Apesar da derrota, Corinthians parece ter achado o caminho das vitórias

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Apesar da derrota, Corinthians parece ter achado o caminho das vitórias

3.5 mil visualizações 43 comentários Comunicar erro

Apesar da derrota, Corinthians parece ter achado o caminho das vitórias

Carille deve ter percebido que é possível ser mais ousado, mesmo longe de Itaquera

Foto: Rodrigo Gazzanel /Agência Corinthians

Ironia do destino.

Ganhamos várias partidas jogando mal.

Contra o Flamengo jogamos bem e perdemos.

Há um ano, naquele mesmo Maracanã, o time se apequenou. Não deu nenhum chute a gol.

Mas empatamos e matamos o rubro-negro em Itaquera.

Dessa vez, perdemos a classificação em casa, quando Carille abriu mão de suas convicções e abriu demais o time.

Mas, no Rio, merecíamos melhor sorte.

Sorte que não tivemos no chute de Ralf.

Um a zero no primeiro tempo, enervaria a torcida do cheirinho e os jogadores. Pena.

Mas o Corinthians foi altivo. Jogou bola.

Os cariocas foram melhores apenas no último terço do jogo, quando fomos para o tudo ou nada.

Love correu, se esforçou, mas aquele chute forte poderia ter ido mais no canto, sem chencers de defesa para Diego Alves.

E Fagner fez falta. Muita falta. Carille não seria tolo de escalar o lateral na Venezuela, se houvesse alto risco de contusão.

Passou a era do "olhômetro". Os profissionais têm acesso a exames de última geração que apontam o estado físico dos atletas.

O erro foi ter mantido Fagner em campo quando a classificação contra o Lara ficou assegurada, já no intervalo.

O preço da eliminação na Copa do Brasil terá valido a pena, se Carille tiver aprendido a lição de ouro que o campo apresentou.

O ensinamento de que é perfeitamente possível ser audacioso fora de casa, sem abrir mão da solidez defensiva.

Boas perspectivas para o time, apesar do gosto amargo da derrota.

Veja mais em: Copa do Brasil.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?