Hora de mudar?

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Hora de mudar?

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

4.9 mil visualizações 67 comentários Comunicar erro

Hora de mudar?

Tiago Nunes tem quatro jogos decisivos pela frente

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians terminou a oitava rodada do campeonato paulista na vergonhosa última colocação do Grupo D, com vergonhosos nove pontos ganhos.

Como disse Gabriel na última sexta, ficar fora da próxima fase seria uma tragédia!

A se comemorar a semana livre de treinos e os retornos de Ramiro e Danilo Avelar, o técnico Tiago Nunes tem duas opções para as últimas quatro rodadas: arriscar tudo continuando com o mesmo pensamento, ou ser um pouco mais pragmático e assegurar a classificação.

Na primeira opção (a que eu acho que vai acontecer) o técnico mantém o mesmo esquema de jogo, com dois volantes mais habilidosos, sem tanta característica de marcação, um meia e três atacantes.

Yony González deve sair do time por deficiência técnica e Everaldo ainda não mostrou a que veio, por isso Janderson é forte candidato a ficar com uma das vagas no ataque.

Ele briga com Pedrinho, que além de atacante pelo lado consegue revezar com Luan na armação, com os dois centroavantes (aí vou dar uma pitaco abaixo) e com Ramiro retornando ao time (pitaco 2).

  1. Vagner Love e Boselli estão se entendendo muito bem, os melhores momentos do time no ano foram com os dois em campo, mas parece que Tiago Nunes não pensa assim.
  2. Ramiro estava muito bem quando se machucou, mas estava improvisado e o ritmo era outro no começo da temporada. Não sei se voltaria “voando” nessas últimas quatro rodadas.

Vamos para a segunda opção (a minha preferida):

Tiago tem quatro jogos para classificar o time. Quatro jogos completamente diferentes entre si.

  • Um time (Novorizontino) que vem de vitória e está invicto no campeonato, jogo no interior;
  • Outro (Ituano) que mais perdeu do que ganhou, vem de derrota para o Red Bull e o jogo será na Arena;
  • O clássico contra o rival Palmeiras na Arena Corinthians;
  • E um último jogo fora de casa contra um adversário (Oeste) que poderá já estar rebaixado.

Cada jogo, uma história. No primeiro, contra um adversário razoavelmente forte e fora de casa, não pode abrir tanto. Mais contra-ataques a favor e menos contra.

Dá pra jogar mais fechado, com Gabriel no time. Sidcley e Avelar (melhoram a marcação) também são boas opções pra esse jogo.

No segundo, vai pra cima. Só a vitória interessa.

Pode começar com Camacho e Cantillo, com Piton de ponta e Avelar fazendo zaga e lateral-esquerda.

No terceiro, é final de campeonato. Ganhar do maior rival em casa dá confiança.

Mas tem que jogar na inteligência, sem dar espaço. Ramiro é boa opção pro meio, com dois atacantes pra incomodar nos contra-ataques. Talvez Sidcley na lateral, pela experiência.

E no último, seria fechar o caixão com uma boa vitória, jogando pro gasto, já preparando o time ideal para as quartas.

E aí, o que você faria? Primeira ou segunda opção?

Veja mais em: Tiago Nunes, Campeonato Paulista, Tiago Nunes e Campeonato Paulista.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?