A incrível história do Bambi que entrou em Itaquera

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

A incrível história do Bambi que entrou em Itaquera

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

47 mil visualizações 210 comentários Comunicar erro

A incrível história do Bambi que entrou em Itaquera

Amigos de Jacareí levaram o bambi escondido em talas na perna

Foto: Nelson Moraes

Foi uma grande aventura. Colocar um Bambi inflável de quase dois metros dentro da Arena Corinthians durante o clássico entre o Timão e o São Paulo definitivamente não foi tarefa fácil. Mas, para seus autores, o ato de rebeldia valeu a pena.

Tudo começou em uma reunião de amigos na pequena Jacareí, cidade de 200 mil habitantes que fica a 80 quilômetros da capital paulista. Nelson, Firmino, Daniel, André e Danilo, cinco corinthianos fanáticos e com muita criatividade, queriam criar algo novo quando fossem assistir aos jogos do Corinthians na Arena.

Foi aí que Nelson, analista de sistemas, entre uma cerveja e outra, se lembrou de um galo de borracha que tinha visto em uma lojinha de rua. Por que não levá-lo até o estádio no jogo contra o Atlético Mineiro, pra sacanear o time que lutava com o Timão pelo título do Brasileiro?

A ideia foi aceita pelos amigos, e o galinho entrou no estádio dentro do tênis de Nelson. A empreitada foi um sucesso, e o galo foi levado à Arena também no jogo contra o Coritiba.

Nesta partida, Firmino até apareceu no programa 'Os Donos da Bola', na TV Bandeirantes, com o brinquedo no meio da torcida.

Voltando para Jacareí, Nelson quis aprimorar a brincadeira. Procurando na internet, achou o objeto que tanto queria: um bambi enorme, inflável, de borracha, vendido a R$59,00 (mais o frete, faz questão de dizer) em uma loja do sul do país.

Torcendo para o produto chegar a tempo, os amigos compraram os ingressos da partida contra o rival paulista, que celebraria o sexto título brasileiro conquistado pela equipe do Parque São Jorge.

Deu tempo! O bambi chegou a Jacareí. Mas como entrar com essa peça dentro do estádio? E a revista da polícia? Seria isto considerado um delito? Provocação desnecessária? Nelson não quis saber. Levaria a ideia pra frente.

Tentou colocar o bambi dentro do tênis, não coube. Na mochila! Mas e a revista da polícia? Já estava quase desistindo. Chegou até a anunciar a venda do artefato. Foi quando viu um homem com o pé engessado, caminhando devagar pela rua em frente à sua casa.

Exato! Era assim que o bambi iria entrar em Itaquera. E lá foram os amigos comprar metros e metros de gaze para enrolar o animal na perna. Compraram também uma tala para completar o disfarce.

Nelson e os amigos chegaram cedo no dia do jogo, estacionaram o carro no shopping Itaquera e foram andando até o setor Sul da Arena Corinthians. Mancando.

De calça comprida para proteger a 'perna quebrada', Nelson passou tranquilamente pela revista policial na porta do estádio. Entrou e já desfez todo o aparato, colocando o bambi embaixo de sua cadeira.

Quando viu a escalação do time cheio de reservas, pensou em se desfazer do bambi. Não faria sentido provocar o São Paulo se o time iria perder o jogo para o adversário! Mas mesmo assim o boneco continuou lá.

E os gols foram saindo. Bruno Henrique, Romero, Dracena, Lucca, Romero, Cristian. 6 X 1 para o Timão. Uma partida perfeita. Festa nas arquibancadas. E foram necessários 5 minutos para encher o boneco de borracha com o ar dos pulmões cansados de gritar gol.

Fotos, diversão, risadas, comemorações. Foi uma tarde inesquecível para a Fiel. Inesquecível também para os cinco amigos de Jacareí.

Amigos que continuarão a frequentar o estádio, Que continuam com ideias malucas. E já pensam nos clássicos que virão no Campeonato Paulista do ano que vem!

OBS: A coluna apoia a brincadeira saudável, sem violência, de todos os lados. Os autores da façanha acima assumiram um risco. Se for tentar algo novo, diferente, consulte sempre a segurança do estádio para o bem de todos. :)

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?