Corinthians merece bronca de Mancini após o jogo contra o Goiás

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Corinthians merece bronca de Mancini após o jogo contra o Goiás

Coluna do Marco Bello

Análise de Marco Bello

9.3 mil visualizações 62 comentários Comunicar erro

Corinthians merece bronca de Mancini após o jogo contra o Goiás

Fabio Santos teve grande atuação mais uma vez

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

É isso mesmo que você leu no título, torcedor.

Eu sei que você está contente, o time venceu, jogou muita bola, amassou o Goiás, está próximo do G6 do Brasileiro e com cinco jogos de invencibilidade.

Eu sei de tudo isso.

Mas treinadores são diferentes, e por isso recebem salários tão vultosos.

Eles não podem e não devem cair na empolgação dos torcedores.

Não é à toa que vemos nomes como Mourinho, Guardiola e Klopp, mesmo em grandes vitórias, entrando em campo após o apito final para conversar seriamente com alguns atletas. Corrigir posicionamentos, falar sobre jogadas que não foram concretizadas.

Aqui no Brasil, já assistimos a treinadores vitoriosos como Fábio Carille, Jorge Jesus, Mano Meneses ou Renato Gaúcho, em plena comemoração de gols, reunir alguns jogadores para passar instruções e consertar erros.

E é isso que Mancini deve fazer, e acredito que o faça.

Contra o Goiás, o Corinthians fez dois gols. Poderia facilmente ter feito sete, oito.

E no final do jogo por pouco não toma o empate que seria um castigo cruel para a melhor atuação do time na temporada.

Jogadores como Cazares, Otero, Mosquito, Jô, até Gabriel e Ramiro perderam gols feitos.

Alguns em jogadas lindas, trabalhadas, perfeitas: até o chute final.

Eximo apenas o Jô no lance do segundo tempo, exaltando a defesa espetacular do goleiro Tadeu do Goiás.

No mais, capricho demais, falta de convicção, falta de pontaria e até um certo relaxamento com a suposta facilidade do jogo.

O Corinthians melhorou, muito.

Mas não pode se dar ao luxo de perder pontos em jogos em que atua melhor que o adversário, mas não consegue concluir a superioridade em números.

O torcedor comemora demais o 2 a 1, com razão.

Mas teria comemorado bem mais se tivesse sido um 7.

Veja mais em: Vagner Mancini, Campeonato Brasileiro e Elenco do Corinthians.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?

x