A verdade é que futebol é imprevisível demais

Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

ver detalhes

A verdade é que futebol é imprevisível demais

Coluna do Danilo Augusto

Opinião de Danilo Augusto

2.5 mil visualizações 56 comentários Comunicar erro

A verdade é que futebol é imprevisível demais

A eliminação do Corinthians no Paulistão veio no melhor momento do time na temporada

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Quem imaginaria em janeiro de 2016 que Corinthians se classificaria como líder geral do Campeonato Paulista? Perdemos seis jogadores do elenco titular, parecia uma tragédia anunciada, mas vimos pouco a pouco o elenco se remontar e evoluir. Pena que, justamente quando tudo parecia estar perfeitamente encaixado, veio um revés inesperado, completamente inesperado. Lembrem-se que o Corinthians havia feito dez gols nos últimos dois jogos, duas goleadas incríveis e iríamos jogar em casa contra um time bem interessante taticamente, mas era na nossa casa, na nossa Arena.

O revés veio nos pênaltis, mas poderia ter sido ao longo dos 90 minutos também, o Audax teve uma postura de confiança que nem mesmo os grandes rivais tem quando vem nos visitar. Dois chutes certeiros de fora da área também ajudaram o resultado a se concretizar deixando o Corinthians sem reação e, em alguns momentos, até perdido em campo.

Mas esse tipo de surpresa desagradável não acontece só com a gente, o mesmo Audax que nos eliminou também goleou o São Paulo nas oitavas de final e derrotou o Palmeiras na fase de grupos do Paulistão. No futebol, um chute pode surpreender (Tche Tche, destro, batendo de perna esquerda), um jogador pouco conhecido pode ter uma grande temporada (Acosta em 2007, no Náutico ou Montillo no Cruzeiro em 2011), um time pequeno pode fazer uma grande campanha (Ituano em 2002 e 2014) e até mesmo um campeonato pode ser imprevisível (Inglês 2015/2016).

A verdade é que futebol é tão imprevisível que a chance de você acertar o resultado de uma partida aleatória do Campeonato Brasileiro não é maior do que acertar "Cara ou Coroa" depois jogar a moeda para o alto. Na verdade, um estudo do livro "Os números do jogo" analisou os resultados favoritos de casas de apostas na Inglaterra entre vitória do mandante, empate e vitória do visitante e comparou como resultado de jogos do Campeonato Inglês ao longo de 10 anos. O estudo percebeu que apenas 50% das vezes o resultado previamente favorito foi o que aconteceu com a bola em jogo. Se no campeonato inglês, o mais rico do mundo, é tão imprevisível ao ponto de termos hoje o Leicester City liderando a tabela, imagina no Campeonato Brasileiro ou no Campeonato Paulista.

Não duvido o Audax surpreender novamente na final do Paulistão.

Coluna do Danilo Augusto

Por Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

O que você achou do post do Danilo Augusto?