Com bom segundo semestre, Corinthians dá indícios de que pode brigar por tudo em 2019

Rafael Bianco

Rafael Bianco é estudante de jornalismo na Cásper Líbero e apaixonado pelo Corinthians. Com paixão herdada pela família, acompanha o dia a dia do clube em busca de informações e números do Timão.

ver detalhes

Com bom segundo semestre, Corinthians dá indícios de que pode brigar por tudo em 2019

Coluna do Rafael Bianco

Opinião de Rafael Bianco

1.3 mil visualizações 21 comentários Comunicar erro

Com bom segundo semestre, Corinthians dá indícios de que pode brigar por tudo em 2019

O Corinthians faz grande segundo semestre e começa a entrar na briga de duas competições

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians retornou da copa América em grande fase e vem fazendo um bom segundo semestre na temporada atual até então. Em sete jogos disputados, foram cinco vitórias e dois empates, com direito a classificação na Copa Sul-Americana.

Até então no meio da tabela, a equipe de Fábio Carille começava a indicar que poderia priorizar o torneio internacional já que este representava uma verdadeira chance de título. Mesmo assim, com cerca de 1/3 de Campeonato Brasileiro disputados, o Timão dá indícios também de que pode brigar pela competição nacional.

Tendo a criação e finalização de jogadas como principal problema no primeiro semestre, o Corinthians deixava de fazer muitos gols e errava algumas jogadas. Na segunda metade, porém, o time anotou pelo menos um gol em todos os jogos e já balançou a rede em 12 oportunidades.

No meu ponto de vista, boa parte dessa melhora está relacionada com a boa participação de Pedrinho e Clayson, que voltaram bem da Copa América, mas principalmente a utilização de Gabriel no meio do campo.

Entrando por conta de uma lesão de Ralf, o volante domina o setor intermediário, sendo muito efetivo na marcação e também auxiliando na criação das jogadas, sendo o cara que pode dar o primeiro passe mais incisivo, diferente do seu companheiro.

Dessa forma, com as vitórias se acumulando, a equipe conseguiu também subir na tabela do Campeonato Brasileiro. Com 23 pontos, o Corinthians está atualmente na 6ª colocação e espera o resultado do jogo entre Atlético-MG e Fluminense, disputado ainda neste sábado, para saber onde pode chegar nessa rodada.

Caso o Atlético perca e o Corinthians vença, o Timão chega aos 26 pontos, encosta no Flamengo e assume a quarta colocação. O time fica ainda há pelo menos seis pontos de distância do atual líder, que é o Santos, e se coloca em uma posição completamente reversível no restante da temporada.

Para atingir este objetivo, o método mais certeiro é não perder pontos em casa. Enfrentando adversários relativamente mais fracos dentro da sua Arena, o ideal é somar o máximo de vitórias possível No segundo turno, as partidas contra Flamengo, São Paulo, Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras e Atlético-MG serão todas disputadas fora de casa.

É válido destacar também que o caminho da Sul-Americana também apresenta uma boa proposta de título nesta temporada. Atualmente nas quartas de final, o Corinthians está há cinco jogos de distância de uma possível conquista, já que a final do torneio neste ano será única. E um dos grandes trunfos de Fábio Carille no Timão é, ainda, a excelente marca nos mata-matas.

Deixando o torneio internacional de lado, o jogo contra o Internacional, que será disputado neste domingo, às 11h, é de extrema importância. E sabendo disso, a tendência é de que o Corinthians vá com força máxima, até porque não joga neste meio de semana e pode recuperar os seus atletas com tranquilidade.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

Coluna do Rafael Bianco

Por Rafael Bianco

Rafael Bianco é estudante de jornalismo na Cásper Líbero e apaixonado pelo Corinthians. Com paixão herdada pela família, acompanha o dia-a-dia do clube em busca de informações e números do Timão.

O que você achou do post do Rafael Bianco?