Final do Brasileirão Feminino tem que ser na Arena Corinthians

Victor Farinelli

Victor Farinelli é um jornalista brasileiro e corinthiano residente no Chile, colabora como correspondente de meios brasileiros como Opera Mundi, Carta Capital, Revista Fórum e Carta Maior.

ver detalhes

Final do Brasileirão Feminino tem que ser na Arena Corinthians

Coluna do Victor Farinelli

Opinião de Victor Farinelli

2.1 mil visualizações 44 comentários Comunicar erro

Final do Brasileirão Feminino tem que ser na Arena Corinthians

Jogadoras do Corinthians foram comemorar com a torcida na Fazendinha neste domingo

Foto: Bruno Teixeira Rolo / Corinthians

Esta coluna vai ser curtinha, já que não tenho muito o que dizer, a não ser que hoje é um dia que posso andar tranquilamente pelas ruas com orgulho do que o meu time fez em campo neste domingo.

Claro, falo do time feminino do Corinthians, uma máquina de jogar bola, a melhor coisa que o clube vem mostrando neste 2019. Quem já viu os jogos das nossas mosqueteiras certamente compartilha este sentimento.

Elas são disciplinadas, talentosas, taticamente impecáveis, guerreiras, entre tantas qualidades que não são mais que o fruto de um trabalho que já dura quatro anos, que foi amadurecendo no tempo certo, até chegar a essa maravilhosa série de 33 vitórias consecutivas – marca alcançada com a vitória sobre o Flamengo no Parque São Jorge, pela semifinal do torneio nacional.

A equipe chega embalada para as fases decisiva dos campeonatos Paulista e Brasileiro, e com o diferencial de que a torcida começa a estar mais presente nos jogos, e a fazer a diferença, como sempre. Ver as arquibancadas da Fazendinhas cheias para ver esse time jogar foi tão lindo quanto a vitória em si, e emocionante, porque um trabalho como esse merece que a Fiel prestigie.

Agora, falta que a nossa diretoria tenha a grandeza de fazer o gesto, que pode significar um grande salto a favor no crescimento do futebol feminino no nosso clube e também no Brasil: jogar a final do Brasileirão Feminino na Arena Corinthians.

As finais contra a Ferroviária serão em jogos de ida e volta, com o primeiro duelo em Araraquara, e o Coringão sendo mandante do segundo, graças à melhor campanha em todo o torneio.

Além das já citadas 33 vitórias, e um recorde mundial que merece ser recompensado com uma sede especial como essa, também está o fato de que um possível título significaria um bicampeonato brasileiro, façanha jamais alcançada por nenhum outro clube na categoria.

Elas merecem jogar na Arena Corinthians, merecem um excelente trabalho de marketing e incentivos pra trazer a torcida, encher o estádio e organizar uma festa com tudo o que se tem direito.

E podemos fazer essa partida ir ainda além disso. Jogar, vencer e celebrar um título na nossa casa mais nova também seria um recado pra quem pensa que, manobrando em tenebrosas transações, poderá tirar de nós o estádio de Itaquera.

Diretoria corinthiana, pense com carinho nessa ideia. Jogar a final na Arena Corinthians seria a melhor forma de mostrar que o “Respeita as Minas” é prática, não só slogan. Nossas craques merecem, e a história do Sport Club Corinthians Paulista também.

Veja mais em: Corinthians feminino e Arena Corinthians.

Coluna do Victor Farinelli

Por Victor Farinelli

Victor Farinelli é um jornalista brasileiro e corinthiano residente no Chile, colabora como correspondente de meios brasileiros como Opera Mundi, Carta Capital, Revista Fórum e Carta Maior.

O que você achou do post do Victor Farinelli?