[Marco Bello] Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

Pablo está emprestado pelo Bordeaux até dezembro deste ano

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Emprestado ao Corinthians até dezembro deste ano, o zagueiro Pablo ainda não tem definida a sua permanência no clube. As negociações, segundo o próprio jogador, estão paradas e só devem ser concluídas no final do contrato.

Isso foi o que ele revelou em conversa exclusiva com o Meu Timão. Pablo também falou sobre seu contrato com o Bordeaux, da França, e sobre a possibilidade de atuar em outro clube do Brasil na próxima temporada.

A impressão, pelas palavras do atleta de 26 anos, é que ele não permanecerá no Corinthians a partir do ano que vem.

Confira a entrevista completa com Pablo

Como estão as negociações neste momento?

Não conversamos mais sobre isso. Temos mais dois ou três meses até o final do contrato, e acho que vamos talvez definir lá pelo final do contrato apenas.

Mas por que as negociações pararam?

Não entramos em um consenso. Faz parte do futebol, faz parte de qualquer negociação.

Para você, é bom definir apenas no final ou o ideal seria já ter isso definido antes?

Antes, né. Mas futebol é assim, negociação é assim. Às vezes é complicado. Mas, eu estou focado no Corinthians, enquanto eu estiver no Corinthians vou me empenhar ao máximo sempre. Lembro como se fosse hoje a minha primeira entrevista como jogador do Corinthians, eu falei que ia dar a vida por esse clube! Então jogo a jogo eu me doo ao máximo. O máximo que eu posso dar dentro de campo para que eu possa ajudar a equipe.

O problema foi em relação ao pagamento de luvas e comissão do seu empresário?

O problema é que não entramos em um acordo. Vamos esperar até o final do ano para talvez conversar novamente.

A sua intenção continua sendo ficar no clube?

Minha intenção é ficar, mas futebol nem sempre é da forma como queremos, né? Independente de tudo, sou jogador do Corinthians hoje e vou me doar ao máximo.

Se não der certo a negociação você volta para a Europa?

Não tenho opção, eu tenho que voltar. Acabou o contrato, eu tenho que voltar para o Bordeaux. Sou jogador do Bordeaux até 2019. Encerrou o meu tempo de empréstimo com o Corinthians, eu tenho que voltar. Como obrigação, porque eu sou profissional e tenho que cumprir minha obrigação como atleta. Isso faz parte do futebol.

Mas você poderia ser emprestado a outro clube do Brasil?

Não sei, não tenho como falar sobre isso. Até porque hoje sou jogador do Corinthians. Não tem como falar sobre isso, faltam três meses até o fim do contrato. Mais para frente vamos ver o que vai acontecer.

O que resta então é esperar o presidente Roberto de Andrade te procurar até o fim do ano?

Essa é a situação. Já conversamos. O que eu posso dizer é que já temos tudo acertado. Já acertamos tudo, já conversamos, mas não deu certo.

Veja mais em: Pablo.

Coluna do Marco Bello Junior

Por Marco Bello Junior

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?

  • 1000 caracteres restantes