Dez esclarecimentos que a torcida do Corinthians merece ouvir da diretoria em uma coletiva

Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

ver detalhes

Dez esclarecimentos que a torcida do Corinthians merece ouvir da diretoria em uma coletiva

Coluna do Rodrigo Vessoni

Opinião de Rodrigo Vessoni

8.9 mil visualizações 74 comentários Comunicar erro

Dez esclarecimentos que a torcida do Corinthians merece ouvir da diretoria em uma coletiva

Diretoria do Corinthians tem muitas situações para explicar para a torcida alvinegra

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

A diretoria do Corinthians tem muito a explicar aos seus milhões de torcedores. Situações que viraram notícia nas últimas semanas, repercutiram nas redes sociais e até agora a torcida não ouviu o que pensam os representantes do clube. Levantei ao menos dez assuntos que poderiam virar pauta em uma entrevista coletiva dos dirigentes. A saber:

  1. Robson Bambu - o zagueiro faltou a treinos... ele foi punido? De quem forma? E o caso da acusação de estupro de vulnerável? Por que o clube voltou a relacioná-lo para os jogos? Já existe uma decisão do caso por parte da polícia/Ministério Público? O clube foi informado de sua inocência no caso pelas autoridades?
  2. Alex - como ficou a situação do ex-coordenador das categorias de base que virou auxiliar de campo de Sylvinho? Ele será mantido no clube? Em qual função? Ou será demitido?
  3. Jô - o centroavante faltou a treinos, quase não jogou na temporada e parece cada vez menos focado no futebol. O que será feito com ele? Haverá punição pelo comportamento? O contrato dele pode ser rescindido de forma antecipada?
  4. Luan - o meia quase não joga e o novo treinador não parece contar com seu futebol. O que será feito? Ele será emprestado? Qual avaliação que a diretoria faz de sua situação?
  5. Taunsa - como foi recebido o atraso de ao menos um repasse da empresa? O quanto isso está impactando as finanças do clube? Preocupa para o futuro? O clube está resguardado se houver mais atrasos?
  6. Danilo Avelar e Jonathan Cafu - os dois jogadores não fazem parte dos planos da comissão técnica e, três meses depois (um de férias e dois de bola rolando), seguem no CT treinando e sem ser cedido a outros clubes. Vale a pena? Por que não foram emprestados ou vendidos?
  7. Gabriel Pereira - por que o Corinthians não efetivou aquele contrato que assinou em outubro de 2021? A saída do jovem foi inevitável mesmo? Houve muitos interessados? Foi possível melhorar a oferta inicial até acertar a saída?
  8. Ivan - o goleiro foi a única contratação que o Corinthians gastou dinheiro e pagou ao clube de origem. O valor foi mesmo aqueles R$ 10 milhões que o presidente da Ponte Preta informou durante uma entrevista? Ou foi menos? Como ficou o acordo final?
  9. Maycon - o volante está vindo mesmo? O clube tem como pagar a totalidade do salário ou será necessário mesmo que o Shakhtar Donetsk pague uma parte dos vencimentos?
  10. Extorsão/propina - o caso de Jarrão (ex-vice da Gaviões) com Jaça (conselheiro ligado à base) terá algum desdobramento no clube? Como a diretoria enxerga a situação? O clube procurou às autoridades após tomar conhecimento dos fatos?

Veja mais em: Duílio Monteiro Alves, Alessandro, , Luan, Ações de marketing, Robson Bambu, Jonathan Cafu e Danilo Avelar.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Rodrigo Vessoni

Por Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

O que você achou do post do Rodrigo Vessoni?

x