Alvaro
Alvaro

Alvaro Puntoni


56 anos, de Sao Paulo

Torcedor do site número: 413.908

cadastrado desde 18/09/2013

torcedor comum

male

Acessos no Meu Timão

Último acesso em 27/01/2022

Atividade de Alvaro Puntoni no Meu Timão

Ranking de comentários

Faltam 45 comentários para o Alvaro entrar no ranking

Ver Ranking

5 Comentários

100% de aprovação

37 Posts

54% de aprovação

8 Tópicos

2.439 Visualizações

Última atividade no site em 27/01/2022 às 01h32

Alvaro Puntoni avalia 80.00% como positivo

Jogos do Corinthians com Alvaro Puntoni na torcida do Timão

437 jogos

64% de aproveitamento

688 Gols comemorados

1.57 Por partida

383 Gols não comemorados

0.88 Por partida

241 Vitórias

55% saiu
comemorando

118 Empates

27% sem sorrir e
sem chorar

78 Outro

18% Nem venceu e
nem empatou

Posts e comentários do Alvaro

Última interação no site em 29/09/2021 às 19h32

  • Alvaro

    Alvaro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "A regra mais ridícula do futebol"

    há 4 meses

    A regra do gol marcado fora tem sentido quando o mando de um jogo mata-mata é estabelecido por sorteio. É uma forma de equilibrar a inegável vantagem que tem a equipe que decide em casa, o que representa um claro desiquilíbrio técnico.

    Desta forma se uma equipe marcar mais gols na casa do adversário, quando há empate nos números de gols marcados, parece ser justo dizer que ela se saiu ligeiramente melhor (tecnicamente falando) que a equipe adversaria.

    Assim eram as copas europeias (campeões e Recopa) quando os times se enfrentavam, desde 1955, em mata-mata, regra que foi modificada a partir da liga dos campeões em 1992, com a inclusão dos grupos em uma fase inicial. Mas notem que as fases mata-mata mantêm até hoje o critério do desempate por gols marcados fora, justamente pelos adversários (e mandos do jogo decisivo) serem sorteados. Ou seja, na falta de um critério técnico para definir o confronto e mando, foi inventado outro para equilibrar a ausência do primeiro.

    A CONMEBOL copiou a regra na Libertadores a partir de 2000 (e agora na Sul-americana), mas sempre fez uma grande confusão, pois (diferentemente da UEFA) o critério de mando do jogo decisivo sempre foi técnico. A equipe com mais pontos na primeira fase sempre teve o mando do segundo jogo (até a final de partida única). Até algumas edições anteriores inclusive os adversários eram definidos por este critério técnico (a primeira campanha enfrentava a 16ª campanha, e assim sucessivamente). O que já é um absurdo técnico, pois as equipes jogam com adversários distintos na primeira fase. Agora, copiando mais uma vez a UEFA, a CONMEBOL adotou o sorteio de confrontos a partir das oitavas de final, mas manteve o critério técnico da campanha na primeira fase para o mando do jogo decisivo. A grande questão, é que ao adotar o critério de desempate por gol fora, a CONMEBOL sempre anulou a suposta qualificação técnica da primeira fase que define o mando. O que é uma gigante contradição!

    O problema é que aqui copiamos tudo pela metade ou de forma equivocada. Tanto CONMEBOL como CBF, por exemplo, tiram este critério de desempate na final, o que é um absurdo, afinal ao longo de toda a competição se adotou o critério. Agora na Libertadores, com a final em partida única, não tem sentido mesmo o critério de desempate. Já na Copa do Brasil é pior, pois o mando do jogo decisivo é sempre sorteado.

    A regra do gol fora é tecnicamente defensável pela questão do sorteio do mando do jogo decisivo.

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro postou em Off topic, no tópico "Os últimos 10 jogos do Racing"

    há 3 anos

    Últimos 10 jogos do Corinthians: 5 derrotas, 3 empates e 2 vitórias...

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro postou em Humor, no tópico "Será apenas uma coincidência?"

    há 4 anos

    Não fomos campeões brasileiros na metade do ano, mas ganhamos o título no dia 04.12.2011. No mesmo dia que o Doutor Sócrates nos deixou...

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Decepção total."

    há 4 anos

    O mais lamentável de tudo isto é que com esta nova legislação, os clubes que investem e formam os jogadores(e pagam seus salários), ganham menos que os empresários que são verdadeiros abutres no processo. É algo inadmisivel!

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro postou em Estádio do Corinthians, no tópico "Precisamos falar sobre a Arena"

    há 4 anos

    São sempre interessantes as comparações e, por meio delas, é possível estabelecer alguns parâmetros.

    Em relação a esta comparação do estádio Wanda Stadium e Arena Corinthians vale a pena acrescentar que o estádio de Madrid (projeto do escritório Cruz y Ortiz Arquitectos) tem uma área construída de 142.000 m2. Trata-se de um projeto de aproveitamento de um estádio anterior projetado pelo mesmo escritório para a “Ciudad Deportiva de lá Comunidad de Madrid” com a capacidade de 20 mil espectadores e depois repassado ao Atlético de Madrid. Seu foi custo estimado em 300 milhões de euros (60 milhões para obras complementares). Se considerarmos 240 milhões e dividirmos por 142 mil metros temos um valor de 1.690 euros/metro quadrado, ou seja, quase 6.800 reais por metro quadrado.

    Já nossa Arena, se consideramos que custou 1.200 milhões (incorporando todos os custos Copa que o Governo do Estado e Prefeitura disseram que assumiriam e não pagaram), e tem 189 mil metros quadrados, temos um custo por metro quadrado de 6.345 mil reais (ou seja 1.590 euros).

    Ou seja, nossa Arena custou menos que a arena madrilena, sempre ressaltando que é difícil comparar...

    Vamos lembrar também que custamos menos que o estádio da WT que “custou apenas 630 milhões”, mas tem 93 mil metros quadrados (além de ser uma reforma como o de Madrid), o que perfaz um custo por metro quadrado de 6.774 mil reais. Lembrando que em nossa Arena tem ar condicionado na área de circulação do público enquanto o da WT se anda sob a estrutura das arquibancadas como no até hoje inacabado Morumbi.

    Mas o fato que apesar de ser difícil fazer comparações em função de realidades sócio-economicas tão distintas, podemos afirmar que apesar dos altos valores envolvidos, nossa Arena tem valores compatíveis de construção no Brasil se considerarmos que uma casa em São Paulo varia de 4 mil a 12 mil reais o metro quadrado.

    O que lamentamos a falta de transparência.

    Não tivemos acesso a auditoria feita que questiona da construtora obras não realizadas e cobradas. Não sabemos também o que exatamente foi pago. Deve-se ressaltar que, tirando o empréstimo BNDES (400 milhões) e outros realizados (não sabemos quantos e para quais bancos), devemos a maior parte do valor para uma empresa privada. Valor este que esta sendo discutido por o Corinthians entender que serviços não foram realizados mas cobrados. Presume-se, portanto, que não foi pago e que devemos para a construtora.

    Infelizmente a falta de transparência das últimas diretorias não permite que a verdade seja conhecida e isto acaba gerando uma serie de duvidas e questionamentos por parte da torcida e mídia. Pior, vira campo fértil para invencionices e mentiras.

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro comentou na notícia: "Corinthians renova com patrocinador para manga da camisa"

    há 4 anos

    Então, é o que temos para hoje? Então, fechamos! Acho lamentável o enorme SCCP ter patrocinadores tão obscuros, como os que temos atualmente...Quais são os reais valores deste patrocínios? Não era melhor deixar o uniforme limpo (ficaria muito mais bonito...)? Acho lamentável a camisa com 6 logomarcas que enfeiam o manto sagrado. Porque não ir atrás de apenas um e um grande patrocinador, sem fazer este loteamento da camisa e do calção? Espero que o marketing possa a melhorar (e muito) no próximo mandato,

    detalhes do comentário
  • Alvaro

    Alvaro comentou na notícia: "Bola de Prata: Jô confirma ano incrível, leva três prêmios e é eleito o melhor jogador do Brasileiro"

    há 4 anos

    Muito justo o premio do lateral esquerdo do Coritiba. Afinal de contas fez um campeonato excelente, com dribles, gol e assistências fundamentais para seu time ser campeão brasileiro. Finalmente foi vendido por 60 milhões para um time da Espanha. De fato, muito merecido. #SQN

    detalhes do comentário
  • Alvaro

    Alvaro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Imprensa esportiva esta fazendo uma verdadeira inquisição"

    há 4 anos

    Ridícula e cruel esta inquisição em que estão submetendo um jogador de futebol porque não alertou ao arbitro que teria marcado um gol de forma irregular para ter o gol anulado.

    Primeiro: quantas vezes na história do futebol tivemos uma situação como esta? Porque seria agora? Quem não comemora até hoje o passinho para fora da área do Nilton Santos em 62, ou a cotovelada do Pele no defensor uruguaio em 70, ou até mesmo o gol de Maradona contra a Inglaterra em 86?

    Segundo: no calor da partida, em que o time já havia reclamado de duas penalidades (uma das quais foi de fato) e o juiz havia rispidamente interpelado o jogador Jô, porque ele deveria tomar tal atitude. E o jogador Breno do Vasco, poupado pelo ataque da mídia: deveria ter levantado a mão e acusado o pênalti cometido sobre o Jô?

    Terceiro: a imprensa está lutando contra a imagem: O jogador não meteu a mão na bola, como fez o venerado Maradona ou o Adriano (quando jogava no São Paulo naquela semifinal do Paulista). Ele tenta cabecear a bola, fura BIZONHAMENTE a cabeçada e a bola bate no antebraço (que faz parte do corpo do atleta que estava indo em direção a linha de fundo). Ele não fez um movimento deliberado do braço para colocar de forma consciente e malandra a bola dentro do gol. Foi um acidente. Que poderia ter custado a anulação do gol se visto pelo árbitro.

    O Vasco foi prejudicado. Ok. Mas não se lembra que na derrota de 5 a 2 no primeiro turno o Luis Fabiano marcou o gol de empate de forma parecida: cabeceou a bola que bateu no braço entrou no gol de Cássio. Não por isso Eurico Miranda foi fazer discurso no final da partida.

    Finalmente, não será por este lance que o time será campeão. Assim como não será pelos gols legítimos anulados contra Flamengo e Coritiba que deixará de ser campeão.

    Menos, imprensa esportiva!

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "Pagar a conta Corinthians"

    há 4 anos

    Sei que se trata de tema polemico, mas me parece muito tentadora a ideia do Corinthians ser suportado financeiramente pela própria torcida.

    Veja que interessante pagamos a ELETROPAULO, VIVO, COMGAS, NET, etc...Sem questionamentos. Não perguntamos se seus dirigentes são honestos ou se há transparência nas contas destas empresas. Alguém já se preocupou de ver o balanço de alguma delas no jornal?

    Pois bem, além do conforto que estas contas garantem, alguma traz a felicidade que o Corinthians pode trazer?

    Me parece que não seria nenhum absurdo haver uma colaboração direta da torcida parta o time que amamos.

    Claro que seriam necessárias alguma mediadas anteriores. Como por exemplo separar o clube - que é deficitário - do time de futebol que é o grande sentido de tudo. Muita gente aqui vem lamentado o a decadência do clube. Vejam que não é um fato isolado, mas uma crise quase que geral da maioria dos clubes sociais, sobretudo os mais populares (talvez os clubes da elite resistam pelas ofertas diferenciadas de serviços e lazer). Uma crise obvia com a ampliação das possibilidades de lazer, da própria mudança dos hábitos das famílias que possuem suas próprias infraestruturas esportivas, sejam nos apartamentos ou casas onde vivem, além das academias, shoppings, etc...O clube social esta com seus dias contados. E não é um problema exclusivo do SCCP.

    Mas voltando ao tema de interesse, seria razoável que uma parcela considerável da torcida pudesse contribuir com o clube do coração de acordo com suas possibilidades.

    Segundo o Datafolha no corte por renda familiar, os corintianos são 42% entre os da faixa superior a 10 salários mínimos, contra 16% de palmeirense, por exemplo. Ou seja, teriam plenas condições de colaborar com a equipe caso fosse permitido.

    Se imaginássemos uma colaboração media de 5 reais por mês de 30 milhões de torcedores teríamos 150 milhões de reais por mês e 1,8 bilhão por ano!

    Vejam que estou falando de media pois esta claro que não são todos que poderiam ou topariam participar de um programa como este.

    Mas tudo bem, vamos continuar achando que os dirigentes são eternamente corruptos e que algum diretor vai se locupletar o “nosso dinheiro”. Uma pena perder a oportunidade de não dependermos de empresas que vão e vem conforme seus interesses. Enquanto isto continuemos a pagar a empresa de celular e TV a cabo todo mês …

    detalhes do post
  • Alvaro

    Alvaro postou em Bate-Papo da Torcida, no tópico "2000 teve o melhor Mundial de Clubes da FIFA já feito"

    há 4 anos

    Ótima lembrança deste campeonato inesquecível.

    O que a mídia esportiva reluta em aceitar e colabora a formar este senso comum de campeonato duvidoso ou o famigerado “torneio de verão”, insinuando que as equipes europeias (Manchester e Real) vieram a passeio.

    Vale a pena recordar que o Corinthians, classificado pelo título brasileiro de 98, jogou a última partida da final de 99 no dia 23 de dezembro e estreou apenas uma semana depois contra o Raja. O Vasco, que montou um esquadrão para conquistar o título (Romário, Edmundo, Viola, Gilberto, Juninho Pernambucano, Mauro Galvão, etc...) ficou um mês treinando para o campeonato. Em relação aos europeus eles estavam no meio da disputa da temporada 2000-01, ou seja, estavam com suas formações titulares no auge da forma física e técnica. Portanto, foi realmente um feito a conquista do Corinthians, sobretudo conseguir se impor diante do Real e quase ter ganho o jogo (caso não fosse anulado o legitimo gol do João Carlos).

    Finalmente é bizarro o questionamento contumaz anti “como é possível ser campeão mundial sem ganhar a Libertadores? ”. Ora, podemos traçar o paralelo: como é possível ser campeão da Libertadores sem ganhar o nacional? (Como foi o caso dos últimos títulos continentais brasileiros, com exceção do Corinthians). Se o regulamento dos campeonatos prevê a classificação das equipes não somente campeãs, como é o caso, sim se pode ganhar um Mundial sem ser campeão da Libertadores, assim como se pode ganhar a Libertadores sem ser campeão nacional, como é possível ganhar a Copa do Mundo sem disputar as eliminatórias.

    O importante é que o Corinthians tem ganho títulos nos últimos anos. Dos 47 títulos mais importantes (contra 39 do SPFC, 43 do SFC e 44 da SEP), 29 foram conquistados a partir de 1977. Caso seja possível ganhar este Brasileiro e a Sul-americana estamos falando de 31 títulos nos últimos 40 anos. Caso isto se confirme o Corinthians será o time com mais títulos importantes do futebol brasileiro.

    Vamos torcer!

    detalhes do post
`
x