No Maracanã, a postura em campo tem que ser o foco

Andrew Sousa

22 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

ver detalhes

No Maracanã, a postura em campo tem que ser o foco

Coluna do Andrew Sousa

Opinião de Andrew Sousa

1.0 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

No Maracanã, a postura em campo tem que ser o foco

Osmar Loss vai para sua segunda partida fora de casa, neste domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Podendo reassumir a liderança do Campeonato Brasileiro, o Corinthians encara o Flamengo neste domingo, às 16h, no Maracanã. E o Timão chega para a partida como tem sido tendência desde que Osmar Loss assumiu: sem escalação confirmada pelo treinador. Para o embate diante dos cariocas, no entanto, o 11 inicial pode ser um mero detalhe. O foco tem de ser a postura.

No Rio Grande do Sul, na única partida do comandante longe da Arena, o Corinthians praticamente desistiu de atacar após abrir o placar com Mateus Vital. Entrar em campo de maneira extremamente reativa pode atrapalhar as pretensões alvinegras no Maracanã.

Na última rodada, o Flamengo encarou o Bahia no estádio e o que se viu da partida foram dois momentos completamente distintos. Em um primeiro instante, o time visitante se manteve atrás da linha da bola, esperando para contra-atacar quando possível. Com a bola toda para si, os rubro-negros criaram muito para o veloz Vinícius Jr, além de chegar forte com seus meias, marcando duas vezes.

Após sair atrás no placar, o Bahia mudou de ideia: passou a marcar em cima, manter a posse de bola e atacar, de fato, os donos da casa. O resultado foi um jogo bem mais franco, mas que visivelmente incomodou mais o Flamengo - não fosse grande atuação de Diego Alves, os baianos podiam ao menos ter empatado.

Neste domingo, então, talvez seja hora de Loss mudar um pouco a cara do Timão. Se mantém praticamente as mesmas peças que Carille, o novo técnico pode surpreender o adversário e os próprios alvinegros, imprimindo outro ritmo em uma partida que vale tanto.

E para incomodar mais o Flamengo, atrapalhando a saída de bola e buscando o gol, o Corinthians nem precisa mudar sua escalação. Roger pode seguir no banco e o esquema pode continuar sendo o 4-2-4. O que precisa é mudar a postura: abrir mão do jogo pode ser fatal no Maracanã. Dá para ganhar, óbvio. Mas tem que querer.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro.

Coluna do Andrew Sousa

Por Andrew Sousa

21 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

O que você achou do post do Andrew Sousa?