Os reforços invisíveis do Corinthians para 2020

Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e por 12 anos foi repórter e editor no Diário Lance!. Participa, quando convidado, de programas esportivos no SporTV e na Band.

ver detalhes

Os reforços invisíveis do Corinthians para 2020

Coluna do Rodrigo Vessoni

Opinião de Rodrigo Vessoni

16 mil visualizações 96 comentários Comunicar erro

Os reforços invisíveis do Corinthians para 2020

Elenco atual do Corinthians tem jogadores que podem render bem mais nas mãos de Tiago Nunes

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O mercado da bola já começou aquecer. Os clubes já estão em cima de reforços, buscando informações, como fez o Corinthians com Alex Teixeira, por exemplo. Jogadores também já fazem o caminho inverso, como Thiago Neves.

Mas, no caso do Timão, é preciso lembrar que alguns reforços poderão ser importantes em 2020 e pouca gente vem falando deles.

Jogadores quase invisíveis neste momento, mas que poderão render bastante na próxima temporada diante de uma filosofia nova de trabalho e de jogo sob a batuta de Tiago Nunes.

Vou listar alguns deles aqui. Jogadores que, na minha visão, poderão brilhar muito mais do que já fizeram este ano ou até menos em anos anteriores.

A começar pelos que estão de fora, como Camacho (volante, Athletico-PR), Thiaguinho (volante), Marquinhos (meia, Ponte Preta), Araos (meia, Ponte Preta) e André Luis (Fortaleza).

Será que esses cinco jogadores que já tiveram a chance de vestir a camisa alvinegra não poderão ser pontencializados diante de um jogo mais jogado nas mãos de Tiago Nunes?

E o mesmo raciocínio vale para quem está lá no CT, como parte integrante do atual elenco do Corinthians: Ramiro (volante), Léo Santos (zagueiro), Renê Júnior (volante) e Sornoza (meia), como exemplos. Ou alguém acha que o Ramiro do Grêmio foi abduzido por ETs e foi colocado um outro em seu lugar?

Será que esses quatro jogadores contestados e/ou que tiveram poucas chances não terão um desempenho maior diante da chance de um novo esquema tático, uma nova ideia de jogo, uma nova filosofia?

Quem garante que isso não pode acontecer com jogadores que, ali atrás, já renderam mais em outros clubes ou no próprio Corinthians.

Reforços invisíveis que, na minha visão, merecerem um pouco mais de atenção da nova comissão técnica e da diretoria.

E você, corinthiano, o que pensa?

Veja mais em: Mercado da bola, Tiago Nunes e Diretoria do Corinthians.

Coluna do Rodrigo Vessoni

Por Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e por 12 anos foi repórter e editor no Diário Lance!. Participa, quando convidado, de programas esportivos no SporTV e na Band.

O que você achou do post do Rodrigo Vessoni?