Corinthians promete camisa limpa nos próximos anos

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Corinthians promete camisa limpa nos próximos anos

Coluna do Marco Bello

Entrevista de Marco Bello

95 mil visualizações 283 comentários Comunicar erro

Corinthians promete camisa limpa nos próximos anos

Colagrossi promete a volta da camisa com apenas um patrocinador no Timão

Foto: Reprodução - Internet

Não é novidade para o torcedor do Corinthians que a camisa do time profissional de futebol virou um grande outdoor de marcas grandes e pequenas de alguns anos para cá. O fato do clube precisar de dinheiro acabou causando essa poluição visual que não só torna a camisa menos bonita aos olhos do torcedor, como também acaba desvalorizando o principal produto do clube.

Uma empresa que aceita dividir o patrocínio com outras dez logicamente vai pagar menos do que uma empresa que estampa sozinha sua marca na camisa. É uma espiral negativa: quanto mais empresas, menos se paga por patrocínio de cada uma delas.

Então porque não mudar essa lógica? Vender mais caro, para uma empresa só, recebendo o mesmo e tendo uma camisa muito mais bonita e atrativa para o torcedor?

Um teste: sem olha no Google ou em qualquer outro lugar, você torcedor do Corinthians sabe todas as empresas que estão na camisa do seu clube do coração? Eu não. É isso o que acontece quando se transforma uma camisa em um “abadá”.

Conversei sobre isso com o novo superintendente de marketing do Corinthians, José Colagrossi Neto, que não só concorda comigo como promete mudar isso radicalmente nos próximos anos.

Veja abaixo o relato de José Colagrossi Neto

“Bom, como você sabe, antes de começar no Corinthians eu trabalhei durante 11 anos no Ibope Repucom, que é a maior empresa global de pesquisa e marketing esportivo. E quem me acompanha, já ouviu de mim essa frase um milhão de vezes, que em patrocínio esportivo menos é mais.

O modelo ideal, que é o nosso objetivo lá na frente, é uma camisa com um patrocínio máster, o escudo do clube e a marca do material esportivo.

Agora, esse é o nosso objetivo lá na frente. Nesse momento, a curtíssimo prazo, o clube está numa missão que talvez seja a missão mais importante dessa gestão, além de colocar o torcedor no centro do ecossistema, que é de abater a dívida. O clube tem uma dívida hoje que sufoca! Sufoca todas as nossas atividades e principalmente os investimentos no futebol profissional.

Abater essa dívida não é uma questão de estratégia, é uma questão de sobrevivência. Então a curtíssimo prazo, e eu falo pra esse ano, 2021, eu não vejo um cenário onde a gente vai poder remover os patrocinadores da camisa e só deixar um lá. Eu não vejo isso, porque significaria uma perda muito grande, que nesse momento a gente não pode arcar com isso.

Seria quase que um suicídio fazer isso agora.

A estratégia é, longo prazo, lá na frente, sim. É ter um patrocinador máster, com o escudo do clube e a marca do material esportivo. É uma jornada. A gente vai caminhar nessa direção. Não vamos chegar em 2021, provavelmente não vamos chegar em 2022, mas vamos chegar em 2023 com uma camisa mais limpa.

Vai ter apenas um patrocinador? Provavelmente não. Mas em algum momento, de repente nos próximos cinco anos, nós podemos chegar no destino final, que é exatamente isso que você falou".

Veja mais em: Ações de marketing, Patrocinador do Corinthians e Camisa do Corinthians.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?