Definição de titular e uma ideia diferente no Corinthians

Vitor Chicarolli

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi, tem 22 anos e trabalhou no Diário Lance!. Atualmente, acompanho diariamente o Corinthians pelo Meu Timão.

ver detalhes

Definição de titular e uma ideia diferente no Corinthians

Coluna do Vitor Chicarolli

Opinião de Vitor Chicarolli

70 mil visualizações 202 comentários Comunicar erro

Definição de titular e uma ideia diferente no Corinthians

Corinthians de Vagner Mancini pode apresentar jogadas diferentes contra o Flamengo

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O debate sobre a meta alvinegra chegou ao fim neste sábado com a confirmação de Cássio entre os titulares do Corinthians para o duelo com o Flamengo neste domingo, às 16h, na Neo Química Arena, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Antes de destrinchar uma situação tática que pode aparecer na equipe, também gostaria de apimentar essa discussão sobre os goleiros do clube.

Na minha visão, Cássio é o melhor jogador do Corinthians em 2020 e deveria mesmo ser mantido no time titular. O camisa 12 cometeu algumas falhas na temporada, é verdade, mas também salvou o time de muitas (!) derrotas e empates.

Respeito a atuação espetacular de Walter na Arena da Baixada, na última quarta-feira, mas não acho que Cássio seja o principal culpado pela fase da equipe. Ponto.

Falando sobre a parte tática...

Vagner Mancini chegou mudando peças e também o desenho tático da equipe na vitória sobre o Athletico-PR. O tradicional 4-2-3-1 deu lugar a um 4-1-4-1, que em alguns momentos sem a bola também se tornou um 4-5-1.

Assim, acredito que apesar de prováveis alterações, o esquema será mantido contra o Flamengo e veremos ainda mais algumas características de Mancini, apesar de pouco tempo de trabalho.

Observando o vídeo do treino desta sexta publicado pela Corinthians TV, deu para notar que o treinador pretende colocar mais corinthianos na área adversária, algo que vinha acontecendo muito pouco no clube.

Nas imagens abaixo, por exemplo, notamos que a atividade contava com um atleta avançando pela lateral e ao menos quatro atacantes ou meias chegando na grande área para receber o passe e finalizar.

  • Foto 1:
Esquema 1

Reprodução/Corinthians TV

  • Foto 2:
Esquema 2

Reprodução/Corinthians TV

Pode até parecer normal, mas essa situação pouco aconteceu nos últimos jogos do Corinthians. Quando o time atacava pelos lados do campo, geralmente com o garoto Lucas Piton, apenas Jô se posicionava no meio da área para tentar o gol.

Isso deixava a equipe bem previsível e também facilitava a marcação da defesa rival.

Pelo estilo de jogo do Flamengo, não sei se veremos isso já neste domingo. No entanto, certamente iremos reparar jogadas como essas em breve - cabe lembrar que o Atlético-GO de Mancini tinha exatamente tal característica no campo de ataque.

De qualquer forma, é bom ver novas ideias no CT Joaquim Grava e ficar na expectativa por uma boa atuação do Corinthians. O adversário é difícil, mas enfrentar o Timão na Neo Química Arena precisa ser ainda mais complicado.

Confesso que estou animado e ansioso para acompanhar esse clássico.

Veja mais em: Cássio, Vagner Mancini, Treino do Corinthians, CT Joaquim Grava, Campeonato Brasileiro e Walter.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Vitor Chicarolli

Por Vitor Chicarolli

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi, tem 23 anos e trabalhou no Diário Lance!. Fala de Corinthians diariamente no Meu Timão.

O que você achou do post do Vitor Chicarolli?