Comentário de Victor Hugo em "Renato Augusto brinca sobre dores e exalta..."