Entenda o que atrasa o Naming Rights da Arena Corinthians

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Diferença de valores entre Corinthians e Odebrecht é o que atrasa NR; entenda

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

10 mil visualizações 74 comentários Comunicar erro

Diferença de valores entre Corinthians e Odebrecht é o que atrasa NR; entenda

Construtora Odebrecht entregou o estádio ainda inacabado ao clube

Foto: Divulgação

Corinthians e Odebrecht travam uma batalha nos bastidores pelos números finais do orçamento da Arena Corinthians.

A construtora encerrou as atividades na Arena no dia 30 de setembro de 2015, com o estádio ainda inacabado.

O custo total, que segundo a empresa ficou em R$ 985 milhões, chega nas contas do clube a R$1,2 bilhão.

O Corinthians trabalha com uma empresa privada para fazer o levantamento da diferença entre o que a Odebrecht deixou inacabado e o que o clube gastará para concluir o estádio.

Dirigentes ouvidos pela coluna estimam esta diferença entre R$ 100 e R$ 200 milhões de reais.

Este dinheiro teria que ser assumido pela empresa no pagamento do financiamento junto ao BNDES.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social emprestou ao fundo que administra o estádio a quantia de R$400 milhões.

É para o pagamento desta dívida que vai todo o dinheiro de bilheteria da Arena.

Outros R$ 420 milhões vem dos chamados CIDs (Certificados de Incentivos ao Desenvolvimento), que são papéis da prefeitura à venda no mercado.

Por ter sido palco da abertura da Copa do Mundo de 2014, o Corinthians fez este acordo com a prefeitura, e a empresa que comprar estes CIDs pode abater o valor em impostos.

Outros R$380 milhões vem de outros empréstimos a serem pagos pelo fundo, do qual fazem parte o clube, a construtora e a BRL Trust, administradora da carta.

Ainda segundo os dirigentes do clube ouvidos pela reportagem, até que seja resolvida a questão entre o Corinthians e a Odebrecht sobre o valor final do estádio, os naming rights da Arena não serão anunciados.

Este empecilho faz parte de uma manobra para pressionar a construtora a aceitar as condições do clube, e assim que for resolvido assegurar o pagamento dos débitos com o dinheiro advindo da venda do nome do estádio do Timão.

Veja mais em: Naming Rights.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?