O dia em que Sócrates deu uma aula de combate ao racismo no Corinthians

Tática com Jow

Escrevo sobre o que rola dentro das quatro linhas de um campo de futebol.

ver detalhes

O dia em que Sócrates deu uma aula de combate ao racismo no Corinthians

Coluna do João Marcos Blunck Vojnovic

Opinião de Tática com Jow

3.6 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

O dia em que Sócrates deu uma aula de combate ao racismo no Corinthians

Sócrates e Jairo

Foto: Arquivos da Internet

Todos sabem que eu amo falar de tática e meu propósito é esse aqui, no canal do YouTube e em todas as minhas redes sociais. Porém, é preciso ir além em alguns casos, pois o Corinthians vai muito além de técnicos, jogadores e o que rola dentro das quatro linhas. Hoje, eu venho relatar uma pequena história que envolve Sócrates e o goleiro Jairo em 1980.

Era um jogo do Brasileiro, contra seu ex-clube, o goleiro Jairo falhou e o Corinthians acabou saindo derrotado da partida. Após o jogo, um dirigente (muitos dizem que foi o Vicente Matheus) insultou Jairo pela cor de sua pele. Sócrates juntou o time e disse que não deixaria isso passar barato. A resposta veio no jogo seguinte...

Morumbi, 35 mil pessoas e um duelo entre Corinthians vs Grêmio. Um passeio do Corinthians, mas o que marcou aquele dia nem foi o resultado, foi uma ação do camisa 8. Um dos gols, foi esse GOLAÇO de Sócrates. Uma pintura, achando que estava levando a torcida a loucura...

Mas o que marcou aquele dia ainda não foi isso... Não foi o resultado e nem o golaço de Sócrates. Foi uma ação... Sócrates correu o campo todo para abraçar Jairo que tinha sofrido de racismo com o dirigente do Corinthians.

Após esse gol e o abraço de Sócrates, Jairo pegou confiança para continuar focado na partida. E assim, fez ótimas defesas. Após o apito final, Jairo relatou: "depois do abraço do Sócrates, até a bola que era recuada do zagueiro pra mim, a torcida vibrava. Eu tocava na bola e a torcida ia a loucura". O Corinthians sempre foi o time do povo!

No fim, a torcida foi a loucura com o resultado, com o gol do Sócrates, mas, principalmente, ela foi a loucura pois foi representada naquele abraço do Sócrates em Jairo.

A Fiel é do povo e é o povo que faz o Corinthians! Racismo não. Racismo nunca.

Veja mais em: História do Corinthians.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do João Marcos Blunck Vojnovic

Por João Marcos Blunck Vojnovic

Estudioso e apaixonado por tática e todas as suas variações.

O que você achou do post do João Marcos?

x