclamações subiu de tom depois que a conta oficial do Lyon no Twitter tuitou uma matéria do jornal Liberation mostrando como o PSG vai contratar o atacante Kylian Mbappé, do Monaco, por empréstimo para driblar o fair play da Uefa, já que gastou muito para tirar Neymar do Barcelona.

    Isso causou muita polêmica na França, já que antes Aulas vinha usando sua conta pessoal na rede social para disparar contra o clube parisiense. Agora, porém, decidiu usar até mesmo as contas do clube para seguir protestando e pedindo mais fiscalização em cima de seus 'inimigos' de Paris.

    Fonte: http://espn.uol.com.br/noticia/722736_mago-do-mercado-dominou-a-franca-economizando-e-encantou-o-financial-times-hoje-virou-inimigo-n-1-da-gastanca-desenfreada-do-psg 'Mago do mercado' dominou a França economizando e encantou o 'Financial Times'; hoje, virou... Entre 2001 e 2008, o Lyon dominou o futebol francês, conquistando sete edições seguidas da Ligue 1 e fazendo boas campanhas na Champions League com uma... espn.uol.com.br

    detalhes do post
`