A última semana explica muito sobre o processo que estamos vivendo

Ulisses Lopresti

Vinte e três anos de vida e de corinthianismo. Jornalista, trabalho no Meu Timão. Escrevo aqui e apareço no Contra-Ataque, mídia alternativa de futebol.

ver detalhes

A última semana explica muito sobre o processo que estamos vivendo

Coluna do Ulisses Lopresti Figueiredo

Opinião de Ulisses Lopresti

5.7 mil visualizações 44 comentários Comunicar erro

A última semana explica muito sobre o processo que estamos vivendo

Corinthians voltou a jogar bem pelo Brasileirão

Foto: Danilo Fernandes/ Meu Timão

Que semana louca para o torcedor corinthiano! Se na segunda-feira o clima foi de tristeza pela derrota acachapante no Dérbi, podemos dizer que a vitória por 3 a 0 contra o Sport lavou um pouco a alma do torcedor. E essa sequência explica muito sobre o processo que o Corinthians está passando com Mancini.

A vitória contra a equipe pernambucana nos aproximou do Fluminense e o Timão pode assumir a sétima posição em breve. Além disso, o Corinthians chegou aos 45 pontos. Em uma realidade tão próxima de uma vaga na Libertadores, nós mal nos lembramos que fugir do rebaixamento era nosso maior objetivo quando Mancini chegou, e que ele alcançou de uma forma que merece aplausos.

Por isso essa semana explica tanto sobre essa nova fase. Mancini teve que construir uma equipe em menos de três meses e por mais que ela tenha grandes atuações, não está formada. Contra o Palmeiras, parece que o Corinthians tentou jogar de peito aberto contra um time que está bem consolidado e acabou tomando uma goleada. Eu entendo a manutenção da escalação que venceu o Fluminense, mas em jogos assim pedem o Ramiro.

O Timão venceu o São Paulo e Inter com uma postura reativa e buscando definir o jogo em poucos lances, e Ramiro pode ser essencial quando o time adota essa postura. Contra o Palmeiras, era necessário se comportar dessa forma.

Porém, a vitória contra o Sport também mostrou muita evolução ofensiva do time. Vital e Mosquito se tornaram peças sólidas desse ataque. Fazia muito tempo que o meia não era rendia assim pelo Timão e o atacante parece ter resolvido o problema da falta de pontas.

Portanto, não sejamos imediatistas para criticar o Mancini, afinal, a equipe está em formação e erros vão acontecer. Claro que num clássico pesa mais, mas não pode prejudicar um trabalho que está sendo bem feito. A Libertadores está próxima.

Veja mais em: Vagner Mancini e Campeonato Brasileiro.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Ulisses Lopresti Figueiredo

Por Ulisses Lopresti Figueiredo

Vinte e três anos de vida e de corinthianismo. Jornalista, trabalho no Meu Timão. Escrevo aqui e apareço no Contra-Ataque, mídia alternativa de futebol

O que você achou do post do Ulisses Lopresti?

x