Não dá para deixar o Brasileirão de lado

Vitor Chicarolli

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi, tem 22 anos e trabalhou no Diário Lance!. Atualmente, setorista do clube de coração. Com o Corinthians em qualquer lugar.

ver detalhes

Não dá para deixar o Brasileirão de lado

Coluna do Vitor Chicarolli

Opinião de Vitor Chicarolli

5.7 mil visualizações 89 comentários Comunicar erro

Não dá para deixar o Brasileirão de lado

Carille orienta seus jogadores durante treino no CT Joaquim Grava

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians não conquistou o resultado desejado na última quinta-feira. Com uma atuação abaixo do esperado, a equipe de Fábio Carille ficou apenas no empate sem gols com o Fluminense, no primeiro jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Esse empate, então, só reforçou algo que já tinha em mente há algum tempo: não podemos deixar o Campeonato Brasileiro de lado.

A Sul-Americana, de fato, é um caminho mais curto para título e também por uma vaga na Libertadores de 2020. Mas como em qualquer torneio mata-mata, qualquer deslize pode ser fatal e ocasionar uma eliminação inesperada.

Restam apenas três jogos para uma eventual final continental, que está agendada para 9 de novembro, em Assunção, no Paraguai. O Brasileirão, por outro lado, ainda está na 16ª rodada e muita coisa pode acontecer.

Com o elenco que Carille tem em mãos, é possível sonhar com a briga pelos dois campeonatos. Ainda mais levando em conta que a decisão da Sul-Americana acontece somente em novembro, como citado acima.

O Corinthians ocupa a sexta colocação da competição nacional e segue na cola dos líderes (diferença é de cinco pontos para o primeiro colocado). Na Copa, os alvinegros precisam de uma vitória simples ou empate com gols no Maracanã para avançar de fase.

Diante dessas circunstâncias, acredito que a comissão técnica corinthiana não tem que priorizar um campeonato ou outro.

Claro, não há como deixar de lado a péssima organização do calendário do futebol brasileiro. Lesões e convocações são os principais empecilhos das equipes que disputam mais que uma competição.

Mas estamos falando de Corinthians. Logo, devemos acreditar até o último minuto que é possível buscar essas taças.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

Coluna do Vitor Chicarolli

Por Vitor Chicarolli

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi, tem 22 anos e trabalhou no Diário Lance!. Atualmente, setorista do clube de coração. Com o Corinthians em qualquer lugar.

O que você achou do post do Vitor Chicarolli?