Democracia Corinthiana

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Democracia Corinthiana

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

2.0 mil visualizações 143 comentários Comunicar erro

Democracia Corinthiana

Sócrates, Casagrande e Wladimir lutaram para que Felipe Melo pudesse fazer o que fez

Foto: Reprodução/Internet

O volante palmeirense Felipe Melo dedicou um gol ao candidato à presidência Jair Bolsonaro e a polêmica foi instaurada.

Ele pode fazer isso? Exagerou? Está errado? Certo?

Hoje qualquer coisa gera polêmica na internet. Até por isso o Palmeiras soltou uma nota oficial esclarecendo que a posição política do jogador não é a posição do clube.

Mas não o penalizou ou não fez reprimenda alguma à sua manifestação.

No Corinthians, o meia Jadson também já declarou voto no candidato Bolsonaro.

O jornalista Mauro Beting chegou a estabelecer uma conversa via Twitter com um influenciador digital a respeito do caso, e da comparação feita por este influenciador com a Democracia Corinthiana.

Concordo com Beting, que é brilhante, sobre as diferenças dos casos.

A Democracia Corinthiana não era propaganda de um candidato, mas sim de um regime político.

Mas a meu ver a democracia também deve valer para quem quer declarar voto.

A luta de Sócrates, Casagrande e Wladimir foi exatamente para que Felipe Melo hoje pudesse expor sua opinião, por mais controversa que ela seja.

Na democracia, você pode defender política e também pode defender políticos. Quando quiser.

E seja ele o candidato da sua preferência ou não, ele tem todo o direito de falar o que quiser.

Acho muito válida toda a discussão gerada pela declaração do palmeirense. Ainda bem que ainda podemos discutir.

A favor do candidato dele? Contra? A favor do candidato do Jadson? Contra?

Sócrates, Casagrande e Wladimir conseguiram. Que bom.

Veja mais em: História do Corinthians e Democracia Corinthiana.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Serjao

    Ranking: 284º

    Serjao 3261 comentários

    por @serjolius

    Democracia corinthiana ou não, sempre será democracia...cada um expressa seu voto para quem quizer..

  • Foto do perfil de Alexandre

    Ranking: 17º

    Alexandre 23168 comentários

    por @alexandre.sccp1

    Muito bom hoje você poder expor suas ideias.
    Que tenhamos um DEMOCRACIA verdadeira. Que aja mais equilíbrio em analisar pontos de vistas diversos.
    Onde os extremos possam conversar, sem se atacar ou agredir.
    Que aja paz e não a guerra

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de MARIO

    Ranking: 4295º

    Mario 319 comentários

    43º. por @carrfam

    #[email protected]% !o blog virou palco da política bosta deste país!qualquer extremismo e uma merda.vamos chamar cabral e comecamos tudo de novo!

  • Publicidade

  • Foto do perfil de Paulo

    Ranking: 63º

    Paulo 8732 comentários

    42º. por @pc.olimpia

    Calma moçada. O nosso foco deverá sempre ser o Corinthians, o nosso adversário é que deve ser olhado com desconfiança.

  • Foto do perfil de Paulo

    Ranking: 63º

    Paulo 8732 comentários

    41º. por @pc.olimpia

    Lembro-me bem deste timaço, onde o Dr. Sócrates e Zenon deixava a bola redondinha para o Casagrande colocar pra dentro.

  • Foto do perfil de Victor

    Ranking: 6149º

    Victor 202 comentários

    40º. por @victor.herege

    Por isso, é inadmissível pra mim, um Corinthiano Fascista, talvez você se identifique muito mais com o Palmeiras, O Corinthians não é time de gente fascista, preconceituosa, reacionários. Se você é a favor das liberdades individuais e coletivas, você não vota em Bolsonaro... Não votar em Bolsonaro não é ser de esquerda, não é querer igualdade social... Não é querer oportunidades iguais para todos. Não votar nele é um simbolo de defesa da democracia. Em defesa do direito de você quer um candidato e não o outro, em defesa de poder ser o que se é sem precisar esconder pra não ser assassinado por um fascista.

  • Foto do perfil de Victor

    Ranking: 6149º

    Victor 202 comentários

    39º. por @victor.herege

    ... Nos coloca numa posição delicada onde um deputado homenageia um torturador durante o impeachment da então presidenta Dilma.
    O homem que Bolsonaro homenageou enfiava ratos na vagina de estudantes, torturava pessoas que pensavam diferente dele, assassinou pessoas com a ideia de que estava fazendo melhor pra nação.

    Se uma pessoa que defende esse tipo de pessoa vai ser presidente do país com um vice pior que ele, preparem-se para serem perseguidos e também preparem seus bolsos, porque o cara que ele terceirizou pra cuidar da economia pretende aumentar os impostos pra pobres e classe média e diminuir os impostos dos ricos!

  • Foto do perfil de Victor

    Ranking: 6149º

    Victor 202 comentários

    38º. por @victor.herege

    Para quem não sabe o que é fascismo:

    O fascismo é um regime de governo altamente nacionalista e autoritário que teve grande relevância na Europa no século XX.

    Na Itália, o regime fascista foi estabelecido após a Primeira Guerra Mundial sob o comando de Benito Mussolini, de 1922 a 1943. Na mesma época, os ideais fascistas serviram de base para o surgimento do nazismo na Alemanha.

    Com ideias altamente contrárias ao liberalismo, marxismo e anarquismo, o fascismo é classificado como um regime de extrema-direita marcado por um governo ditatorial e militarizado.
    É justamente o que o Palmeirense Bolsonaro é, igualzinho Hitler, um ex militar frustrado que diante de uma crise econômica grave, se coloca como salvador da pátria. Só que no caso do Bolsonaro ele não tem ideias pra resolver nenhum problema, e o vice dele é um militar que deveria ter sido preso após a ditadura militar!

    O fato do Brasil não acertar contas com o passado e não ter buscado justiça contra as atrocidades cometidas...

  • Foto do perfil de Victor

    Ranking: 6149º

    Victor 202 comentários

    37º. por @victor.herege

    A ditadura militar no Brasil foi uma das piores fases da nossa história, onde jamais poderíamos, nem mesmo, bostejar na internet como muitos fazem!
    Um dos grandes motivos de orgulho meu de ser corinthiano é do fato do Corinthians ser o símbolo de tudo que eu acredito, fundado por pessoas que idealizavam um mundo com mais igualdade social, com mais oportunidades.
    A Democracia Corinthiana foi mais um momento da nossa linda história de luta contra o sistema autoritário, assim como nossa fundação foi por luta em busca de igualdade de classes no futebol, saímos da marginalidade do futebol pra jogar contra os grandes da época.
    "O Corinthians é o clube do povo e é o povo quem vai fazer o time" Miguel Bataglia primeiro presidente!

    Expulsamos o fascismo de dentro do Corinthians que foi pra barra funda fundar o nosso maior rival, arquirrival Palestra Italia, que na época levou vários jogadores nossos que simpatizavam com os ideais fascistas de nacionalismo exacerbado que excluía as minorias!

  • Foto do perfil de Eder

    Ranking: 11136º

    Eder 84 comentários

    36º. por @eder.neves

    Cada um pode votar em quem quiser, esse direito é de cada pesssoa...
    Só não pode colocar o Corinthians no meio igual algumas torcidas organizadas fazem...
    Vai pra manifestação com o simbolo do Corinthians na faixa para defender partido... Isso não pode em hipótese alguma!
    Nossa torcida tem 35 milhões, se uma torcida de 100 mil assossiados coloca o simbolo do Corinthians numa faixa, seja pra defender o que for, dá a entender que a torcida inteira está junto... E não é verdade!
    O Corinthians não tem lado...