O que será do Corinthians daqui para frente?

Giovana Duarte

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero, 23 anos e redatora do Meu Timão. Apaixonada, de alma e coração, por esportes e pelo Corinthians.

ver detalhes

O que será do Corinthians daqui para frente?

Coluna da Giovana Duarte de Oliveira

Opinião de Giovana Duarte

3.1 mil visualizações 24 comentários Comunicar erro

O que será do Corinthians daqui para frente?

Andrés Sanchez antes do duelo contra o Ceará, na Arena Corinthians, pelo Brasileirão de 2019

Foto: Danilo Fernandes/ Meu Timão

Com a recente divulgação do balanço financeiro de 2019, seguida pela manifestação do Corinthians através de nota, é impossível não dizer que exista preocupação com o futuro do clube.

Evito ao máximo ser a pessoa que vê o lado negativo das coisas, sempre deixo o lado positivo falar mais alto. Não podemos ignorar que o Corinthians conquistou o tricampeonato paulista na última temporada, sendo mais que a maioria dos outros times, e as eleições se aproximam. Mesmo assim, diante de tudo isso, é praticamente impossível não se preocupar.

Segundo o balanço financeiro, o qual o Meu Timão teve acesso, enquanto a receita diminuiu, o déficit, em 2019, aumentou e atingiu a casa de três dígitos pela primeira vez na história - R$ 177 milhões.

Além desses e outros valores exorbitantes, como a dívida de R$ 105,7 milhões de direitos econômicos para 69 atletas, o que mais chamou a atenção foi o final da nota divulgada pelo clube.

"Em resumo, houve efetivamente um déficit um crescimento das obrigações, gerados basicamente pelos investimentos na equipe de futebol profissional que, infelizmente, não produziram (ainda) retorno esportivo – e, por consequência, financeiro. No entanto, como demonstrado, o déficit pode ser revertido com negociações de atletas e as obrigações, na mesma medida, são administráveis considerando a capacidade do Corinthians de geração de receitas", escreveram.

Como é possível afirmar que a situação atual em que o clube se encontra é, basicamente, pela má atuação da equipe? O problema, então, teria começado apenas em 2019? Ao mesmo tempo, dizer que as obrigações do clube são "administráveis" me faz pensar em duas simples opções: ou eles não sabem o que estão fazendo ou, simplesmente, não ligam - se não, ambas.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna da Giovana Duarte de Oliveira

Por Giovana Duarte de Oliveira

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero, 23 anos e redatora do Meu Timão. Apaixonada, de alma e coração, por esportes e pelo Corinthians.

O que você achou do post da Giovana Duarte?

x