Fórum do Corinthians

Análise tática do jogo entre Corinthians e Palmeiras: apresentamos evoluções e é possível fazer mais

Tópico Lendário Entenda as regras
Foto do perfil de Félix

Ranking: 4.494º

Félix 509 posts

Publicado no Fórum do Meu Timão em 12/06/2021 às 22:11
Por Félix Rodrigues de Lima (@felix.rodrigues.de.l)

Eu tinha dito no jogo contra o América-MG que, se o Corinthians jogasse daquele mesmo jeito, o time perderia...mas não jogou. Amarraram o jogo no meio-campo e exploraram relativamente bem os ataques – e fizeram marcação alta. Lembrou um pouco o jogo do Mancini contra o Grêmio no ano passado, com a diferença que não era um 4-3-3.

Me surpreendeu o Palmeiras não ter sido mais criativo pelo meio como eu achei que seria – e essa foi a falha do Palmeiras. Se tivessem explorado Gustavo Scarpa como deveria e jogassem mais compactados, sofreríamos sérios problemas. Cometeram em boa parte do jogo os mesmos erros que o Sylvinho cometeu nos últimos jogos. Vamos analisar o jogo e aí vocês verão isso com os próprios olhos.

PRIMEIRO TEMPO

O Corinthians veio num 4-3-3 e o Palmeiras veio num 4-1-4-1. Com isso ficou evidente que a intenção do Sylvinho era segurar o Palmeiras no meio-campo. Mas logo Raphael Veiga fez um golaço num belo contra-ataque pelo lado do Fábio Santos: Vital acompanhou o ponta-direita muito bem, mas a defesa bateu cabeça – uma falha de comunicação entre eles.

Após o gol, o Corinthians tentou ir pra cima, porém o Palmeiras fazia forte marcação alta. O Corinthians viria a assustar o Palmeiras aos 9 minutos e meio com Luan devido a um fato muito importante: inversão de bola. Quem adota o 4-3-3 possui essa vulnerabilidade. A jogada iria se repetir aos 14 minutos, porém sem ter dado certo. Mas então o Corinthians recuou mais e jogou no contra-ataque – exatamente o que o Palmeiras queria. Mas quando saía algum ataque, Luan era extremamente marcado na área e ninguém se aproximava dele para receber a bola.

Só depois dos 27 minutos é que o Corinthians ousaria mais, adiantando Roni. Num ataque pela direita, Gustavo cruzou pra Roni, que teve a infelicidade de furar. Numa bela enfiada pelo meio de Mateus Vital para Gustavo Silva, ele fez jogada individual mas não chutou bem. Noutra jogada, Gustavo achou Vital no meio, que chutou com endereço, mas Jaílson se esticou todo pra defender e mandou pra escanteio. E aos 39 minutos, uma bola bem trabalhada pelo meio achou Gabriel, que chutou bem na área. Notem que os ataques tinham alguma força pelo meio – coisa que há tempos venho cobrando.

O Corinthians (azul) chutou 5 vezes a gol. 2 foram a gol – Vital e Gabriel – 2 fora e um foi bloqueado.

Esse é o mapa de passes do Corinthians. Chama a atenção que dessa vez o Corinthians não tocou tanto pelos lados assim, mas o Corinthians concentrou 199 passes exclusivamente no meio-campo e apenas 80 no ataque.

Notem que Vital deu pouquíssimos passes, assim como Roni: 13 deste e 16 do Vital. Isso explica a facilidade com que o Corinthians perdia a bola: pelo fato de o Corinthians anular Vital - que mais uma vez foi escalado como ponta-esquerda sendo que essa não é a posição dele - e Roni, que seria em teoria a peça central para armar os passes no meio-camp. Bastou o Palmeiras se concentrar mais em Luan e Gustavo Silva porque sabiam que Vital e Roni seriam pouco explorados. Daí a falha na maioria dos ataques. Quando Roni e Vital foram mais explorados depois dos 27 minutos é que o Corinthians realmente criou perigos.

SEGUNDO TEMPO

O Palmeiras criou sério perigo pelo lado do Fábio Santos aos 2 minutos. No minuto seguinte Gustavo Silva poderia ficar na frente do gol, não fosse Renan ter feito falta. E aos 6 minutos, numa marcação alta pela direita, o Corinthians tomou a bola e tocou para Gustavo no meio, mas sofrendo a falta, que seria batida com perigo pelo Fábio Santos.

E então, numa bela jogada em conjunto pela direita, Gustavo Silva cruzou para o homem-surpresa Gabriel, que marcou o gol! Ele quase fez no primeiro tempo e agora fez! Muito mérito dele – é esse o Gabriel que eu quero ver, porque ele tem qualidade pra chegar ao ataque sim – foi campeão pelo Palmeiras assim e no Corinthians também!

Raphael Veiga responderia com perigo num chute de fora da áre, mas o Corinthians também criava seus perigos e fazia a pressão no ataque. Aos 16 minutos e meio, João Victor fez o que sabe fazer de melhor: explorou o buraco no meio e correu com a bola para explorar o ataque no meio, e passou para um jogador, que achou Gustavo Silva, mas não cruzou bem. Isso é a prova mais evidente que não é só de ataque pelos lados que se joga pra cima.

O Palmeiras passou a jogar muito pra cima, criando alguns lances perigosos, mas Gil e João Victor jogavam muito bem. E a pressão foi intensa até o fim.

OUTROS DETALHES

Ficou muito evidente a melhora do Corinthians em explorar os ataques pelo meio, coisa que não aconteceu nos últimos jogos. Como eu disse antes, Vital foi muito prejudicado em não receber as bolas por jogar fora de posição, mas quando recebeu, criou algumas chances pelo meio. O Palmeiras segurou muito no meio-campo, porém Cantillo foi bastante preciso quando foi acionado.

Observem como as interações proporcionadas pelo Cantillo e os defensores foi intensa e boa – como revela o mapa de calor, com a defesa adiantada. Notem que Luan interagiu e muito com Gabriel, e isso explica a pouca participação ofensiva dele: porque a bola não chegava como deveria.

Chama a atenção a quantidade de chutes de fora da área que o Corinthians desferiu. Foram 4 chutes a gol, 3 fora e 2 bloqueados. Mas notem que o Palmeiras finalizou 5 vezes dentro da área – e isso deve ser corrigido.

Esses dois mapas de passes mostram muito bem o quanto o Corinthians realmente explorou não só os lados, mas o meio também – com mais eficiência do que o Palmeiras, que é bom nisso. Ainda assim isso tem que melhorar muito, pois Luan não está recebendo as bolas como deveria – e isso não será possível num 4-3-3.

Mateus Vital não erou nenhum passe. Ganharia 3 duelos no chão de 5. Isso são números muito, mas muito bons para um meia, e ele certamente foi um dos melhores da partida porque, proporcionalmente falando - ele foi pouco explorado, como disse antes – ele foi o melhor da partida.

Essa é pra minha namorada que não gosta do Cantillo! (:D) O cara simplesmente é fora de série: dos 86 toques dele, ele errou apenas 4 de 74 passes e errou apenas 2 bolas longas de 14. Se os ataques surtiram efeito, foi por causa dele.

João Victor também merece destaque. Ganhou todos os duelos no chão e aéreos que ele participou, errou 7 passes de 40, interceptou 3 passes e cortou 4 vezes, além de ter uma finalização travada – aquela no escanteio do segundo tempo.

CONCLUSÃO

Esse cara que é bielorrusso - não é fake, já verifiquei -, apostou no site de estatísticas na qual eu puxo os dados que daria empate... 4 dias antes! e o mardito acertôôôôô!

O Corinthians jogou bem, segurando o meio-campo e conseguindo criar alguns ataques. Tentava em boa parte pelos lados, principalmente com Gustavo Silva. Mas quando o meio foi mais acionado, os perigos aumentaram.

Luan não consegue jogar num 4-3-3 devido a falta de apoio, e Vital, como já disse inúmeras vezes, não é nenhum ponta. Ainda assim os dois foram guerreiros. Luan sofria muitas faltas porque sabiam que neutralizando ele no meio era chance de recuperação da bola. Algo deve ser pensado a respeito desses dois. Cássio jogou muito bem hoje: sou crítico dele faz um bom tempo, mas nesse jogo ele fez grandes milagres. Mereceu o tradicional “Bravo!” do Sylvinho.

Agora temos outro jogo contra o RB Bragantino. Hoje geramos evolução, mas precisamos de mais. Temos tudo pra ter um time ofensivo-criativo, basta que sejam respeitadas as características dos jogadores. Hoje não foi um time desorganizado como foi contra o Atlético-GO, pois as falhas que tinham nesse jogo foram corrigidas. Se continuar nessa pegada, haverá só evolução.

VAI, CORINTHIANS!

6.035 visualizações e 67 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Foto do perfil de Lucas Bueno

Ranking: 1.022º

Lucas 2502 posts

@lucas.de.souza.oliv1 em 12/06/2021 às 22:50

Bela análise mano!

O Cantillo subiu muito de produção com o Sylvinho, e tem segurança para dar seus tapas de qualidade pois dois homens de meio o cobrem...

Gabriel de elemento surpresa foi algo que a tempos não via no Corinthians, e essa peça faz diferença no jogo.

Muitos acertos, alguns erros e fica a expectativa de mais progresso para a próxima rodada contra o rb. Time está no caminho certo!

Foto do perfil de Midea Group

Ranking: 1.291º

Midea 2016 posts

@midea Verificado em 12/06/2021 às 22:55

Parabéns pela análise, Félix!

Últimas respostas

Foto do perfil de Valdomiro Mantovani

Ranking: 1.076º

Valdomiro 2377 posts

@valdomiro.mantovani em 15/06/2021 às 11:28

Muito bem analisado, Félix!

Parece que Sylvinho encontrou o posicionamento correto para o Cantillo!

Nessa posição o Cantillo voltou a jogar a bola redonda que já jogava no Junior Barranquilla!

Valeu, irmão! Abraço.

Publicidade

Foto do perfil de Juliane Bauer

Ranking: 8.602º

Juliane 172 posts

@juliane.bauer1 em 14/06/2021 às 18:19

Espero que continue assim

Foto do perfil de Felipe Lacerda

Ranking: 128º

Felipe 10846 posts

@lipao88 em 14/06/2021 às 15:58

Analise fera demais

Foto do perfil de Marcio Loureiro

Marcio 45 posts

@marcio.loureiro em 14/06/2021 às 02:12

Estou curioso pra ver o Vital jogando na posição do Roni. Será se entregaria intensidade e conseguiria sair para o jogo? Aberto ele não rende bem.

Foto do perfil de Lucas Gabriel Da Silva

Ranking: 4.077º

Lucas 581 posts

@lucat em 13/06/2021 às 21:35

Para este meio campo a ideia esta sendo muito boa e colocar Cantillo no jogo como uma peça importante também melhora pra nós, mas o ataque tá difícil, acho que ter Luan falso 9 não vira, se tivessemos um atacante móvel e com presença de área ajudaria muito mais

Foto do perfil de Pedro Grané Lopes Leite

Ranking: 8.528º

Pedro 175 posts

@pedro.grane.lopes.l1 em 13/06/2021 às 19:55

Gostei do trabalho, mas discordo do Vital. Partida mediana para baixo dele. De resto ok. Faltou destacar o Gabriel também, que jogou muito!

Foto do perfil de Antonio Illanes

Antonio 3 posts

@antonio.illanes em 13/06/2021 às 12:41

Ele está sacrificando o Luan e o Vital porque pra usar a linha de 4 precisa de 3 volantes pra não ficar desprotegido. Quem tem João Victor e Raul, 2 zagueiros altos e rápidos, com Gil ou Jemerson tem que usar 3 zagueiros, e eu ainda tentaria o Léo Santos como 1o volante, é alto, rápido, sabe jogar mas não tem imposição física pra jogar de zagueiro. Ai fica faltando o centroavante que essa diretoria cega já devia ter ido no Vasco tirar o German Cano de lá

Foto do perfil de Wilson Balera

Ranking: 2.591º

Wilson 1012 posts

@wilson.r.balera em 13/06/2021 às 12:03

Parabéns pela análise está bem elaborada, sensacional amigo!

Foto do perfil de Diego Fonseca

Ranking: 14.159º

Diego 59 posts

@fonseca7 em 13/06/2021 às 11:54

Pela análise dá impressão que o Vital é o craque do time e foi o cara do jogo. Só discordo dessa parte. Jogador mediano pra baixo, teve culpa exclusiva no gol sofrido, perdeu a bola e nada fez pra evitar o contra-ataque. Depois disso não fez mais nada (como sempre).

Foto do perfil de Rodrigo Gonçalves Batista

Rodrigo 16 posts

@rodrigo.goncalves.ba em 13/06/2021 às 11:36

Vital poderia jogar como centroavante nesse esquema e recuar um pouco o Luan pra amar a jogadas.

Ou então deixar o vital jogando mais centralizado no lugar do roni e colocar o varanda pra jogar de centroavante

x