7 melhorias que eu gostaria de ver no Fiel Torcedor

Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

ver detalhes

7 melhorias que eu gostaria de ver no Fiel Torcedor

Coluna do Danilo Augusto

Opinião de Danilo Augusto

10 mil visualizações 105 comentários Comunicar erro

7 melhorias que eu gostaria de ver no Fiel Torcedor

Números sócios-torcedores do Corinthians foi ultrapassado até pelo Atlético-MG

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Depois de 11 anos do lançamento do programa Fiel Torcedor, ainda há muitas reclamações de torcedores e poucas novidades no programa. Mesmo com o novo estádio do Corinthians, o crescimento do número de sócios do Timão está estagnado desde 2017.

Com isso, o clube que já foi líder no ranking do torcedômetro, agora tem apenas o sexto maior programa de sócios-torcedores do país, sendo recentemente ultrapassado pelo Atlético-MG, clube com uma fração de torcedores do Corinthians.

1) Transparência de receita

Ok, pagamos o Fiel Torcedor, mas quanto vai para o clube e quanto vai para a OMNI? Há uma controversa disso.

Fica metade para a terceirizada e metade para o clube?

Mas isso é quanto?

Em 2017, no último balanço relatório de sustentabilidade divulgado pelo clube, o Fiel Torcedor resultou em R$12.3 milhões para o Corinthians.

Se dividirmos pelo total de sócios, dá um pouco acima de R$100 para cada membro do programa. Parece pouco, considerando que os planos vão de R$160 a R$720 por mês. Isso sem contar o "Minha Cadeira" que custa mais de R$4 mil

2) Formulário de cadastro simplificado

Veja o formulário abaixo.

Formulário de cadastro no Fiel Torcedor

Formulário de cadastro no Fiel Torcedor

Reprodução

O clube (ou a OMNI) precisa mesmo do seu CPF e RG? Um documento basta.

Login de acesso e e-mail? O e-mail não pode ser o login de acesso.

Estado civil, para que?

Depois o formulário continua...

Segunda parte do cadastro

Segunda parte do cadastro

Reprodução

Você pode achar preciosismo, mas não é. A taxa de conversão de uma compra na internet nunca é de 100%, nem mesmo se você tem certeza absoluta de que quer um produto ou serviço. Por isso, quanto mais rápido e simples, melhor.

Suponhamos que a taxa de conversão do Fiel Torcedor seja de 50%. Ou seja, metade das pessoas que pensam em se cadastrar no programa e chegam no site, acabam virando sócios. A outra metade desiste no meio do caminho.

Agora suponhamos que, com melhorias, a taxa de conversão suba para 70%. Isso representaria 40% a mais de sócios, ou seja. 162 mil sócios ao invés de 116 mil, simplesmente melhorando o formulário.

Qualquer e-commerce vê e revê o tempo todo em como tornar seu processo de compra mais fácil. O Fiel Torcedor deveria fazer o mesmo.

3) Unificação das bases de Fiel Torcedor e Ingressos

Você é Fiel Torcedor e quer comprar um ingresso extra para levar, sei lá, sua mãe. Você vai precisar de um novo cadastro no setor de ingressos. O contrário também acontece. Você compra ingressos soltos e quer virar sócio do programa? Tome cadastro novo.

Mais cadastros são mais formulários. Mais formulário significam menos conversão, sempre. Ou seja, menos sócios, menos dinheiro.

4) Unificação das bases de Fiel Torcedor com Parque São Jorge

Em 2017 eu decidi virar sócio do clube do Corinthians, mas para comprar ingressos para os jogos também sou sócio do Fiel Torcedor. Faz sentido? Não. Poderia simplesmente existir um plano Fiel Torcedor com direito a acessar o clube no Parque São Jorge.

A unificação levaria a ter menos cadastros, um pagamento só, uma carteirinha só. Com certeza diminuiria os custos de operação e aumentaria o número de sócios no clube.

5) Mensalidade ao invés de anuidade

Pagar uma anuidade é uma escolha. Mensalidade, não. O programa Fiel Torcedor oferece a anuidade em até 10 parcelas, mas não oferece mensalidade. Quando acaba a anuidade, você escolhe se vai renovar ou não.

Mensalidade é diferente. Qual foi a última vez que você cogitou cancelar um serviço que você paga mensalidade?

Pensa em Spotify, Netflix, Internet, telefone fixo, plano de telefonia celular, TV a cabo, etc. Ninguém oferece anuidade. Se você pagar todo mês, torna-se um hábito e hábitos são difíceis de romper. Principalmente se precisar passar 45 minutos no telefone para cancelar tal serviço.

Se o pagamento for automático então, você até esquece. Seja débito em conta ou descontado automaticamente no cartão de crédito.

6) Revenda de ingresso reservado

Hoje já há pacotes de ingressos para um campeonato todo no Fiel Torcedor. O problema é que muitas pessoas compram, mas mesmo antes da bola rolar já sabem que será impossível comparecer em determinado jogo.

O ingresso foi pago, mas o lugar no estádio fica vago. Isso acontece com mais frequência em partidas no meio da semana às 19h30.

O ideal seria a opção do comprador recolocar o ingresso a venda. O torcedor poderia ganhar 50% do valor da revenda como bônus para a renovação do programa Fiel Torcedor. Assim, o clube poderia vender o mesmo ingresso duas vezes e garantir que não fique espaços vazios nos setores mais procurados da Arena

7) Fiel Torcedor com direito a voto

Hoje o poder de escolher quem será o presidente do Corinthians se resume a 3 a 4 mil sócios que votam nas eleições no Parque São Jorge. E muitas vezes eles não estão preocupados com a equipe de futebol.

Tanto que já houve campanha para presidência focando em "boliche para sócios".

Ou candidato pagando parcelas atrasadas de sócios do clube. Como são apenas 3 mil votos, qualquer 100 votos faz muita diferença. Se fossem 120 mil torcedores votando, complicaria muito mais tal manipulação.

Mas essa ideia é abolida dentro do clube. O ex-presidente Roberto de Andrade chegou a comentar certa vez "como pode escolher o presidente quem nunca viu a piscina?". E é assim que eles pensam lá, que quem não faz parte do clube não tem direito a nada.

Veja mais em: Fiel Torcedor e Torcedômetro.

Coluna do Danilo Augusto

Por Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

O que você achou do post do Danilo Augusto?